PDA_3.doc
11 pág.

PDA_3.doc


DisciplinaPsicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem8.070 materiais89.085 seguidores
Pré-visualização2 páginas
PSICOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM
Prof. Taísa Vliese
Aula 3
Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem
Processos Psicológicos Ligados Ao Ensino-aprendizagem
Percepção
Aprendizagem
Memória
A compreensão sobre a importância deles se transformou muito com o decorrer da ciência pedagógica
 
Percepção
O que vocês vêem?
 
Percebemos a realidade ou a nossa interpretação da realidade?
Desafiando nosso cérebro a perceber a realidade!
 
Como percebemos
É através da percepção que objetos, pessoas, situações ou acontecimentos reais se tornam consciente. Assim podemos conhecer o mundo em sua complexidade e múltiplos significados.
 
Formas de percepção
Percepção visual 
Percepção auditiva 
Percepção olfativa 
Percepção gustativa. 
Percepção tátil 
Percepção temporal 
Percepção espacial 
Propriocepção 
Como podem contribuir para a aprendizagem?
A Educação utiliza todas as formas de percepção no processo de aprendizagem 
Dislexia
É um distúrbio específico da aprendizagem, caracterizado pela dificuldade reconhecimento de palavras, de soletração e decodificação que pode ou não trazer dificuldades na compreensão da leitura, que dificulta a ampliação do vocabulário e a aquisição de conhecimentos. 
 
Características da dislexia
Atraso na aquisição da fala e sua deficiente percepção fonética;
Dificuldade de soletração;
Leitura e escrita lentas e com difícil compreensão do material;
Criatividade
Apresenta outros transtornos de aprendizagem como comorbidade.
Prejuízo no desenvolvimento psicomotor.
A dificuldade de interpretação de outros símbolos.
Mais características
Dificuldades em seguir orientações e instruções; 
Dificuldades de memorização auditiva; 
Problemas de atenção; 
Problemas de lateralidade; 
Dificuldades em aprender sequências, tais como a ordem dos dias da semana ou dos meses do ano e 
Dificuldades em distinguir as diferentes sílabas nas palavras e em identificar as diferentes letras 
Intervenções para Dislexia
Desenvolver consciência fonológica:
Rimas,
Consciência de palavras,
Consciência de sílabas,
Identidade fonêmica,
Consciência fonêmica.
 
Aprendizagem
Qual é o seu sentimento quando o seu aluno não aprende?
Por que os homens são dotados da capacidade inata da aprendizagem?
A maturação neurológica que ocorre na infância explica porque nos tornamos homens apenas através da aprendizagem.
Todos têm condição de aprender
A aprendizagem consiste em modificações na estrutura cognitiva. Não é apenas acréscimo
Aprendizagem Mecânica
Aprendizagem sem associações aos conteúdos da estrutura cognitiva
Armazenagem arbitrária
Aprendizagem Significativa
Nova informação se liga às concepções prévias do aprendiz.
A estrutura cognitiva do aprendiz é o mais importante fator cognitivo a ser considerado na aprendizagem.
Aprendizagem Significativa
\u201c... O fator mais importante influenciando a aprendizagem é aquilo que o aluno já sabe. Determine isso e ensine-o de acordo.\u201d
 
Concepções Prévias Subsunçores
Concepção Acadêmica
Re-significação do Conhecimento. Ambos se modificam
O professor precisa:
 Oferecer o material de estudo de forma lógica e organizada
 Pesquisar as concepções prévias apresentadas pelos aprendizes sobre o tema
 Despertar no aprendiz a vontade de relacionar o novo conhecimento com o dele já existente.
 Fixar novos conceitos aos existentes nas estruturas cognitivas para que os primeiros sejam relembrados.
EXEMPLO: AULA SOBRE TIPOS DE LIDERANÇAS
Concepções Prévias 
Conhecimento sobre Líderes nacionais. Exemplos e avaliação de suas atitudes
Concepções acadêmicas 
Tipos de Líderes
Autoritário/Indeciso/Coercitivo/Liberal/Situacional/Emergente
 Conclusão
Conclusão sobre o tipo ideal de liderança para cada situação colocada
Material Lógico 
Material Psicológico
Conteúdo internalizado na estrutura cognitiva
Aprendizagem dinâmica em que o conhecimento é construído intermitentemente.
MAPAS CONCEITUAIS
Origem na Teoria da Aprendizagem Significativa
É uma representação gráfica bidimensional de conceitos construídos e inter-relacionados.
Utilizados para auxiliar a ordenação e a sequenciação hierarquizada dos conteúdos de ensino, oferecendo estímulos adequados aos aprendizes.
Podem ser utilizados como:
Estratégias de estudo; Para apresentação de itens curriculares
Na Avaliação Escolar e em Pesquisas Acadêmicas
 
EXEMPLO: ESCOVAÇÃO DOS DENTES
Dentes
Tipos de dentes: 
Leite ou permanentes 
Função dos dentes: 
Mastigação, fala e estética
Quantidade dos dentes: 
Caninos, Incisivos, molares e pré-molares
Freqüência de higienização
Higienização dos dentes
Tipo de Higienização
Produtos e objetos:
Escova dental, Fio Dental. Fita Dental, Enxaguatório bucal, etc. 
MEMÓRIA
Vocês se lembram da primeira aula tele transmitida?
É uma função psicológica que armazena as informações aprendidas.
Fases do processo:
Aquisição Retenção Recordação
É um processo aberto que pode ser re-significado.
- É o encontro do passado com o presente.
- A cada nova evocação mnêmica, novos conteúdos são
Compreendidos. Ex. Lembrar do dia do casamento!
TIPOS DE MEMÓRIA
Sensorial
visual, olfativa, auditiva, tátil e gustativa. Recepção pelos sentidos. 
De Trabalho
Datas, números de telefones, informações úteis em nosso quotidiano. Curto prazo. Gerencia a realidade.
Implícita
Não é necessário usar a linguagem para evocar. Pode ser uma habilidade. Um saber fazer.
MEMÓRIA DE LONGO PRAZO
Explícita
Lembranças evocadas 
- Verbalmente.
Implícita
Não é necessário usar a linguagem para evocar. 
- Pode ser uma habilidade. Um saber fazer.
 
MEMÓRIA E APRENDIZAGEM
Por que será que os jovens apresentam tantas falhas na memória?
O excesso de informações do mundo moderno provoca uma assimilação superficial dos conteúdos e, portanto, pouca retenção.
Vamos refletir como a memória pode ser utilizada na educação: 
Tradicional 
 Decorar
Progressista
 Utilizar os dados para relacionar com informações novas
O que o professor pode fazer para aumentar a capacidade mnemônica dos alunos?
O cérebro funciona em módulos cooperativos, que se ajudam na hora de recuperar informações. Quanto mais associações, mais fácil a memorização.
 EX.: Músicas, símbolos, formas a significados
 
Além desses, também podemos contar com:
Mecanismos da Emoção
 Relacionar os novos conteúdos à aprendizagens anteriores
 Utilizar gráficos, diagramas, tabelas e organogramas
Para classificar as informações.
Conversar nos últimos minutos da aula sobre o conteúdo estudado para que o novo conhecimento percorra mais uma vez o caminho no cérebro do estudante. 
Na próxima aula
Pensamento e Linguagem
Atenção e Desempenho
 Desenvolvimento de Expertise
 Saiba como eles interferem na aprendizagem
 
Para saber mais
Leia o artigo: Memórias da Infância
Ele faz parte do livro: Graciliano Ramos: A Infância pelas mãos do escritor \u2013 um ensaio sobre a Constituição da Subjetividade na Psicologia Sócio-Histórica.
Autora: Taísa Vliese
Editora: Musa/EDUFJF
Ano: 2000.
 
 Você encontrará uma discussão o gênero literário que pode ser atribuído ao livro Infância de Graciliano Ramos: Memória ou Ficção.
Sites sobre Dislexia
www.dislexia.org.br  
 www.dislexia.com.br 
 www.abcdasaude.com.br/artigo.\ufffd\ufffdHYPERLINK "http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?657"php\ufffd\ufffdHYPERLINK "http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?657"?657\ufffd\ufffdHYPERLINK "http://www.abcdasaude.com.br/"&-dislexia 
www.bengalalegal.com/dislexia.\ufffd\ufffdHYPERLINK "http://www.bengalalegal.com/dislexia.php"php 
http://www.psicopedagogia.com.br/opiniao/opiniao.asp?\ufffd\ufffdHYPERLINK