A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Resumo do livro do rosenfeld

Pré-visualização | Página 1 de 6

Resumo do livro do rosenfeld – prova do cheng
Capítulo 1
O que é processo de desenvolvimento de produto e qual a sua importância
O que significa desenvolver produtos?
Desenvolver produto consiste em um conjunto de atividades por meio das quais busca-se, a partir das necessidades do mercado e das possibilidades e restrições tecnológicas, e considerando as estratégias competitivas e de produto da empresa, chegar as especificações de projeto de um produto e de seu processo de produção, para que a manufatura possa produzi-lo. O desenvolvimento também envolve atividades de acompanhamento do produto após o lançamento.
Qual a finalidade do escopo (abrangência) do PDP?
O lançamento eficaz de um novo produto e a melhoria da qualidade daqueles que já existem fazem parte do escopo do PDP e são duas questões de relevância para a capacidade competitiva das empresas.
Como o PDP pode contribuir para a capacidade competitiva de uma empresa?
O PDP situa-se na interface entre a empresa e o mercado, cabendo a ele identificar – e até se antecipar – as necessidades do mercado e propor soluções (por meio de projetos de produtos e serviços relacionados) que atendam tais necessidades. Daí sua importância estratégica, buscando: identificar as necessidades do mercado e dos clientes em todas as fases do ciclo de vida do produto; identificar as possibilidades tecnológicas; desenvolver um produto que atenda as expectativas do mercado, em termos da qualidade total do produto; desenvolver o produto no tempo adequado - ou seja, mais rápido que os concorrentes e a um custo competitivo.
Quais as principais características dos arranjos organizacionais para equipes de desenvolvimento?
Quais fatores gerenciais afetam o desempenho do PDP, separando estratégicos dos operacionais?
Por que é importante para uma empresa adotar modelos de referência para o seu PDP? Quais as conseqüências se não seguir um modelo?
O papel do PDP no Brasil
É importante ressalvar que mesmo que a tecnologia e a concepção de um novo produto venham do exterior, existem ainda muitas atividades de desenvolvimento (do projeto detalhado, passando pelo projeto ou planejamento do processo, testes, projeto de fábricas, lançamento etc.) que estão inseridas no escopo do desenvolvimento de produtos, e que fazem parte das responsabilidades das empresas locais.
Características do PDP
Quais as principais características do PDP?
- Elevado grau de incertezas e riscos das atividades e resultados;
- Decisões importantes devem ser tomadas no início do processo, quando as incertezas ainda são maiores;
- Dificuldades de mudar as decisões iniciais;
- As atividades básicas seguem um ciclo interativo do tipo: Projetar (gerar alternativas) – Construir – Testar – Otimizar.
- Manipulação e geração do alto volume de informações;
- As informações e atividades provem de diversas fontes e áreas da empresa e da cadeia de suprimentos;
- Multiplicidade de requisitos a serem atendidos pelo processo, considerando todas as fases do ciclo de vida do produto e seus clientes.
Não se deve esquecer que os requisitos a serem considerados dizem respeito a todos os clientes de todas as fases do ciclo de vida do produto (projeto, manufatura, distribuidores, usuários, pessoal da assistência técnica, reciclagem do produto etc.).
Nas fases iniciais do PDP é que são definidas as principais soluções construtivas e as especificações do produto. É nesse momento, que são determinados os materiais e as tecnologias a serem utilizados, os processo de fabricação, a forma construtiva etc.
Normalmente, argumenta-se que o início do ciclo de desenvolvimento é responsável por 85% do custo do produto final.
O segredo de um bom DP é garantir que as incertezas sejam minimizadas (gerenciamento das incertezas) por meio da qualidade das informações e que cada momento de decisão, exista um controle constante dos requisitos a serem atendidos e uma vigilância das possíveis mudanças no mercado.
Tipos de projetos de desenvolvimento dos produtos
Qual a importância de classificar em categorias os tipos de projetos de desenvolvimento de uma empresa?
- Projetos Radicais: São os que envolvem significativas modificações no projeto do produto ou do processo existente, podendo criar uma nova categoria ou família de produtos para a empresa.
- Projetos Plataforma ou próxima geração: normalmente representam alterações significativas no projeto do produto e/ ou processo, sem a introdução de novas tecnologias ou materiais, mas representando um novo sistema de solução para o cliente. Para funcionar como plataforma, um projeto deve suportar toda uma geração de produto (ou de processo) e ter ligação com as gerações anteriores e posteriores do produto.
- Projetos incrementais ou derivados, envolvem projetos que criam produtos e processos que são derivados, híbridos ou com pequenas modificações em relação aos projetos já existentes.
- Projetos Follow-source: são projetos que chegam da matriz ou de outras unidades do grupo ou de clientes e que não requerem alterações significativas da unidade receptora que irá adequar o projeto e produzir o produto.
- Projetos de Pesquisa Avançada: Criar conhecimento para projetos futuros.
Nos casos em que a empresa dispõe de um portfólio de produtos e de projetos, adotando uma abordagem de gerenciamento de multi-projetos e de projetos de plataformas, é possível outra classificação de projetos de desenvolvimento, caracterizando-os em 4 tipos, dependendo do escopo da nova tecnologia ou das mudanças na plataforma e de quão rápido a empresa transfere a plataforma de um projeto para outro:
- Novo projeto: é aquele em que é desenvolvida uma nova plataforma tecnológica;
- Transferência de tecnologia simultânea: quando um novo projeto utiliza a plataforma de um projeto base, antes que o desenvolvimento deste tenha sido concluído;
- Transferência de tecnologia seqüencial: quando um novo projeto utiliza a plataforma de um projeto-base, cujo desenvolvimento já foi concluído e encontra-se em fase de produção;
- Modificação de Projeto: não há transferência de tecnologia ou de plataforma de um projeto para outro. Um projeto é modificado, mas sem que haja mudança na plataforma. Há apenas modificações em um projeto existente.
A definição do escopo do PDP
Qual a contribuição ou papel para o PDP das principais funções e processos empresariais?
Uma organização é um sistema complexo formado por pessoas e recursos como equipamentos e instalações, com intensas, variadas e complexas relações entre si, tornando árdua a tarefa de compreendê-la. 
O PDP envolve um fluxo de atividade de informações. O PDP gera e faz uso de entrada e saída de informações.
Processo é um conjunto de atividades realizadas em uma seqüência lógica com o objetivo de produzir um bem ou serviço que tem valor para um grupo específico de clientes.
A visão do PDP, baseada em fluxo de atividades e informações permite compreender as ligações críticas entre as áreas da empresa e entre essa e o mercado, fornecedores, as fontes de informação tecnológica e as instituições de regulamentação do produto.
O desenvolvimento de produto deve abranger todo o planejamento e gerenciamento de portfólio de produtos e do portfólio de projetos, garantindo compatibilidade com as estratégias da empresa. Deve-se abranger também a especificação de todos os recursos e procedimentos de manufatura, envolvendo compra de máquinas, equipamentos, ferramentas e, quando necessário, a construção de novas unidades de produção.
O planejamento estratégico é um processo gerencial que não está vinculado a uma função específica dentro da empresa, caracterizando-se como um processo cross funcional. O planejamento estratégico, desdobrado em planejamento estratégico do produto, orienta o PDP em relação às estratégias tecnológicas (foco na tecnologia central do produto) e às estratégias de produto da empresa (segmentos de mercado).
O PDP também deve receber informações da Produção, para realizar suas atividades, antecipando-se a problemas na fase de manufatura do produto. A produção também participa do