A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Introdução ao Estudo de Patologia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Patologia 
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA PATOLOGIA 
CONCEITO DE PATOLOGIA 
➢ ETIMOLOGIA: PATOLOGIA = ESTUDO DAS DOENÇAS 
• PATHOS = DOENÇA, SOFRIMENTO / LOGOS = 
ESTUDO, DOUTRINA 
➢ CONCEITO: 
• ESTUDO DAS DOENÇAS, SUAS CAUSAS, MECANISMOS 
DE AÇÃO, EFEITOS FUNCIONAIS, MORFOLÓGICOS E 
EVOLUÇÃO NO ORGANISMO 
• ESTUDO DAS ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS, 
BIOQUIÍMICAS E FUNCIONAIS EM CÉLULAS, TECIDOS 
E ÓRGÃOS QUE CONSTITUEM A BASE DAS DOENÇAS 
SAÚDE 
➢ PARA A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE, A SAÚDE 
NÃO É APENAS A AUSÊNCIA DE DOENÇA, MAS SIM UM 
COMPLETO BEM-ESTAR FÍSICO, MENTAL E SOCIAL DE 
UMA PESSOA 
➢ UM INDIVÍDUO SAUDÁVEL ESTÁ EM ESTADO DE 
ADAPTAÇÃO DO ORGANISMO AO SEU AMBIENTE, SEJA 
FÍSICO, PSÍQUICO OU SOCIAL 
➢ A PESSOA SE SENTE BEM (SAÚDE SUBJETIVA) E 
TAMBÉM NÃO APRESENTA ALTERAÇÕES ORGÂNICAS 
(SAÚDE OBJETIVA) 
DOENÇA 
➢ É UM ESTADO DE FALTA DE ADAPTAÇÃO AO AMBIENTE 
FÍSICO, PSÍQUICO OU SOCIAL 
➢ UM DESEQUILÍBRIO NO QUAL O INDÍVIDUO 
APRESENTA SINTOMAS (ALTERAÇÕES SUBJETIVAS), OU 
SEJA, SE SENTE MAL E/OU APRESENTA SINAIS CLÍNICOS 
QUE SÃO ALTERAÇÕES ORGÂNICAS OBJETIVAS 
 
➢ A PATOLOGIA CUIDA: 
• DO ESTUDO DAS CAUSAS DAS DOENÇAS 
(ETIOLOGIA) – ESSAS CAUSAS PODEM SER GENÉTICAS 
(COMO MUTAÇÕES HEREDITÁRIAS), ADIQUIRIDAS 
(COMO DOENÇAS INFECCIOSAS)... 
• TAMBÉM INCLUI O ESTUDO DOS MECANISMOS 
PATOGENÉTICOS, MECANISMOS BIOQUÍMICOS E 
MOLECULARES DO DESENVOLVIMENTO DAS 
DOENÇAS CONHECIDO COMO PATOGENIA 
• CUIDA TAMBÉM DA FISIOPATOLOGIA QUE É O 
ESTUDO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DE ÓRGÃOS 
E SISTEMAS AFETADOS 
• E TAMBÉM DA ANATOMIA PATOLÓGICA QUE É O 
ESTUDO DAS ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS DOS 
TECIDOS, OU SEJA, DAS LESÕES TECIDUAIS 
 
➢ A PATOLOGIA É 
A BASE DO 
CONHECIMENTO E 
DAS PRÁTICAS 
MÉDICAS E DAS 
DEMAIS ÁREAS DA 
SAÚDE E É UMA 
PONTE ENTRE AS 
CIÊNCIAS BÁSICAS E 
A MEDICINA 
CLÍNICA 
 
 
 
 
UTILIDADE PRÁTICA DA PATOLOGIA 
➢ A PATOLOGIA POSSIBILITA UMA COMPREENSÃO 
GLOBAL DAS DOENÇAS PORQUE FORNECE AS BASES 
DO CONHECIMENTO DE ELEMENTOS COMO 
PREVENÇÃO, MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS, 
DIAGNÓSTICOS, TRATAMENTO, EVOLUÇÃO E 
PROGNÓSTICO 
➢ QUANDO SE ESTUDA AS CAUSAS DAS DOENÇAS E 
QUANDO SE COMPREENDE OS MECANISMOS DE 
DESENVOLVIMENTO DAS DOENÇAS PODE SER 
POSSÍVEL PREVENIR A DOENÇA ATRAVÉS DA REDUÇÃO 
DE CONTATO COM O AGENTE CAUSADOR OU DA NÃO 
EXPOSIÇÃO AO AGENTE CAUSADOR (Ex.: EVITAR O 
FUMO OU A EXPOSIÇÃO PASSIVA A FUMAÇA DO 
CIGARRO QUE SÃO FATORES DE RISCO CONHECIDOS 
DO CÂNCER DE PULMÃO) E ATRAVÉS DA ETIOLOGIA E 
PATOGENIA PODE SE CHEGAR AO TRATAMENTO DA 
DOENÇA 
Ex.: ABORDAGENS TERAPÊUTICAS EXPECÍFICAS PARA 
DETERMINADAS ANORMALIDADES MOLECULARES/ 
USO DE ANTIBIÓTICOS PARA TRATAR INFECÇÕES 
BACTERIANAS/ USO DE ANTIFÚNGICOS PARA TRATAR 
INFECÇÕES FUNGÍCAS/ USO DE DROGAS INIBIDORAS 
DO SISTEMA IMUNOLÓGICO 
➢ ATRAVÉS DO ESTUDO DA FISIOPATOLOGIA E 
ANATOMIA PATOLÓGICA É POSSÍVEL O 
ESTABELECIMENTO DE CRITÉRIOS OBJETIVOS PARA 
Mariana Machado 
Patologia 
 
QUE SE POSSA FAZER O DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
ENTRE AS DOENÇAS, PERMITINDO ASSIM QUE SE 
REALIZE O DIAGNÓSTICO DEFINITIVO DE 
DETERMINADA ENFERMIDADE, COM ANÁLISE DESSAS 
ALTERAÇÕES É POSSÍVEL TAMBÉM AVALIAR 
RESPOSTAS PARA TRATAMENTOS PRÉVIOS, 
VERIFICANDO A EFICÁCIA DOS MESMOS (Ex.: ALGUNS 
CASOS DE CÂNCER DE MAMA, EM QUE ATRAVÉS DO 
EXAME DA MAMA RETIRADA CIRUGICAMENTE, HA 
ANÁLISE DE RESPOSTA A QUIMIOTERAPIA 
NEOADJUVANTE, OU SEJA, QUIMIOTERAPIA QUE FOI 
FEITA ANTES DE UM PROCEDIMENTO CIRÚRGICO PARA 
REDUZIR O TAMANHO DE UM TUMOR), PODE SER 
TAMBÉM ACOMPANHAR A EVOLUÇÃO CLÍNICA DE UM 
PACIENTE (Ex.: VERIFICAR O SURGIMENTO DE 
REINCIDIVA TUMORAL QUANDO HÁ O RETORNO DO 
CÂNCER) E TAMBÉM, ATRAVÉS DOS CONHECIMENTOS 
DA PATOLOGIA, PODE SE REALIZAR REABILITAÇÃO DO 
PACIENTE COM PLANEJAMENTO E 
ACOMPANHAMENTO FUNCIONAL 
DIVISÕES DA PATOLOGIA 
➢ PODE SER DIVIDIDA QUANTO A SUA ABRANGÊNCIA E 
QUANTO AO SEU OBJETIVO 
QUANTO À ABRANGÊNCIA 
PATOLOGIA GERAL 
➢ ESTUDA OS MECANISMOS GERAIS DAS DOENÇAS 
➢ DANDO ENFOQUE NAS RESPOSTAS, NAS REAÇÕES DAS 
CÉLULAS E DOS TECIDOS AOS ESTÍMULOS 
PATOLÓGICOS 
PATOLOGIA ESPECIAL OU SISTÊMICA 
➢ ESTUDA AS CARACTERÍSTICAS DE CADA DOENÇA DE 
ACORDO COM O ÓRGÃO E O SISTEMA ACOMETIDO 
➢ COMO OS PROCESSOS DE DOENÇAS ESPECÍFICOS 
AFETAM OS ÓRGÃOS OU SISTEMAS EM PARTICULAR 
Ex.: DERMOPATOLOGIA, NEFROPATOLOGIA, 
NEUROPATOLOGIA, ETC... 
QUANTO AO OBJETIVO 
ESTUDO CIENTÍFICO 
➢ ENTENDER O PROCESSO DA “DOENÇA” 
ESTUDO EXPERIMENTAL 
➢ PESQUISA BIOMÉDICA 
DIAGNÓSTICO 
➢ LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA 
PATOLOGIA DIAGNÓSTICA 
POST MORTEM 
➢ APÓS UM ÓBITO DE UM INDIVÍDUO 
➢ PATOLOGIA DE NECROPSIA: ESTUDO MÉDICO-
CIENTÍFICO SISTEMÁTICO E DETALHADO DO CADÁVER 
➢ QUANDO A MORTE É POR CAUSAS NATURAIS, A 
NECROPSIA PODE SER REALIZADA NO AMBIENTE 
HOSPITALAR 
➢ QUANDO O ÓBITO SE DA POR CAUSAS NÃO-NATURAIS, 
VIOLENTA, SUSPEITA, SEM ASSISTÊNCIA MÉDICA, 
ENCONTRO DE CADÁVER, SUSPEITA DE ERRO MÉDICO 
DEVE OCORRER EM AMBIENTE MÉDICO-LEGAL 
NO PACIENTE VIVO 
➢ ATRAVÉS DE ANÁLISE DE PEÇAS CIRÚGICAS OU DE 
AMOSTRAS, FRAGMENTOS QUE FORAM OBTIDOS 
PARA A REALIZAÇÃO DE BIÓBSIAS DE DETERMINADAS 
LESÕES 
➢ EXISTEM EXAMES QUE PODEM SER FEITOS DURANTE O 
ATO CIRÚRGICO (EXAME PRÉ-OPERATÓRIO) EM QUE O 
CIRURGIÃO ENVIA UMA AMOSTRA OU O PRÓPRIO 
ÓRGÃO PARA O PATOLOGISTA PARA QUE ELE POSSA 
FAZER UMA ANÁLISE RÁPIDA E DAR UMA POSIÇÃO 
PARA O CIRURGIÃO, PARA QUE ELE POSSA DECIDIR 
QUAL PROCEDIMENTO ELE DARÁ NO ATO CIRÚRGICO 
➢ CITOPATOLOGIA: 
• ESTUDAR AS CÉLULAS E ALTERAÇÕES 
MORFOLÓGICAS DE CASOS PATOLÓGICOS 
Ex.: EXAME PREVENTIVO OU CORPO OCITOLÓGICO 
ONDE HÁ ANÁLISE DAS CÉLULAS DO COLO UTERINO 
PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO DE ÚTERO 
 
AGENTES PATOGÊNICOS 
➢ AS AGRESSÕES PODEM SE ORIGINAR DO AMBIENTE 
EXTERNO OU NO PRÓPRIO ORGANSIMO 
FATORES ADQUIRIDOS 
AGENTES FÍSICOS 
➢ RADIAÇÕES 
Ex.: RADIAÇÃO UV QUE PODE LEVAR AO SURGIMENTO 
DE CÂNCER DE PELE 
 
Patologia 
 
 
 
 
 
 
➢ VARIAÇÕES DE TEMPERATURA E ALTERAÇÕES DA 
PRESSÃO ATMOSFÉRICA 
➢ CALOR EXTREMO – QUEIMADURAS 
 
 
 
 
 
 
➢ FRIO INTENSO TAMBÉM É A GENTE PATOGÊNICO 
LEVANDO A QUADROS DE HIPOTERMIA E ATÉ A ÓBITO 
 
AGENTES MECÂNICOS 
➢ ACIDENTES/TRAUMAS 
 
 
 
 
 
 
AGENTES QUÍMICOS 
➢ REPRESENTADO POR INÚMERAS SUBSTÂNCIAS 
TÓXICAS (Ex.: AGROTÓXICOS, AGENTES POLUENTES 
AMBIENTAIS, MEDICAMENTOS, DROGAS ILÍCITAS...) 
➢ ATÉ MESMO SUBSTÂNCIAS QUE NÃO SÃO NOCIVAS, 
COMO A GLICOSE E O SAL, PODEM LEVAR A 
DESEQUILÍBRIOS DEPENDENDO DA SUA 
CONCENTRAÇÃO 
 
 
 
 
 
AGENTES BIOLÓGICOS (AGENTES INFECCIOSOS) 
➢ VÍRUS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
➢ BACTÉRIAS 
 
• DIFERENTES CLASSES DE BACTÉRIAS SÃO 
RESPONSÁVEIS POR DIVERSAS INFECÇÕES 
➢ FUNGOS 
• PODEM CAUSAR DESDE CASOS SUPERFFICIAIS NA 
PELE ATÉ CASOS GRAVES COM 
COMPROMETIMENTOS DA IMUNIDADE COMO 
INFECÇÕES PULMONARES GRAVES 
FATORES GENÉTICOS 
➢ PODEM SER TANTO POR MUTAÇÕES DE UM ÚNICO 
GENE (Ex.: ANEMIA FALSIFORME EM QUE A 
Patologia 
 
SUBSTITUIÇÃO DE UM ÚNICO AMINOÁCIDO ALTERA AS 
PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DA HEMOGLOBINA) 
➢ PODEM OCORRER TAMBÉM DOENÇAS 
CROMOSSÔMICAS, ONDE HÁ ALTERAÇÕES 
ESTRUTURAIS OU NÚMERICAS NOS CROMOSSOMOS 
(Ex.: SÍNDROME DE DOWN) 
DOENÇAS GENÉTICAS 
➢ AS ALTERAÇÕES GENÉTICAS MAIS COMUNS SÃO AS 
DOENÇAS MULTIGÊNICAS COMPLEXAS QUE SÃO 
CAUSADAS POR INTERAÇÕES ENTRE MULTIPLAS 
FORMAS VARIANTES DE GENES, POLIMORFISMOS E 
FATORES AMBIENTAIS 
➢ A DOENÇA OCORRE SOMENTE QUANDO MUITO 
DESSES POLIMORFISMOS ESTÃO PRESENTES NO 
INDIVÍDUO E DEPENDE DE INTERAÇÕES AMBIENTAIS 
Ex.: DIABETES, HIPERTENSÃO E AS DOENÇAS AUTO-
IMUNES 
OBS.: É COMUM QUE AS DOENÇAS SEJAM MULTIFATORIAIS 
MÉTODOS DE ESTUDO 
HISTOPATOLOGIA 
➢ O LABORATÓRIO VAI RECEBER A PEÇA CIRÚRGICA OU 
O MATERIAL PROVENIENTE DE BIÓPSIA 
➢ ESSA PEÇA VAI SER INICIALMENTE ANALISADA A OLHO 
NU, REALIZANDO A MACROSCOPIA DESSE MATERIAL 
RECEBIDO ONDE AS CARACTERISTICAS SERÃO 
DESCRITAS E DETALHADAS 
➢ O PATOLOGISTA VAI REALIZAR A CLIVAGEM