Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Avicultura e Suinocultura

Pré-visualização | Página 1 de 3

AVICULTURA E SUINOCULTURA – 23/04/2021
SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS 
· Envolve diversas áreas, sendo eles: Produtor, Genética, Nutrição, Manejo Alimentar, Sanidade, Instalações e Mão-de-obra
PRODUTOR
· Que tipo de produtor estaremos lidando no dia a dia
· Se a pessoa pensa em produzir mais intensiva, extensiva, de maneira tradicional, semi extensiva, etc
TRIPÉ DA PRODUÇÃO ANIMAL
· Existe o tripé da produção animal, sendo eles a Genética (melhoramento genético), Nutrição e Sanidade, afinal sem esses três pontos não há produção animal 
GENÉTICA
· A genética dos animais, é algo bastante avançado, então ocorre de maneira muito rápida, porque há um curto intervalo entre as gerações, ciclo reprodutivo acelerado, tendo um grande numero de descendentes, facilitando a seleção de animais superiores por conta das grandes opções, buscando as características que eu desejo e rapidamente o animal entra em estação reprodutiva, conseguindo selecionar os genes interessantes para a reprodução 
· Em comparação aos bovinos, o ciclo reprodutivo é mais demorado, demorando também a obter os descendentes porque nasce pouco, já os suínos em uma ninhada já têm 14 crias 
· Buscamos características de acordo com o melhoramento genético, sendo boas carcaças, desempenhos, ganho de peso, crescimento, nos quais os animais tipo banha 
· Animais tipo banha são animais mais antigos, são os porcos originalmente, que não possui um melhoramento genético, manejo extensivo, sem muito cuidado, no qual é mais rustico, tendo uma grande concentração de tecido adiposo, baixo rendimento da carcaça, gerando produtos de baixa qualidade 
NUTRIÇÃO 
· Nos últimos anos, décadas, há um avanço grande, aumentando os números de pesquisas
· Se o animal não ter uma boa nutrição, não adianta ter genética 
· O animal não consegue expressar o potencial genético dele se eu não der uma característica nutricional para que ele tenha crescimento, ganho de peso, etc
· Nutrição é definida pra cada fase, logo é um manejo mais tecnificado, tendo uma nutrição de animais em crescimento, em terminação, das fêmeas prenhas, lactantes, definindo uma melhor nutrição pra cada fase de vida do animal 
SANIDADE 
· Quando tem uma alta concentração de animais, a transmissão de doenças acontece de uma forma mais facilitada, principalmente as infectocontagiosas e parasitárias 
· Os animais fechados em um ambiente e em grande concentração acaba tendo uma transmissão maior 
· Manejo sanitário, vermifugação, vacinações, higiene do ambiente dos animais vivem é de extrema importância 
INSTALAÇÕES 
· São importantes também para melhorar a produção animal 
· Na maioria das vezes os animais não são naturais do clima onde estão
· Existem raças mais rusticas que foram selecionadas, quase que natural, para serem criadas, e são raças subsistentes da população, os animais de tipo banha 
· Mas há raças mais produtivas na produção comercial, são animais selecionados em climas mais amenos, de países de climas mais amenos, sendo uma genética internacional 
· Os animais quando são novos, eles são muito sensíveis a baixas temperaturas, sendo necessário um manejo de temperatura para ter um conforto térmico, aumentando a temperatura 
· Quando os animais são adultos, puberdade até a vida adulta, mudando isso, e sendo sensíveis a altas temperaturas, tendo um estresse térmico, e nesses casos, os animais não se alimentam direito, principalmente se a alimentação for energética, para manter a temperatura corporal, afinal é um animal que tem dificuldade de manter a homeostasia, pois suas glândulas sudoríparas deles não são eficientes, trocando a temperatura pelo o processo de respiração 
· As granjas são preparadas para garantir que o animal tenha uma ótima ambiência, tendo um ambiente perfeito para sua fisiologia 
· Na produção animal, nós temos o macro ambiente e micro ambiente, sendo que o macro, é como se fosse o ES, Vitória, tudo que acontece no nossos espaço geográfico, temperatura, umidade, de acordo com o clima e não conseguimos controlar isso, e já o micro ambiente, é o que acontece dentro da instalação, no qual conseguimos ter controle, podendo ter expressores de agua, cortina para controlar ventos, utilização de ventiladores, circulação de ar, água fresca, taxa de lotação adequada pois se for muito alta o animal não consegue trocar o calor com o ambiente, etc, com o objetivo de manter o animal na faixa de conforto térmico 
· As instalações devem ser pensadas pra se adequar as características fisiologias, e de homeostasia para cada animal especificamente 
· Se não houver uma instalação adequada, além da queda produtiva, se for um estresse térmico crônico, pode acontecer de forma aguda, levando os animais a óbito 
MÃO-DE-OBRA 
· Sempre especifica 
· Quanto mais tecnificada a produção, quanto mais intensiva a produção é necessária uma mão-de-obra especifica 
· Em caso de granja de leitões, é necessário funcionários que saibam lidar com eles 
· Em granjas que faz a parte de produção, é necessário funcionários que saibam lidar com animais em fase de reprodução 
· Em granjas que tenha ciclo completo, é preciso de mão-de-obra pra cada fase, sendo pessoas que são ótimas naquele tipo de trabalho 
OBJETIVOS 
· Cada granja, cada produção haverá seus objetivos 
· O que é necessário saber, é: 
· Qual tipo de produção que se busca? Se eu quero produzir leitões, ciclo completo, terminações dos animais
· Se a atividade vai ser a principal do local, porque pode ter várias atividades acontecendo em conjunto, como integração de peixes com suínos, aproveitando o espaço de forma mútua 
· Se a produção vai ser de subsistência, então se a comunidade vai ter pra própria subsistência, ou é comercial com o objetivo de gerar lucro, então dependendo do tipo de produção que irá definir as decisões em relação a ela 
DEFINIÇÃO DO SISTEMA 
· É necessário definir o sistema 
· Temos 3 sistemas: Extensivo, Intensivo e Semi extensivo 
· Esses 3 sistemas se diferem bastante entre eles
· Um manejo com sistema intensivo, e dentro de instalações controladas, é diferente de animais criados em manejo mais livre
· Em manejo livre, são dependentes de pastagem, vivem ao céu aberto
· Quando se fala de macro e micro ambiente, é fácil controlar quando o manejo é dentro de instalações, mas em caso de céu aberto é mais complicado mesmo havendo técnicas para ajudar a melhorar 
· As técnicas para melhorar o manejo livre, é o sombreamento através de arvores e sombrites, quando houver momentos mais quentes do dia, água fresca e em grande qualidade para controlar a temperatura, local que tenha boa circulação de ar, uma correta taxa de lotação, mas além disso é preciso ter animais resistentes ao clima, doenças normais por conta do ambiente, logo é normal encontrar animal com pêlo mais espesso, escuro, e a pele também mais escura por resistir mais ao sol, afinal animais de pele mais branca, pode ter problemas de queimaduras 
· Confinamento se tem um controle maior, porém tem um gasto mais elevado 
· Quando se seleciona animais para diminuir a gordura da carcaça, existe características fisiologias que serão alteradas, logo uma das funções daquela gordura no organismo, principalmente a subcutânea, é fazer isolamento térmico, então quando se reduz e seleciona animais com menor teor de gordura, os animais não conseguem controlar sua própria temperatura corporal, sendo necessário investir em uma melhoria para as granjas para manter a temperatura interna da granja, então os programas de melhoramento, começaram até a voltar a ter animais com mais gordura, pra melhorar o custo que estava muito alto e dessa forma melhorar o lucro também
· Quando verificamos a produção de suínos no Brasil, é visto uma maior concentração de grandes produções no sul e algumas partes no sudeste, centro-oeste, no qual o clima é mais ameno, e por mais que seja possível criar no nordeste, mas terá um gasto mais elevado na climatização das instalações, diminuindo dessa forma o lucro para o produtor 
SISTEMA EXTENSIVO 
· Animais adaptados ao clima 
· Não possui tecnologia
Página123