A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
APOSTILA_04

Pré-visualização | Página 1 de 3

1Saúde do Trabalhador
Saúde do Trabalhador 
Alexandre Matheus Teixeira
2Saúde do Trabalhador
Sumário
Introdução .................................................................................................. 03
Objetivos .................................................................................................... 04
Estrutura do Conteúdo ............................................................................. 04
Saúde do Trabalhador
Tópico 1: Classificação das Doenças .............................................................. 05
Tópico 2: Doenças Comuns não Relacionadas ao Trabalho ........................ 10
Tópico 3: Saúde do Trabalhador ........................................................................ 13
Tópico 4: Segurança e Medicina do Trabalho ................................................. 17
Tópico 5: Perícia ........................................................................................... 18
Resumo ...................................................................................................... 22
Leitura Complementar .............................................................................. 23
Referências Bibliográficas ....................................................................... 24
3Saúde do Trabalhador
Prezado(a) aluno(a),
Seja bem-vindo (a) ao conteúdo “Saúde do Trabalhador”.
Neste conteúdo iremos abordar os principais assuntos que tratam da saúde do 
trabalhador e as doenças que podem afetar em seu ambiente organizacional e em sua 
vida profissional.
Vamos entender a importância deste estudo para que tenhamos uma vida mais 
saudável e que as doenças ocupacionais não prejudiquem o desempenho do trabalhador.
Conhecer um pouco sobre a perícia que está relacionada com a vida cotidiana 
organizacional, sendo um dos pilares mais importantes para o trabalho e a empresa.
 Bons estudos!
4
Estrutura do Conteúdo
Objetivo
s
Saúde do Trabalhador
Ao final deste conteúdo, esperamos que 
você seja capaz de:
1. Analisar a importância dos conceitos 
de saúde e trabalho para a assistência 
ao trabalhador;
2. Conhecer a relação saúde-doenças;
3. Conhecer os fatores que causam as 
doenças ocupacionais.
Para melhor compreensão do conteúdo 
estudado, este material está dividido de 
acordo com os seguintes tópicos:
1. Classificação das Doenças
2. Doenças Comuns não relacionadas 
ao Trabalho 
3. Saúde do Trabalhador 
4. Segurança e Medicina do Trabalho
5. Perícia
5Saúde do Trabalhador
1. Classificação das Doenças
Doenças ocupacionais são aquelas que estão relacionadas à atividade desempenha-
da pelo trabalhador ou às condições de trabalho às quais ele está submetido.
A saúde do trabalhador constitui um importante fator que as empresas deveriam bus-
car como prevenção; é fato que muitas não pensam desta forma.
A Saúde do Trabalhador constitui uma área da Saúde Pública que tem como objeto 
de estudo e intervenção as relações entre o trabalho e a saúde. Tem como objetivos a 
promoção e a proteção da saúde do trabalhador, por meio do desenvolvimento de ações 
de vigilância dos riscos presentes nos ambientes e condições de trabalho, dos agravos à 
saúde do trabalhador.
Os trabalhadores podem adoecer ou morrer por causas relacionadas ao trabalho, em 
consequência da profissão ou em condições adversas em que seu trabalho é ou foi reali-
zado.
6Saúde do Trabalhador
Doenças Profissionais
As doenças profissionais, conhecidas como ergopatias, tecnopatias ou doenças pro-
fissionais típicas são as produzidas ou desencadeadas pelo exercício profissional peculiar 
a determinada atividade. Devido a tipicidade, não precisam de comprovação do nexo de 
causalidade com o trabalho, constam de uma lista elaborada pela Previdência Social, de 
acordo com a Lei Nº. 8.213/91. 
As doenças mais comuns são:
Silicose é uma doença respiratória causada pela inalação de poeira de sílica que 
produz inflamação seguida de cicatrização do tecido do pulmão. É uma das mais antigas 
doenças provocadas pelo trabalho, sendo que atualmente, no Brasil, é a principal doença 
pulmonar de origem ocupacional (pneumoconiose). Podemos citar como exemplo os tra-
balhadores da mineração que estão exposto ao pó de sílica.
7Saúde do Trabalhador
Conteúdo On-line
Acesse Recurso Multimídia e conheça um pouco mais so-
bre os riscos da Silicose
Asma ocupacional — É a obstru-
ção das vias aéreas causada pela inala-
ção de substâncias que causam alergia, 
como poeiras de algodão, linho, borra-
cha, couro, madeira, etc. O quadro é o 
de asma brônquica, e os pacientes quei-
xam-se de falta de ar, aperto no peito, 
chieira no peito e tosse, acompanhados 
de espirros e lacrimejamento, surgido da 
exposição às poeiras e vapores. É de ca-
ráter reversível; os sintomas podem apa-
recer no local da exposição ou após al-
gumas horas. Desaparecem, na maioria 
dos casos, nos finais de semana ou em 
períodos de férias ou afastamentos.
Perda Auditiva Induzida por Ruí-
do (PAIR) — É a diminuição auditiva de-
corrente da exposição frequente a níveis 
elevados de ruído. Além da perda auditiva, 
há o desenvolvimento de ansiedade, irrita-
bilidade, aumento da pressão arterial e iso-
lamento. Tais fatores comprometem as re-
lações do indivíduo na família, no trabalho 
e na sociedade.
8Saúde do Trabalhador
Os agrotóxicos, por provocarem 
grandes danos à saúde humana e ao 
meio ambiente devem ter seu uso deses-
timulado. São conhecidos por diversos 
nomes: praguicidas, pesticidas, defensi-
vos agrícolas, venenos, etc.
Doenças do Trabalho
É aquela adquirida ou desencadeada em função das condições especiais em que o 
trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente.
As patologias relacionadas ao trabalho que podem atingir o sistema musculoesquelé-
tico são, principalmente, as lesões por Esforços repetitivos (LER) e as lombalgias.
9Saúde do Trabalhador
O QUE SÃO AS LER/DORT?
São doenças do trabalho provocadas por atividades que proporcionam o 
sistema que agrupa ossos, nervos, músculos e tendões 
a um trabalho excessivo e repetitivo.
Causas:
1. Fatores posturais
2. Fatores biológicos
3. Fatores fisiológicos
4. Fatores psicológicos
5. Fatores organizacionais e metodológicos
6. Atividade de vida extra trabalho
Quadro Clínico
FASE I: sensação de peso ou desconforto, 
dor localizada, a dor piora com o movimento.
FASE II: dor tolerável, formigamento, piora 
com a jornada de trabalho, diminuição da pro-
dutividade.
FASE III: dor persistente, formigamento, di-
minuição de força muscular, perda do controle 
dos movimentos, queda acentuada da produti-
vidade.
FASE IV: dor forte contínua irradiada para o 
membro superior afetado, diminuição de força, 
diminuição de sensibilidade, incapacidade para 
executar tarefas no trabalho ou doméstico, de-
formidades, atrofias.
10Saúde do Trabalhador
Acesse Recurso Multimídia e confira uma matéria sobre 
doenças ocupacionais.
Conteúdo On-line
Características da Dor:
• Nem toda dor corresponde à lesão;
• Sua fisiopatologia é relativamente bem conhecida e bem demonstrada;
• Ocasiona dor muito forte;
• Costumam vir associadas;
• Uni ou bilaterais;
• Tratamento geralmente eficaz, principalmente, nas fases iniciais;
• Caráter cumulativo;
• Tendência ao agravamento com as recidivas.
2. Doenças Comuns não relacionadas ao 
Trabalho
As doenças comuns que não tem relação com o trabalho, mas com a vida pessoal 
de cada trabalhador, pode ser conhecida de forma diferenciada, algumas situações como 
o alcoolismo, as drogas e outras doenças podem influenciar a todos os colaboradores e 
trazer problemas para a empresa como afastamentos e outras situações que prejudicam a 
produtividade e competitividade da empresa.
Essas doenças,