Buscar

Trauma Oclusal NP1


Prévia do material em texto

Maria Amanda Lopes 
Definido como alterações microscópicas das 
estruturas periodontais na área do ligamento 
periodontal 
 
Impacto oclusal abrupto 
 Pode dar dor de dente 
 Sensibilidade à percussão 
 Aumento de mobilidade 
Em seguida, quando a lesão é repara, os sintomas 
diminuem, caso contrário, pode ocorrer sua 
evolução para necrose acompanhada de 
abcessos periodontais ou persistir virando trauma 
crônico sem sintomas 
Ocasionado por mudanças graduais na oclusão, 
mais comum que agudo 
 Pode causar desgaste do dente 
 Movimento de deslocamento 
 Extrusão em combinação com hábitos 
parafuncionais (bruxismo) 
Qualquer lesão que produz lesão periodontal é 
traumática. 
ocorre se o trauma é considerado o fator 
etiológico primário na destruição periodontal e se 
a única alteração local à qual um dente é 
submetido é resultado da oclusão, periodonto 
intacto. Por exemplo: 
 Inserção de restauração alta 
 Substituto protético que cria força excessiva 
 Movimento de deslocamento ou extrusão 
de dentes em espaços criados por falta de 
dente 
 Movimentação ortodôntica 
Alterações produzidas pelo trauma primário não 
alteram o nível de inserção conjuntiva e não 
iniciam a formação de bolsas periodontais 
CARACTERÍSTICAS CLINICAS 
 Aumento do espaço do ligamento periodontal 
 Aumenta da mobilidade dentária 
 Ausência de perda óssea detectável 
 Ausência de inflamação gengival/periodontal 
 
Periodonto normal com altura 
normal do osso, exemplo de 
trauma primário 
Ocorre quando a capacidade adaptativa dos 
tecidos de resistir às forças oclusais é prejudicada 
pela perda de massa óssea que resulta da 
inflamação marginal 
 Redução de periodonto, estando mais 
vulnerável a lesões e forças oclusais 
 Alteração da ancoragem nos tecidos 
remanescentes 
1. Periodonto normal com redução 
da altura do osso 
2. Periodontite marginal 
com redução da altura 
do osso 
 
MOVIMENTAÇÃO ORTODÔNTICA 
Durante a movimentação ortodôntica ocorre um 
processo sinuoso para remodelamento da arcada 
dentária sendo: 
Lesão → Remodelação → Adaptação 
 
Maria Amanda Lopes 
–
- Produzida por forças oclusais excessivas 
- Após a lesão o corpo tenta reparar e restaurar o 
periodonto, ocorre quando as forças são 
diminuídas ou o dente se movimenta em 
decorrência dessa força 
Quando há força ofensiva crônica: o periodonto é 
remodelado para amortecer seu impacto 
PRESSÃO LIGEIRAMENTE EXCESSIVA: 
 Reabsorção do osso alveolar 
 Alargamento do espaço do ligamento 
periodontal 
Em áreas de maior pressão: há numerosos vasos 
sanguíneos de tamanho reduzido 
 Produz gradação de mudanças 
 Compressão das fibras 
 Alterações vasculares 
TENSÃO LEVEMENTE EXCESSIVA: 
 Provoca alongamento das fibras do 
ligamento periodontal 
 Aposição do osso alveolar 
Em áreas de a maior tensão: há numerosos vasos 
sanguíneos ampliados 
Tensão grave provoca alargamento periodontal, 
trombose. Hemorragia ou dilaceração do L.P 
O osso é reabsorvido a partir do ligamento 
periodontal viável adjacente às áreas necróticas e 
a partir de espaços medulares processo chamado 
de reabsorção adjacente 
–
ocorre constantemente no periodonto normal, o 
trauma de oclusão estimula o aumento da 
atividade reparadora 
- Tecidos danificados são removidos 
- é gerado novas células, fibras do tecido 
conjuntivo, osso e cemento, na tentativa de 
restaurar o periodonto 
- A força permanece traumática apenas enquanto 
o dano produzido é maior que a capacidade 
reparadora 
 
–
O periodonto é remodelado no esforço para criar 
uma relação estrutural, em que as forças não 
sejam mais prejudiciais para os tecidos. 
- Ocorre aumento da vascularização 
fase de lesão mostra um aumento em áreas de 
reabsorção e uma diminuição da formação 
óssea, 
fase de reparação apresenta diminuição da 
reabsorção óssea e aumento da formação. 
Após a remodelação adaptativa do periodonto, a 
reabsorção e a formação voltam ao normal. 
Ocorre a migração apical da margem gengival à 
junção cemento-esmalte 
 
 Fatores etiológicos reais - inflamação e trauma 
 Fatores desencadeantes 
 Trauma local: Epitélio acantótico frente ao 
trauma 
 
 Se une ao epitélio oral resultando na 
recessão gengival

Continue navegando