Buscar

SIMULADO OFICINA LITERÁRIA

Prévia do material em texto

Disc.: OFICINA LITERÁRIA   
	Aluno(a): 
	
	Acertos: 2,0 de 2,0
	17/11/2023
		1a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Como exemplo de texto literário temos:
		
	
	o relatório
	
	a reportagem jornalística
	
	a crítica de arte
	
	o ensaio político
	 
	o romance
	Respondido em 17/11/2023 14:03:20
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		2a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	É possível dizer que existe uma relação viável entre literatura e cultura?
		
	
	Sim, apesar do conceito de literatura anular o conceito de cultura
	 
	Sim, pois a matéria literária é a cultura, sendo essa o fator determinante para a existência daquela
	
	Não, pois não podemos avaliar essa questão tendo a literatura como parte do problema
	
	Não, pois a literatura afasta-se da noção de cultura, pois a visão do autor é particular
	
	Não, pois a literatura não tem nenhuma relação com a perspectiva cultural
	Respondido em 17/11/2023 14:04:40
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		3a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Quem é o narrador da epopéia?
		
	 
	Um representante da aristocracia
	
	Um representante do povo
	
	Um soldado
	
	Um deus
	
	Um camponês
	Respondido em 17/11/2023 14:03:48
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		4a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Assim, ________deve sempre oscilar entre a ficção e a realidade. Deve não apenas fazer o leitor sonhar, mas também fazê-lo refletir. Ficção-realidade, mas fazendo sonhar, criar um mundo fora deste mundo. (Baudelaire). Deve-se prender a atenção do leitor através de elementos verdadeiros e autênticos, não o deixando perder-se dentro de um labirinto louco. 
 O termo que melhor preencheria a lacuna acima é:
		
	
	O relatório
	
	O poema
	
	O sermão
	 
	O romance
	
	O resumo
	Respondido em 17/11/2023 14:04:54
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		5a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	O conto deve ser simples, sem grandes complicações ou jogos psicológicos profundos e complexos. Essa afirmativa é:
		
	
	Falsa. No conto, o que importa é a descrição pormenorizada do cenário
	
	Correta. O conto não se enquadra em qualquer regra ou padrão
	
	Falsa. Esse tipo de questionamento não se aplica ao conto
	
	Falsa. O conto está diretamente ligado à etensão da Epopéia
	 
	Correta. O conto é um momento textual sem muitas peripécias ou relações psicológicas mais profundas
	Respondido em 17/11/2023 14:05:23
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		6a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	A estrutura da crônica é eminentemente
		
	 
	narrativa
	
	informativa
	
	semântica
	
	poética
	
	argumentativa
	Respondido em 17/11/2023 14:05:58
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		7a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Identifique qual é a alternativa abaixo que não pertence às características do gênero dramático cômico, segundo Aristóteles:
		
	 
	A tipificação e representação dos homens nobres.
	
	A denúncia dos vícios e da corrupção moral do homem.
	
	A crítica social pelo sarcasmo, sátira e ironia.
	
	O final feliz.
	
	O caráter lúdico e divertido da linguagem.
	Respondido em 17/11/2023 14:06:38
	
		8a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Trata-se de um eu que vive as dificuldades do cotidiano e as alegrias da vida. É aquela parte do ser humano que está comprometida com os fatos, com o mundo e com a lógica.
 O conceito apresentado e trabalhado em aula define:
		
	
	o eu-lírico
	
	o antagonista
	
	o herói
	
	o protagonista
	 
	o eu-biográfico
	Respondido em 17/11/2023 14:06:59
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		9a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	(UFF) Óbito do autor
Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, duas considerações me levaram a adotar diferente método: a primeira é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço; a segunda é que o escrito ficaria assim mais galante e mais novo. Moisés, que também contou a sua morte, não a pôs no introito, mas no cabo: diferença radical entre este livro e o Pentateuco. (Machado de Assis. Memórias póstumas de Brás Cubas)
Assinale a alternativa que NÃO corresponde ao texto de Machado de Assis:
		
	
	A hesitação expressa pelo narrador [por em primeiro lugar seu nascimento ou a sua morte] não faz parte do repertório tradicional de autores realistas ou naturalistas.
	
	Este narrador em primeira pessoa é uma alternativa ao narrador onisciente, tradicional do Realismo.
	
	O narrador declara que é um defunto autor, para quem o túmulo foi um outro berço porque somente depois de morto ele resolveu produzir a narrativa que o vai transformar em autor.
	 
	Memórias póstumas de Brás Cubas foi publicado depois que Machado de Assis morreu, razão pela qual Machado declara que não é propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço.
	
	Este narrador em primeira pessoa é uma alternativa ao narrador intimista tradicional, que tem seu ponto de vista absolutamente limitado pelas circunstâncias e pelo que o narrador-personagem pode conhecer a partir delas.
	Respondido em 17/11/2023 14:08:00
	
	Explicação:
Faz parte da opção ficcional de Machado de Assis, em Memórias póstumas de Brás Cubas, criar um narrador que conte a sua história da perspectiva de um morto. Quem está morto é o narrador, não o autor. Não há nenhuma relação entre a morte de Machado de Assis que, aliás, faleceu em 1908, com Memórias póstumas de Brás Cubas, romance publicado em 1881.
	
		10a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Leia, abaixo, o poema de Carlos Drummond de Andrade e assinale a única alternativa que reflete o sentimento do Eu lírico.
Os Inocentes do Leblon
                                   
Os inocentes do Leblon
não viram o navio entrar.
Trouxe bailarinas?
trouxe imigrantes?
trouxe um grama de rádio?
Os inocentes, definitivamente inocentes, tudo ignoram,
mas a areia é quente, e há um óleo suave
que eles passam nas costas, e esquecem. (Carlos Drummond de Andrade - http://drummond.memoriaviva.com.br/alguma-poesia/inocentes-do-leblon/)
 
 
 
		
	
	Crítica ao contrabando
 
	
	Crítica ao tráfico de mulheres
	
	Crítica ao tráfico
 
	 
	Crítica à elite
 
	
	Crítica à censura
 
	Respo
	
		1a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Marque a alternativa em que se defina corretamente o conceito de "ficção"?
		
	 
	É invenção, criação, imaginação, fingimento, é o cerne da literatura feita com palavras.
	
	É o resultado de uma composição baseada em rima.
	
	É a escrita objetiva, baseada na plurissignificação das palavras.
	
	É a reprodução cômica daquilo que vai à mente do ser humano
	
	É a relação das palavras e sua tonicidade, com o intuito de aferir sonoridade à composição
	Respondido em 17/11/2023 14:12:21
	
		2a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Considere o fragmento a seguir em relação ao conceito de mimese e escolha a alternativa correta. 
"A Literatura, como toda arte, é uma transfiguração do real, é a realidade recriada através do espírito do artista e retransmitida através da língua para as formas, que são os gêneros, e com os quais ela toma corpo e nova realidade. Passa, então, a viver outra vida, autônoma, independente do autor e da experiência de realidade de onde proveio. Os fatos que lhe deram às vezes origem perderam a realidade primitiva e adquiriram outra, graças à imaginação do artista. São agora fatos de outra natureza, diferentes dos fatos naturais objetivados pela ciência ou pela história ou pelo social. O artista literário cria ou recria um mundo de verdades que não são mensuráveis pelos mesmos padrões das verdades factuais. Os fatos que manipula não têm comparação comos da realidade concreta." (COUTINHO, A. Notas de teoria literária. 2.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.)
		
	
	o texto literário mantem uma relação de dependência com relação à realidade por ele retratada.
	
	o conceito de mimese implica invariavelmente a imitação exata da realidade.
	
	com relação à representação da realidade, não há nenhuma diferença entre textos literários e não literários: ambos são fiéis ao real, o texto literário sendo apenas bem escrito e melhor elaborado. 
	
	cabe ao leitor depreender o reflexo da realidade concreta que constitui o texto literário.
	 
	a rigor, a mimese não deve ser entendida como mera cópia ou imitação da realidade, uma vez que no texto literário a realidade encontra-se transformada, recriada pelo artista.
	Respondido em 17/11/2023 14:14:41
	
	Explicação:
A resposta correta é: a rigor, a mimese não deve ser entendida como mera cópia ou imitação da realidade, uma fez que no texto literário a realidade encontra-se transformada, recriada pelo artista.
	
		3a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Qual das afirmações abaixo NÃO diz respeito à Epopeia?
		
	
	É um poema épico ou lírico
	 
	É uma obra satírica
	
	É uma coleção de feitos reais, lendários ou mitológicos
	
	É um poema heróico narrativo extenso
	
	É uma coleção de feitos, de fatos históricos, de um ou de vários indivíduos
	Respondido em 17/11/2023 14:12:31
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		4a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	"Romance é o espaço em que se entrecruzam protótipos da vida real com toda a sua subjetividade. Trata-se de um tipo de discurso que revela o indivíduo em seus variados aspectos.". Podemos afirmar que o OBJETO e a FONTE do romance são :
		
	
	O momento presente e os mitos e lendas.
	
	A representação do passado e os mitos e lendas.
	 
	O momento presente e os fatos atuais.
	
	A representação do passado e o presente.
	
	O momento presente e a memória.
	Respondido em 17/11/2023 14:13:07
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		5a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Sobre o conto, pode-se afirmar que:
		
	
	O conto valoriza as digressões temporais, as divagações e os excessos de descrição.
	
	O conto estrutura-se em torno de várias ideias.
	
	O conto expande-se para vários conflitos simultâneos.
	 
	O conto despreza tudo o que foge ao núcleo da narrativa e centra-se em torno de uma só ideia.
	
	Numerosas são as personagens que intervêm no conto.
	Respondido em 17/11/2023 14:15:14
	
	Explicação:
O conto é uma narrativa comprometida com uma forma contraída de apresentar uma situação. Tudo nele busca a síntese, a confluência a um único ponto, a fim de não comprometer a unidade sobre a qual se fundamenta.
	
		6a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Em termos de extensão do texto, a crônica caracteriza-se por ser uma narrativa:
		
	
	absurda.
	
	hermética.
	
	complexa.
	
	densa.
	 
	breve.
	Respondido em 17/11/2023 14:15:19
	
	Explicação:
A resposta correta é: breve.
	
		7a
            Questão  /  
	Acerto: 0,0  / 0,2
	
	O grande adversário que o herói trágico deve enfrentar e pelo qual acabará sendo inevitavelmente derrotado é:
		
	 
	o destino.
	 
	a morte.
	
	a doença.
	
	a guerra.
	
	a velhice.
	Respondido em 17/11/2023 14:15:28
	
	Explicação:
A resposta correta é: o destino.
	
		8a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Assinale a forma que não corresponde ao gênero lírico:
		
	
	Soneto
	 
	Fábula
	
	Écloga
	
	Ode
	
	Elegia
	Respondido em 17/11/2023 14:15:37
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		9a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	(UNIFESP)
(...) Um poeta dizia que o menino é pai do homem. Se isto é verdade, vejamos alguns lineamentos do menino.
Desde os cinco anos merecera eu a alcunha de «menino diabo»; e verdadeiramente não era outra cousa; fui dos mais malignos do meu tempo, arguto, indiscreto, traquinas e voluntarioso. Por exemplo, um dia quebrei a cabeça de uma escrava, porque me negara uma colher do doce de coco que estava fazendo, e, não contente com o malefício, deitei um punhado de cinza ao tacho, e, não satisfeito da travessura, fui dizer à minha mãe que a escrava é que estragara o doce «por pirraça»; e eu tinha apenas seis anos. Prudêncio, um moleque de casa, era o meu cavalo de todos os dias; punha as mãos no chão, recebia um cordel nos queixos, à guisa de freio, eu trepava-lhe ao dorso, com uma varinha na mão, fustigava-o, dava mil voltas a um e outro lado, e ele obedecia, -- algumas vezes gemendo,-- mas obedecia sem dizer palavra, ou, quando muito, um -- «ai, nhonhô!» -- ao que eu retorquia: -- «Cala a boca, besta!» -- Esconder os chapéus das visitas, deitar rabos de papel a pessoas graves, puxar pelo rabicho das cabeleiras, dar beliscões nos braços das matronas, e outras muitas façanhas deste jaez, eram mostras de um gênio indócil, mas devo crer que eram também expressões de um espírito robusto, porque meu pai tinha-me em grande admiração; e se às vezes me repreendia, à vista de gente, fazia-o por simples formalidade: em particular dava-me beijos.
Não se conclua daqui que eu levasse todo o resto da minha vida a quebrar a cabeça dos outros nem a esconder-lhes os chapéus; mas opiniático, egoísta e algo contemptor dos homens, isso fui; se não passei o tempo a esconder-lhes os chapéus, alguma vez lhes puxei pelo rabicho das cabeleiras. (Machado de Assis. Memórias póstumas de Brás Cubas)
 
Indique a frase que, no contexto do fragmento, confirma o sentido de o menino é o pai do homem, citação inicial do narrador.
		
	
	[...] fustigava-o, dava mil voltas a um e a outro lado [...]
	 
	[...] alguma vez lhes puxei pelo rabicho das cabeleiras.
	
	[...] deitei um punhado de cinza ao tacho [...]
	
	[...] um dia quebrei a cabeça de uma escrava [...]
	
	[...] fui dos mais malignos do meu tempo [...]
	Respondido em 17/11/2023 14:16:30
	
	Explicação:
No texto, a citação inicial do narrador "o menino é o pai do homem" é confirmada em "(...) alguma vez lhes puxei pelo rabicho das cabeleiras", referindo-se ao fato de que seu comportamento infantil, que lhe fez merecedor da alcunha "menino diabo", perdurou até ele se tornar adulto, como fica dito no último parágrafo do texto.
	
		10a
            Questão  /  
	Acerto: 0,2  / 0,2
	
	Leia atentamente a letra de canção abaixo e depois escolha a opção correta. 
"Quando eu digo que deixei de te amar / É porque eu te amo / Quando eu digo que não quero mais você / É porque eu te quero / Eu tenho medo de te dar meu coração / E confessar que eu estou em tuas mãos / Mas não posso imaginar / O que vai ser de mim / Se eu te perder um dia / Eu me afasto e me defendo de você / Mas depois me entrego / Faço tipo, falo coisas que eu não sou / Mas depois eu nego /Mas a verdade / É que eu sou louco por você / E tenho medo de pensar em te perder Eu preciso aceitar que não dá mais / Pra separar as nossas vidas  //  E nessa loucura de dizer que não te quero / Vou negando as aparências / Disfarçando as evidências / Mas pra que viver fingindo / Se eu não posso enganar meu coração? / Eu sei que te amo! / Chega de mentiras / De negar o meu desejo / Eu te quero mais que tudo / Eu preciso do seu beijo / Eu entrego a minha vida / Pra você fazer o que quiser de mim / Só quero ouvir você dizer que sim!  //  Diz que é verdade, que tem saudade / Que ainda você pensa muito em mim / Diz que é verdade, que tem saudade / Que ainda você quer viver pra mim." (Evidências. Composição: Jose Augusto / Paulo Sérgio Valle. Intérpretes: Chitãozinho & Xororó.)
		
	
	na letra da canção, o amor é relacionado à sexualidade de forma explícita e crua.
	
	na letra da canção, o amor é caracterizado como algo sublime e acima do plano mundano.
	
	na letra da canção, eu lírico interessa-se exclusivamente pelo prazer pessoal, ignorando o desejo do outro.
	
	na letra da canção, as convicções morais e religiosas do eulírico impedem a realização do amor.
	 
	a letra da canção expressa o caráter contraditório e enigmático do sentimento amoroso.
	Respondido em 17/11/2023 14:18:36
	
	Explicação:
A resposta correta é: a letra da canção expressa o caráter contraditório e enigmático do sentimento amoroso.