Buscar

RESPOSTAS_EXERCCIOSDOSSLIDES_20240415140633

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

RESPOSTAS – EXERCÍCIOS DOS SLIDES – TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL 
Considerando um idoso, sexo masculino, de 65 anos, que possui disfagia grave e está em pós 
operatório médio. Peso = 55 kg Estatura = 165cm / Fator lesão para PO médio: 1,10 
IMC = 20,20 kg/m2 → poderíamos pensar em ofertar dieta hipercalórica/hiperprotéica 
1) Calcule o VET segundo a fórmula de Harris-Benedict 
VET = 66,47 + (13,75 x 55) + (5,00 x 165) – (6,75 x 65) 
VET = 1208,97 kcal x 1,2 x 1,1 = 1595,84 kcal 
2) Caso esse paciente faça sua alimentação na via enteral de forma exclusiva, considerando uma 
dieta com 1kcal/ml e 80% de água em sua composição, qual quantidade de dieta a ser prescrita 
e fracionamento? 
1 mL ----------------------------------- 1 kcal 
X ----------------------------------------- 1595,84 kcal 
 X = 1595,84 kcal, ofertando aproximadamente 1277 mL de água através da dieta. 
O fracionamento por etapa nesse paciente poderia ser de 5 a 6 etapas, com posicionamento 
mais distal (nasojejunal, caso o tempo em TNEP seja inferior a 6 semanas; ou jejunostomia, 
caso o tempo em TNEP seja superior a 6 semanas). A depender da patologia de base (motivo 
da cirurgia não foi relatado no exercício), deve-se atentar ao volume de dieta prescrito e a 
possibilidade de ofertar uma dieta hipercalórica, auxiliando na oferta de mais calorias em 
menor volume de dieta. 
3) Qual seria sua recomendação em relação a ingestão hídrica? 
Necessidade hídrica = 30 a 35 kcal/kg/peso 
Necessidade hídrica = 30 x 55 = 1650 mL de água/dia 
Precisaremos ofertar 373 mL de água livre (1650 mL de recomendação - 1277 mL da dieta) 
É necessário avaliar o balanço hídrico do paciente. 
 
Paciente de 25 anos, sexo feminino deu entrada no hospital com um quadro de infecção grave. 
Após aproximadamente 2 horas de internação a paciente passou por uma avaliação pela equipe 
multidisciplinar para iniciar a terapia nutricional. Foi constatado que a motilidade gástrica estava 
diminuída e o intestino delgado apresentava obstrução mecânica. Além disso, a paciente 
apresentou perda de 10% do seu peso habitual no último mês e seu IMC está em 17,4 Kg/m2. 
1) Qual tipo de Terapia Nutricional deve ser adotada? Justifique. 
Resposta: Terapia Nutricional Parenteral por acesso central, uma vez que a paciente apresenta 
quadro de obstrução mecânica a nível intestinal. 
 
 
 
Contraindicações à Terapia Nutricional Enteral 
 
2) Quais as vantagens desta terapia? 
Resposta: Permite administração de soluções hiperosmolares sem que haja risco de flebite ou 
trombose; possibilita a administração de todos os nutrientes necessários para uma nutrição 
completa e balanceada. 
3) Quais as complicações ou desvantagens associadas a essa via de administração? 
As seguintes condições são contraindicações a TNP por acesso central: