Acessibilidade a aula atividade 04 de Adm de Produção e logistica
16 pág.

Acessibilidade a aula atividade 04 de Adm de Produção e logistica


DisciplinaAdministração da Produção e Logística171 materiais2.133 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
Disciplina Administração da 
Produção e Logística 
Prof. Wellington Bueno 
Aula Aula 4 \u2013 Previsão de 
demanda; PCP; Sistemas 
de Produção 
Semestre 6º e 7º 
 
 
Aula Atividade 4 - Aluno 
 
Objetivo da atividade: Possibilitar 
aos alunos um aprofundamento nos 
conceitos e técnicas estudadas na 
aula. 
Caro aluno: Em dupla, com a 
orientação de seu tutor de sala e o 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
2 
 
auxílio do professor no chat 
atividade, leia ao texto e responda as 
questões propostas. 
 
ANÁLISE DOS DESPERDÍCIOS NO 
SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO 
 
O QUE É DESPERDÍCIO SOB A ÓTICA 
DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO 
 
Os serviços de operação logística 
têm se desenvolvido rapidamente, 
em razão da crescente demanda 
gerada pelo desenvolvimento do 
Brasil na última década. Operam 
neste setor empresas multinacionais 
e nacionais que passaram a ter um 
papel importante na cadeia de 
 
 
 
3 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
suprimentos. Subjacente a esses 
fatores, cresceram as exigências dos 
clientes e acirrou-se a 
competitividade. 
Observa-se que as empresas de 
operação logística se assemelham a 
outras classes de prestadores de 
serviço, ou seja, tem pouca ou 
nenhuma história no uso de dados 
relacionados ao desempenho de 
seus processos. George (2004), 
afirma que dados demonstram que 
os custos de serviços estão 
inflacionados por desperdícios 
(perdas) da ordem de 30% a 80%. 
Taiichi Ohno (1997), em seu livro O 
Sistema Toyota de Produção 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
4 
 
classifica os sete tipos de 
desperdícios do STP: 
\u2022 Superprodução, 
\u2022 Transporte excessivo, 
\u2022 Processamento em si, 
\u2022 Espera, 
\u2022 Estoques desnecessários, 
\u2022 Movimentação desnecessárias 
\u2022 Produtos defeituosos. 
Considerando a importância do 
Sistema Toyota de Produção, para 
melhoria da competitividade das 
empresas no cenário mundial, este 
artigo tem como objetivo, fazer uma 
breve análise da inter-relação das 
perdas existentes nos principais 
processos logísticos de pequenas e 
médias empresas e os sete tipos de 
 
 
 
5 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
desperdícios classificados por Taiichi 
Ohno. 
Das informações necessárias para o 
efetivo auxílio ao controle e 
avaliação da empresa moderna, sem 
dúvida a identificação das perdas e 
das atividades que não agregam 
valor aos processos e serviços é das 
mais importantes, não sendo 
discutida em sua plenitude pelas 
pequenas e médias empresas de 
operação logística. No que se refere 
a perdas (desperdícios), Black (1988) 
afirma que: 
\u2022 Perda é qualquer coisa além do 
mínimo de equipamentos, 
materiais, componentes e mão-
de-obra que sejam 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
6 
 
absolutamente essenciais para 
produzir. 
\u2022 Perdas são vistas como qualquer 
coisa que não agrega valor e 
qualidade ao produto. 
 
CARACTERIZAÇÃO DOS TIPOS DE 
DESPERDÍCIOS: 
 
Perdas por superprodução 
As perdas por superprodução são 
críticas por requererem maior 
movimentação de materiais, 
embarques maiores que a 
necessidade do cliente. 
 
 
 
7 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
Perdas por transporte excessivo 
Este tipo de perda refere-se 
basicamente às atividades de 
movimentação de materiais, as quais 
geralmente não agregam valor ao 
produto, apenas gera custo. 
Perdas por processamento em si 
Referem-se basicamente à execução 
de atividades desnecessárias 
realizadas principalmente no 
processo de manuseio e 
armazenagem. Como por exemplo, 
embalagens erradas, quantidades 
erradas e controles duplicados. 
Perdas por espera 
As perdas por espera estão 
associadas aos períodos de tempo 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
8 
 
onde trabalhadores e máquinas não 
estão sendo utilizados 
produtivamente, embora seus custos 
continuem sendo despendidos. 
Perdas por estoques desnecessários 
Existe uma real dificuldade das 
empresas gerenciarem seus estoques 
com eficiência, identificando as 
perdas relacionadas a seus produtos, 
como falta de material e erro de 
processamento de pedido, bem 
como as perdas decorrentes da 
existência desnecessária de níveis 
elevados de estoques de matérias-
primas e produtos acabados. 
 
 
 
9 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
Perdas por movimentação 
desnecessária 
Estes tipos de perdas relacionam-se 
à movimentação inútil na execução 
das atividades, ou seja, a operações 
ineficientes. 
Produtos defeituosos 
As perdas por serviços defeituosos 
ocorrem quando estes são feitos fora 
dos requisitos dos clientes. Estas 
perdas caracterizam-se na forma de 
retrabalho, como por exemplo, 
quantidades entregues erradas e 
produtos danificados no manuseio. 
 
INTER-RELAÇÃO 
 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
10 
 
Na tabela 1, abaixo, é feita a inter-
relação entre os principais processos 
da operação logística e as sete 
perdas dos STP. 
 
Tabela 1 \u2013 Inter-relação entre os 
principais processos da operação 
logística e os Sete tipos de Perdas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
11 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
 
 
 
 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
12 
 
 
 
Fonte: MELO, J.G. Identificação de 
perdas em um ambiente de 
operação logística, 2009. 
Nomenclatura utilizada na tabela 1: 
P1 \u2013 Perdas por Superprodução; 
P2 \u2013 Perdas por Transporte 
Excessivo; 
P3 \u2013 Perda por Processamento em 
si; 
P4 \u2013 Perda por Espera; 
P5 \u2013 Perda por Estoques; 
P6 \u2013 Perdas por Movimentação; 
P7 \u2013 Perdas por Produtos 
defeituosos. 
 
Formatado: Fonte: 30 pt
 
 
 
13 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
Uma análise da Tabela 1 possibilita 
tecer as seguintes observações 
críticas: 
\u2022 A eliminação das Perdas por 
Superprodução depende de 
ações diretas em todos os 
processos, com forte e 
moderada inter-relação; 
\u2022 O processo de Armazenagem 
possui uma forte relação com 
todos os tipos de perdas, 
excetuando-se o tipo Espera 
que tem uma fraca inter-
relação; 
\u2022 Trata-se de um processo 
importante para reduzir as 
Perdas na operação logística; 
 
 
 
 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 
14 
 
\u2022 Em todos os processos 
logísticos listados na Tabela 1, 
há forte e moderada relação 
com todos os Sete Tipos de 
Desperdícios. 
Este artigo identifica as perdas no 
ambiente de operações logísticas, a 
partir da análise feita sob a luz dos 
Sete Tipos de Perdas do STP e sua 
importância em um mercado com 
crescentes exigências dos clientes e 
acirramento do processo 
competitivo. 
Fonte: Usina Negócios. Análise dos 
desperdícios no sistema Toyota. 
Disponível em: 
<http://www.usinanegocios.com.br/l
ogistica/analise-desperdicios-no-
 
 
 
15 
UNOPAR VIRTUAL 
Bacharelado em Administração 
sistema-toyota-producao/> Acesso 
em: 28/03/2015. 
 
QUESTÃO 1. 
Por que é importante eliminar o 
desperdício sob a ótica do Sistema 
Toyota de Produção? 
 
QUESTÃO 2. 
O JiT é um dos