PORTIFÓLIO INDIVIDUAL LUANNA

@producao-textual UNOPAR

Pré-visualização

�PAGE  �






























































































































SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................1

2 MERCADO DE TRBALHO BRASILEIRO................................................................2

2.1 CASAS E CLÍNICAS DE REPOUSO.....................................................................2


3 FORMALIDADES ....................................................................................................3
3.1REGISTRO NOS ÓRGÃOS COMPETENTES DAS CASAS E CLÍNICAS DE REPOUSO...................................................................................................................3
3.2 IMPACTOS DA PEC 72.........................................................................................3
3.3 PELO BRASIL........................................................................................................4

4 FORMALIDADES DO CONTRATO DE TRABALHO...............................................5
4.1 CONTRATO DE TRABALHO.................................................................................5
4.2 CLASSIFICAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO.............................................5
4.3 CONTRATO DE TRABALHO EMPREGADOR E EMPREGADO DOMÉSTICO................................................................................................................5

5 CONCLUSÃO.........................................................................................................09

REFERÊNCIAS..........................................................................................................10


�
INTRODUÇÃO

Existem várias formas de se montar um relacionamento de trabalho mas sempre seguindo um padrão legal, sendo uns verbalmente e outros através do contrato de trabalho que informa tanto ao empregador quanto ao trabalhador os seus direitos, deveres e obrigações.
Os contratos de trabalho precisam de novos ajustes para comportar os benefícios da nova Emenda Constitucional 72/2013, que passou a ser conhecida como a PEC das domésticas aprovada em 26 de março de 2013 e entrou em vigor em abril de 2013.

Com toda essa reviravolta no orçamento das famílias uns decidem em rescindir os contratos de trabalho e outros que exigem cuidados especiais como os idosos que estão preferindo ir para Casas e Clínicas de Repouso por causa das mudanças com alto custo financeiro.



Mercado de trabalho brasileiro
Por causa dos avanços médicos com técnicas cada vez mais impressionantes e qualidade de vida estima-se um aumento significativo de idosos no Brasil.

Segundo estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) no decorrer de vinte anos o aumento de idosos poderão representar cerca de 30 milhões que em porcentagem são representados em quase 13%.
Com isso, existem setores se qualificando em atender essa faixa etária, principalmente nos que por deficiência física, mental ou simplesmente por opção, necessitem de cuidados especiais de terceiros.

Sendo assim cada vez mais viável a eles irem se instalar em Casas e Clínicas de Repouso regularizadas e estruturadas para recebê-los. 

 Sendo um ramo de atividade altamente lucrativo atualmente após a criação da PEC 72.


2.1 CASAS E CLÍNICAS DE REPOUSO

A cada dia que se passa aparecem cada vez mais Casas e Clínicas de Repouso para idosos, muito bem estruturadas fisicamente parecendo com hotéis de luxo com jardins arborizados e confortáveis.

Com equipes médicas ótimas e disciplinadas com profissionais de várias áreas como: médicos geriatras, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais.

Com uma estrutura organizada e com um ambiente familiar as Casas e Clínicas de Repouso são uma ótima opção para os idosos, já que as famílias não podem contar com empregados domésticos 24 horas por dia devido as mudanças financeiras e da PEC 72.

 




3 FORMALIDADES

3.1 REGISTRO NOS ÓRGÃOS COMPETENTES DAS CASAS E CLÍNICAS DE REPOUSO
Para ser feito o registro correto necessita-se que procurem um contador legalmente habilitado, para auxiliar na mais adequada forma jurídica para o projeto, elaborar os atos constitutivos e preencher formulários exigidos junto aos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas que são:
Registro na Junta Comercial;

Registro na Secretaria da Receita Federal;

Registro na Prefeitura do Município para a obtenção do Alvará de Funcionamento;

Registro no INSS;

Registro no Sindicato Patronal;

Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social INSS”;

Registro e liberação na Vigilância Sanitária Estadual.


3.2 IMPACTOS DA PEC 72
De acordo com que a Emenda Constitucional 72/2013, conhecida como a PEC das domésticas prevê vários benefícios aos empregados domésticos que são:
Férias remuneradas anuais;

Multa de 40% nos casos de rescisão contratual sem justa causa;

Adicional noturno;

Horas extras;

Carga horária de oito horas;

FGTS;

Recolhimento de 12% para o INSS;

Seguro contra acidentes de trabalho;

Licença maternidade;

Licença paternidade;

Salário mínimo;

CTPS;

Auxílio creche quando se tem filhos menores de 5 anos;

Salário família ao trabalhador de baixa renda;

Dentre outros.

Alguns desses benefícios ainda necessitam de regulamentação.

Mas já estão causando grande transtorno aos empregadores e trabalhadores principalmente por não terem condições financeiras para manter seus trabalhadores, os empregadores estão rescindindo os contratos de trabalho e optando em se virarem sozinhos.

Os idosos, muitos deles recebem somente um salário mínimo de aposentadoria e necessitam de cuidados especiais e por períodos maiores, alguns com dois empregados domésticos, sem como mantê-los estão optando por irem morar em Casas e Clínicas de Repouso, pois o custo é menor do que continuar com os empregados domésticos.

Após o surgimento dessa Emenda muitos dos funcionários com temor de ficarem desempregados e perderem suas rendas estão preferindo continuar a trabalhar ilegalmente a aderir à nova lei.

 
 3.3 PELO BRASIL
No primeiro mês da Emenda Constitucional já houve um aumento significativo em demissões de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) e estima-se cada vez mais o crescimento dessa porcentagem.
Com as novas regras a tendência é que o empregado doméstico que atua na informalidade tenha sua situação regularizada.

Mas na realidade não funciona assim, somente as famílias com um poder aquisitivo poderão regularizar a situação funcional de seus funcionários domésticos.

Já que as famílias de classe média com dificuldade poderiam fazer isso.

E os idosos, com o baixo salário que recebem não poderão custear e acabarão realmente indo parar em Casas e Clínicas de Repouso.

Aumentado cada dia mais o número de empregados domésticos desempregados.


4 FORMALIDADES DO CONTRATO DE TRABALHO

4.1 CONTRATO DE TRABALHO
Existem algumas regras a serem seguidas para validar as formas dos vários tipos de contrato de trabalho:
São proibidos de trabalhar menores de 14 anos;

Contratados como aprendiz entre 14 e 16 anos;

Menores de 18 anos não podem realizar trabalhos noturnos ou arriscados.

Quando trabalhamos a noite temos que receber junto ao salário o adicional noturno e por riscos a saúde adicional de insalubridade.


4.2 CLASSIFICAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO
Existem algumas classificações de Contrato de Trabalho sendo:
Verbal – É quando o empregado e empregador combinam verbalmente sobre como executar os serviços, salários e a carga horária sem fazerem o registro em carteira de trabalho.

Tácito – Cria-se um vínculo através do trabalho, não se tem contrato, o empregado trabalha dia após dia baseando-se nos fatos ocorridos
Ariosvaldo Mateus fez um comentário
  • Uma breve olhada em seu trabalho e achei ótimo, muito bom mesmo. Parabéns!
    • 2 aprovações
    Carregar mais