A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
52 pág.
Plano de Comunicação_Viva Bicho_Cristielle

Pré-visualização | Página 9 de 12

saindo do forno. 
 
Divulgação 
Não há como criar a Sala de Imprensa e esperar que os jornalistas a encontrem por 
si mesmos no meio de tudo o que há na internet. Então, apresentar o espaço aos 
profissionais é o próximo passo para que ele queira conhecê-lo. 
 35 
A estratégia para isso é montar uma lista de convidados que reunirá editores, 
pauteiros e jornalistas dos principais jornais impressos, de TV, programas de variedades e 
rádios da região, além de revistas e programas de TV (especializados e de variedades) de 
todo o país e enviar um convite criativo via correio. 
A sugestão de convite pode reforçar a idéia de abrir a Sala de Imprensa para o 
jornalista. Criar a arte em material rígido de papel reciclado, como papelão em formato de 
chave. De um lado estará impressa uma frase de convite, explicando o que é a Viva Bicho e 
o que ele encontra na Sala e, do outro lado o link, e um login e senha de acesso inicial, para 
reforçar o conceito de exclusividade. 
Para lembrar o jornalista do ambiente on-line, esta chave pode estar presa a um 
chaveiro, de plástico rígido e layout atrativo, para que ele use como objeto pessoal e 
mantenha uma lembrança da Sala de Imprensa sempre com ele. 
 
Recursos 
Descrição Qtd Valor (R$) 
Web designer 01 1200,00 
Jornalista 01 * 
Cartão convite 200 300,00 
Chaveiro 200 890,00 
Entrega (correio) 200 200,00 
 Total 2.590,00 
*Recurso fornecido pelos voluntários da ONG 
 
Cronograma 
 
Período Ação Responsável 
Semana 01 e 02 Produção do layout e estrutura do 
site 
Web designer 
Semana 01 e 02 Seleção e organização do material Jornalista 
Semana 03 Inclusão do material no site Web designer 
Semana 03 e 04 Produção do convite (cartão e 
brinde) 
Jornalista 
Semana 05 Envio do convite Jornalista 
Semana 06 Primeira atualização Jornalista 
 
 
 
 36 
Controles e Avaliação 
 
O controle do projeto se dará pelo cronograma estipulado no projeto e cumprimento 
de materiais incluídos em todos os espaços indicados na execução do mesmo. 
A avaliação se dará pelo número de logins solicitados no site, número de acessos à 
sala de imprensa, que pode ser medida pelo Google Analytics5, que além disso, pode indicar 
como o internauta encontra e acessa as informações da Sala de imprensa. Outro método de 
avaliação importante é uma clipagem constante dos principais veículos cadastrados no 
mailing para identificar as mídias espontâneas conquistadas com a ajuda da Sala de 
Imprensa. 
 
Fazendo Acontecer 
 Para atualização da Sala de Imprensa e criação do layout no espaço on-line é 
possível estabelecer parcerias com universidades como a UNIVALI, que exigem, para 
concluir a grade de horas/aula, atividades voluntárias dos alunos de comunicação. 
 
7.2. Programa 2 – Bicho virtual 
A internet mudou a forma de fazer assessoria de imprensa, tanto no relacionamento 
com o jornalista quanto em um novo leque de possibilidades que se abriu no momento em 
que o próprio assessor tornou-se uma fonte direta ao leitor ou internauta, sem precisar dos 
veículos de imprensa para divulgar as notícias de seu assessorado. 
No ambiente on-line a Viva Bicho pode se conectar com amantes de animais e 
interessados no assunto de todo o mundo, sem intermediários. Tornando-se ela mesma 
uma fonte de notícias e formadora de opinião na rede. 
 
Objetivos 
Difundir a imagem e filosofia da Viva Bicho na internet 
 Atrair amantes de animais com acesso à internet; 
 Prestar contas para a comunidade sobre as atividades da ONG; 
 Criar um canal on-line de feedback com a comunidade; 
 
Públicos-alvos 
Comunidade de Balneário Camboriú e amantes de animais de todo o Brasil 
 
 
 
5
 www.google.com/analytics 
 
 37 
7.2.1. Projeto 1 – Jornalismo nas Redes Sociais 
 
As campanhas publicitárias e institucionais na internet se tornaram uma ferramenta 
estratégica para Organizações não Governamentais, tanto pelo potencial de alcance quanto 
pelo custo envolvido. Aproveitar as ferramentas que a internet disponibiliza, divulgando 
conteúdo jornalístico é uma forma de atingir os internautas diretamente, sem depender os 
veículos oficiais de imprensa. 
 No Brasil, as redes sociais estão entre os sites mais acessados e que reúnem o 
maior número de participantes de diversas regiões, concentrados em grupos por áreas de 
interesse. O Orkut e o Twitter estão no topo das redes com mais participantes cadastrados. 
Seu formato é adequado para que as assessorias de imprensa possam enviar, em tempo 
real, conteúdo jornalístico aos participantes interessados, que se cadastrarem para 
relacionar-se com a ONG. 
 
Objetivos 
Divulgar a Viva Bicho na internet por meio de conteúdo jornalístico nas redes sociais 
 Informar as novidades da ONG aos amantes de animais; 
 Estreitar o relacionamento com a comunidade por meio de veículos da internet. 
 
Metas 
 Conquistar 600 seguidores no Twitter em até seis meses de projeto implantado. 
 Conquistar 3500 participantes no Orkut em até seis meses de projeto implantado. 
 Aumentar a participação dos participantes da comunidade da ONG em pelo 
menos dois fóruns criados por mês. 
 
Mão na Massa 
Para conectar-se aos públicos de interesse por meio da internet, é preciso entender 
o funcionamento de cada uma das ferramentas que se pretende usar. No caso das redes 
sociais, optou-se pelo Twitter e pelo Orkut em virtude da popularidade dos portais, custo 
zero para a utilização e praticidade na atualização das informações. 
Após criar a conta da instituição no Twitter e o Orkut, o primeiro passo é customizar a 
página com layout da ONG e indicações de contatos, web site, e as outras redes sociais das 
quais a Viva Bicho participa. Desta forma, um veículo divulga o outro. 
Dar funcionalidades diferentes para as redes criadas pela Viva Bicho induz o 
internauta a participar de todos os espaços on-line da ONG. Por isso, a estratégia deste 
projeto é aproveitar o melhor de cada uma delas e atrair o interesse dos participantes de 
cada rede. 
 38 
 No twitter, o foco é a instantaneidade. Um ou mais representantes da ONG precisam 
estar conectados o maior tempo possível à página na rede para atualizar os seguidores de 
novidades da área. Definir os assuntos a serem tratados, dá maior foco ao veículo e atrai 
um público mais segmentado. Por isso, as notícias postadas devem ser somente sobre 
temas associados à proteção animal, responsabilidade ambiental e cidadania. Não precisam 
ser só informações geradas pela Viva Bicho. No Twitter, o seguidor procura uma fonte que 
possa lhe dar o máximo de informações, vindas de qualquer lugar, sobre o assunto que ele 
procura. O desafio é contar as novidades destas áreas em 140 caracteres. 
 O conteúdo jornalístico entra em forma de lead, postando as informações essenciais, 
que podem conter um link para o site ou blog da ONG onde a notícia aparece na íntegra. 
Além disso, a página pode divulgar eventos, fotos de animais para a adoção, links de vídeos 
e opinião sobre alguma notícia da área. O feedback pode ser medido na própria página, já 
que qualquer participante do portal pode fazer referência a outro perfil e este comentário fica 
registrado no campo “Reply”. 
 O Twitter pode ser também usado como faísca para acender algumas discussões, 
que podem continuar nos fóruns do Orkut e gerar novos assuntos postados pelos usuários 
da rede. Motivando o participante a ser gerador de informação, a Viva Bicho descobre quais 
seus assuntos de interesse e quais notícias gostariam de receber. 
 O Orkut tem menor temporalidade no que é divulgado. Os participantes não têm o 
hábito de responder