A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Psicologia - aulas 6 e 7

Pré-visualização | Página 1 de 2

Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 Psicologia como atividade profissional – maior 
foco de reconhecimento e atuação profissional 
nas práticas clínicas 
 Psicologia do Trabalho e das Organizações (PTO) 
– terceira maior área de atuação dos profissionais 
em Psicologia 
 O crescimento desse campo no Brasil se dá a 
partir do final da década de 1980 
 Ao longo de sua história, até os dias atuais, a PTO 
tem sido motivo de muitas polêmicas no Brasil, 
sejam ideológicas ou teórico-metodológicas 
 O crescimento da PTO no Brasil pode ser 
visualizado a partir de alguns marcos históricos: 
 Aumento do número de linhas de pesquisa e de 
pesquisadores na pós-graduação 
 Fundação da Sociedade Brasileira de Psicologia 
Organizacional e do Trabalho/SBPOT, em 2001 
 Criação, a partir de 2004, de um congresso 
bianual – o CBPOT 
 Surgimento de três revistas científicas na área: 
Rev. de Psicologia Organizacional e do Trabalho, 
Rev. de Psicologia Social do Trabalho e Rev. 
Brasileira de Orientação Profissional 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 No aspecto evolutivo, a PTO desenvolveu-se a 
partir do início do século XX, sob o nome de 
Psicologia Industrial 
 A Psicologia Industrial se dedicava à aplicação de 
conhecimentos sobre o comportamento humano 
para solucionar problemas no contexto industrial 
 O psicólogo industrial preocupava-se com a 
produção e focava o recrutamento e seleção de 
pessoal 
 Ao longo do tempo, a prática da Psicologia no 
mundo do trabalho foi se modificando e gerando 
uma ampliação do seu espectro de atuação 
 
 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 Surgem, então, outras nomenclaturas para definir 
e delimitar esse campo 
 A Psicologia Organizacional ampliava seu foco 
para a observação das relações entre funcionários 
e empresa e avaliação de habilidades, mas ainda 
voltado ao aumento da produtividade e eficiência 
 A Psicologia do Trabalho introduzia a busca pela 
compreensão do homem no trabalho e suas 
implicações no cotidiano, discutindo o resgate da 
dignidade nas relações trabalhistas 
 Atualmente, os estudos nesses campos se fundem 
sob a denominação/sigla PTO ou POT 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 Quanto aos temas hoje abordados no campo da 
PTO, observa-se que: 
 Nas décadas de 1980 e 1990, os estudos 
estavam mais voltados aos aspectos 
relacionados ao comportamento organizacional 
 Posteriormente, o foco deslocou-se para as 
questões de saúde, significado do trabalho e 
subjetividade 
 Ocorreu um distanciamento das questões 
técnicas do trabalho em favor da abordagem de 
questões tidas como mais complexas 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
 Uma classificação das diversas perspectivas 
de análise no campo da PTO, propõe sua 
divisão em quatro vias: 
 
 - Psicologia Organizacional 
 - Psicologia Social do Trabalho 
 - Perspectivas Clínicas sobre o Trabalho 
 - Teorizações sobre Significado e Função 
 Psicológica do trabalho 
 
 
 
Psicologia do Trabalho e das 
Organizações 
Psicologia Organizacional 
 Estudos em PO – ênfase nas questões do 
comportamento – influência do behaviorismo (1), 
neobehaviorismo (2) e sociocognitivismo (3) 
 1. comportamento como sinônimo de ação realizada no 
ambiente de cuja observação é possível extrair suas 
causas e consequências. 
 Dimensões cognitivas e afetivas incorporadas entre 
contexto e comportamento individual(S-R). 
 2. Importância dos esquemas cognitivos e sua origem 
sociocultural, além da compreensão da consciência como 
fenômeno sociohistórico. 
Psicologia Organizacional 
 Para melhor compreensão do enfoque dos 
estudos em PO, serão analisados três temas 
específicos e representativos desse subcampo: 
 desenvolvimento profissional 
 desempenho profissional 
 satisfação no trabalho 
 Além destes, muitos outros temas têm sido 
objeto da PO, dentre eles, os estudos em: 
liderança, motivação, justiça e equipes de 
trabalho, aprendizagem organizacional, 
comprometimento organizacional, etc. 
Desenvolvimento profissional 
- Trabalho como algo a ser aprendido – domínio de 
um conjunto de tarefas contribui para o senso de 
identidade e reconhecimento por uma perícia 
- Trabalho e desenvolvimento pessoal associados 
- Funções essenciais preenchidas por meio do 
trabalho: sobrevivência, possibilidade de criar-se 
e criar a sociedade, interação com pessoas 
- Do ponto de vista do indivíduo - trabalho como 
meio de desenvolvimento e organização psíquica 
- Do ponto de vista social - trabalho como 
processo civilizador 
 
 
 
 
Psicologia Organizacional 
Desenvolvimento profissional 
- Na perspectiva das organizações, duas 
dimensões de desenvolvimento são abordadas: 
organizacional e profissional 
- Desenvolvimento organizacional – processo de 
modificações culturais e estruturais em resposta 
à mudanças ambientais externas e internas 
- Desenvolvimento profissional – planejado pelo 
setor de RH – evoluiu de uma visão estrita à 
aquisição de habilidades (treinamento) para 
outra mais ampla de desenvolvimento de 
carreira 
 
 
 
Psicologia Organizacional 
Desenvolvimento profissional 
- Noção predominante na atualidade: um bom 
lugar para se trabalhar é aquele em que há 
possibilidades de crescimento pessoal e 
profissional 
- Empresas são avaliadas pelo quanto oferecem 
de recursos de crescimento, por meio de 
treinamentos, experiências diversificadas e 
desafiadoras e contato construtivo com 
lideranças 
- Desenvolvimento pessoal visto como forma de 
se realizar e de se tornar melhor no trabalho 
 
 
Psicologia Organizacional 
Desempenho profissional 
- Trabalho visto como atividade ou tarefa pelas 
quais se alcançam determinados resultados 
para o indivíduo e/ou para a organização em 
que trabalha 
- Percebe-se uma tendência de que a mentalidade 
do desempenho profissional se dissemine para 
fora do campo do trabalho e das organizações 
- O bom desempenho no trabalho é visto como 
sinônimo de eficiência e esta é muitas vezes 
tomada como parâmetro para avaliar o 
desempenho em outros papéis sociais 
Psicologia Organizacional 
Desempenho profissional 
- Duas orientações gerais: descritiva e normativa 
- Descritiva – busca descrever características do 
comportamento que geram algum resultado no 
ambiente (foco nos processos psicológicos 
fundamentais para o desempenho: categorias 
afetivas e cognitivas ) 
- Normativa – Utilização de alguns critérios de 
valor com vistas a avaliar se um desempenho 
atinge ou não padrões estipulados previamente 
pelo grupo 
 
Psicologia Organizacional 
Desempenho profissional 
- Três grandes questões sobre o desempenho: 
- 1. Por que há variações de desempenho? Ênfase 
das pesquisas na personalidade, valores e 
fatores cognitivos como possíveis causas das 
diferenças individuais de desempenho 
- 2. Em quais situações os indivíduos se 
desempenhariam melhor? Foco nos fatores 
ambientais que agem como intervenientes 
- 3. O que ocorre durante o desempenho? Foco da 
investigação no processo de desempenho 
 
 
Psicologia Organizacional 
Desempenho profissional 
- Nas abordagens sobre desempenho, o trabalho é 
considerado como atividade geradora de valor 
- Na perspectiva do valor econômico, trata-se de 
emprego e nesse caso as pesquisas focam os 
fatores que possam predizer o desempenho 
profissional 
- Para predizer o desempenho, além das 3 grandes 
questões apresentadas no slide anterior, 
consideram-se também: a aprendizagem, a 
socialização