A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Tecido Ósseo

Pré-visualização | Página 1 de 1

TECIDO ÓSSEO
O osso é o constituinte principal do esqueleto, o qual serve de suporte para partes moles e protege órgãos como o da caixa craniana, coluna vertebral e a caixa torácica. O tecido ósseo consiste em osteócitos, uma matriz resistente de sais minerais e de fibras colágenas.
Coluna vertebral
Caixa Torácica 
Caixa Craniana 
Coluna vertebral
 Algumas funções do osso:
Aloja e protege a medula óssea, proporciona apoio aos músculos.
Possui um sistema, que aumenta as forças da contração dos músculos. 
Possui cálcio, fosfato e outros íons.
Dá forma ao corpo humano, protegendo-o contra a força da gravidade. 
Formação de células sanguíneas.
Espécie de ossos existentes:
LONGOS – são aqueles que o comprimento é maior que a largura.
CURTOS – são aqueles que o comprimento se equivale à largura.
PLANOS - aqueles que são finos.
IRREGULARES - são aqueles que têm formas variadas.
SESAMÓIDES - aqueles que são pequenos e arredondados, próximos às articulações.
O tecido ósseo é dividido:
ESPONJOSOS - são aqueles que são cheios de cavidades. Constitui a porção interna porosa, altamente vascularizada. Torna o osso mais leve, proporcionando espaço para a medula óssea vermelha, onde se produz células sanguíneas.
COMPACTOS - são aqueles que não possuem cavidades visíveis. Constitui a porção externa dura de um osso.
ESPONJOSO
COMPACTO
 O osso é o mais rígido de todos os tecidos conjuntivos, sendo um local de atividade metabólica considerável. É o tecido que mais sofre modificações. Distingue-se por ser muito duro e resistente. É constituído por fosfato de cálcio, mas também há outros elementos, como a matriz óssea.
 A matriz óssea é formada por substâncias inorgânicas, como o cálcio e à água, e corresponde à cerca de 65% da estrutura óssea. 
 O cálcio é parte mineral do osso, sendo o principal componente, mas o cálcio livre não é de extrema importância para o osso, ele necessita estar interligado à outras substâncias, como o fosfato. Este cálcio livre é importante, por exemplo, na contração muscular, no sistema nervoso, portanto é necessário que o cálcio esteja unido ao fosfato, no qual, esta união forma uma liga chamada fosfato de cálcio (hidroxiapatita de cálcio). Desta forma, o cálcio se unindo ao fosfato, irá cristalizar e tornar o osso duro. 
OSTEÓCITOS
MATRIZ ÓSSEA
 Quando ocorre essa cristalização, é formada uma estrutura chamada de hidroxiapatita. A hidroxiapatita deixa o osso duro, porém ele é quebradiço. Por isto, existe uma parte inorgânica no osso, a qual une a matriz mineral. A parte orgânica é uma proteína, o colágeno, que confere a resistência necessária aos ossos, para eles não quebrarem. 
 Os ossos suportam muitos traumas antes de romper, pois possui uma estrutura altamente resistente, que é dada pela junção dos cristais de hidroxiapatita com o colágeno.
 Unidade estrutural básica do 
 cristal de hidroxiapatita 
 Os ossos têm diversas células, as quais, são responsáveis pelo metabolismo ósseo, ou seja, formam o osso e reabsorvem osso. O tempo inteiro, essa estrutura óssea está sendo formada e reabsorvida, onde ocorre renovação de células ósseas, esta renovação ocorre por meio de duas células primordiais, que realizam a cristalização do osso, os osteoblastos e os osteoclastos. 
 Os osteoblastos, se localiza na superfície do osso, apresentando-se cúbicas ou cilíndricas, e origina os osteócitos. É responsável por mineralizar o osso, ou seja, formar um novo tecido ósseo, realiza a cristalização da hidroxiapatita. Os osteoclastos, se localiza nas superfícies das trabéculas do osso, é responsável por desmineralizar o osso, ou seja, reabsorve o tecido ósseo, quando ocorre uma depressão na matriz mineral, é formado lacunas de Howship.
 A cada ano o ser humano renova 10% do seu esqueleto, através do processo de renovação.
 Quando o esteoblasto compõem o osso, o osso atinge sua maturidade, este processo ósseo, é denominado de esteócito. O esteócito é a célula óssea mineralizada e madura, são osteoblastos inativos. 
 
 Canais de Havers: aqueles que estão paralelos ao osso, nas diáfises, contendo capilares sanguíneos, fibras nervosas etc. Há uma comunicação entre si e com as superfícies, tanto externa, quanto interna do osso, através de canais chamados canais de Volkmann.
Canais de Volkmann: aqueles perpendiculares ao osso que levam aos vasos sanguíneos.
Revestem as superfícies do osso:
Periósteo- uma densa camada que envolve reveste os ossos .
Endósteo- uma camada que reveste a substância esponjosa e reveste o espaço medular.
PERIÓSTEO
ENDÓSTEO
Histogênese: 
O tecido ósseo se forma através da matriz óssea e pelos osteoblastos.
Pode se formar de duas formas: endocondral e intramembranosa.
Ossificação endocronal – é o processo de formação da maioria dos osso chatos.
Ossificação intramembranosa – são os ossos chatos craniais, algumas partes do maxilar e ossos longos.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.