A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
PLANO DE MANEJO  FLORESTAL ARAPUEL

Pré-visualização | Página 1 de 5

Março/2011 
Resumo Público do 
Plano de Manejo 
 Rev. 07 
 
 
 2 Revisão 7 
 
 
1. INTRODUÇÃO 
 
A Araupel S/A certificou suas florestas em março de 2002 de acordo com os 
Princípios e Critérios do FSC – Forest Stewardship Council (Conselho de Manejo 
Florestal ). 
Este documento resume o Plano de Manejo, o qual serve como base para o bom 
andamento da Certificação Florestal em atendimento aos Princípios e Critérios do 
FSC. 
 
 
2. OBJETIVOS DO MANEJO 
 
 Garantir o abastecimento da unidade industrial em Quedas do Iguaçu; 
 Definir um planejamento de colheita anual; 
 Proporcionar benefícios sociais às comunidades locais; 
 Garantir bem-estar, segurança e os direitos dos trabalhadores; 
 Garantir a proteção da floresta (incêndios, doenças e pragas); 
 Garantir que a floresta obtenha o máximo de produtividade, de acordo com o 
sitio onde ela está implantada; 
 Assegurar em longo prazo a sustentabilidade da floresta e dos benefícios 
sociais e ambientais proporcionados por ela; 
 
 
3. DESCRIÇÃO DOS RECURSOS FLORESTAIS A SEREM MANEJADOS 
A Araupel dispõe atualmente de 14.406,01 ha (Dado de 10/03/11) de plantações 
florestais, distribuídos entre os plantios de araucária, pinus e eucalipto e 
reimplantações. A distribuição das áreas a serem manejadas, limitações 
ambientais, situação dos imóveis e distribuição da área entre os municípios, 
podem ser verificadas nas tabelas 1 e 2 respectivamente: 
 
 
 
 
 3 Revisão 7 
Tabela 1. Distribuição da Área da Propriedade 
ÁREA ÁREA ÁREA
ÁREA (ha) % ACUMULADA % ACUMULADA % ACUMULADA %
(ha) ACUM. (ha) ACUM. (ha) ACUM.
- Araucaria 3.382,12 11%
- Pinus 8.914,38 29%
- Eucalyptus 793,72 3% 13.090,22 42,33
Reimplantações 1.315,79 4,25 14.406,01 47%
- Preserv.Permanente 3.941,10 13%
- Reserva Legal 6.165,70 20%
- Remanesc. Florestal (*) 4.600,67 15% 14.707,47 47,55 14.707,47 48% 29.113,47 94%
- Estr. +/- 1.070,3 km 578,69 1,9%
- Redes Elétricas 141,28 0,5%
- Benfeitorias 46,33 0,1% 766,30 2,48
- Aceiros e leiras 1.047,52 3% 1.047,52 3,39 1.813,82 6%
30.927,29 100%
Infra-Estrutura
Inaproveitáveis:
DISTRIBUIÇÃO DA ÁREA DA PROPRIEDADE
ITENS
Reflorestamentos
Florestas Naturais 
TOTAL GERAL
(*) Remanescentes florestais naturais que poderão ser destinadas para reserva legal ou futuras R.P.P.N.'s.
 
Atualizado em março/2011 
 
Tabela 2. Situação dos Imóveis 
 
M.546
M.547
M.2726
M.10553 *
M.9178
M.9191
M.5448
M.6503
M.9175
M.23946
M.22555
M.22556
M.22557
M.22558
ÁREA (ha) % Munic.(km2) %
10.572,63 34,19 822 12,86
167,04 0,54 326 0,51
11.131,00 29,28 1.145 9,72
9.056,62 35,99 746 12,14
30.927,29 100,00 3.039,00 10,18
SITUAÇÃO DOS IMÓVEIS
IMÓVEL Nº REGISTRO ÁREA (ha) MUNICÍPIO ÁREA (ha) COMARCA(POR MUNICÍPIO)
 Quedas do Iguaçu
4.506,62 Quedas do Iguaçu 4.506,62 Quedas do Iguaçu
Rio das Cobras
307,10 Quedas do Iguaçu 307,10
190,13 Quedas do Iguaçu 190,13 Quedas do Iguaçu
152,18 Quedas do Iguaçu 152,18 Quedas do Iguaçu
700,40 Quedas do Iguaçu 533,36 Quedas do Iguaçu
80,65 Quedas do Iguaçu 80,65 Quedas do Iguaçu
4.526,00 Quedas do Iguaçu 4.526,00 Quedas do Iguaçu
Espigão Alto do Iguaçu 167,04 Quedas do Iguaçu
91,60 Quedas do Iguaçu 91,60 Quedas do Iguaçu
185,00 Quedas do Iguaçu 185,00 Quedas do Iguaçu
COMARCA
Pinhal Ralo
2.715,00 Rio Bonito do Iguaçu 2.715,00 Laranjeiras do Sul
TOTAL RIO DAS COBRAS 10.739,67 10.739,67
4.074,00 Nova Laranjeiras 1.570,00 Laranjeiras do Sul
6.631,00 Nova Laranjeiras 6.631,00 Laranjeiras do Sul
4.027,00 Nova Laranjeiras 2.930,00 Laranjeiras do Sul
Rio Bonito do Iguaçu 2.504,00 Laranjeiras do Sul
2.740,62 Rio Bonito do Iguaçu 2.740,62 Laranjeiras do Sul
Rio Bonito do Iguaçu 1.097,00 Laranjeiras do Sul
TOTAL PROPRIEDADE 30.927,29 30.927,29
TOTAL PINHAL RALO 20.187,62 20.187,62
TOTALIZAÇÃO DA ÁREA POR MUNICÍPIO E % DE 
PARTICIPAÇÃO EM CADA MUNICÍPIO
Municipio
Quedas do Iguaçu
Esp. Alto do Iguaçu
Nova Laranjeiras
Rio Bonito do Iguaçu
TOTAL 
Atualizado em março/2011 
 
 
 4 Revisão 7 
 
 
 
4. MAPAS DA PROPRIEDADE 
 
Como pode-se verificar abaixo a área total divide-se em dois imóveis: Rio das 
Cobras e Pinhal Ralo, com 10.739,67 ha e 20.187,62 ha, respectivamente. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Imóvel Rio das Cobras 
 
 
 5 Revisão 7 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Imóvel Pinhal Ralo 
 
 
 6 Revisão 7 
 
5. CONDIÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA E PERFIL DAS ÁREAS ADJACENTES 
 
A Araupel exerce forte influência sobre o perfil sócio-econômico da região - seus 
colaboradores diretos são à base da movimentação econômica do município de 
Quedas do Iguaçu - cidade com 30.605 habitantes (Fonte: IBGE). 
A Araupel tem suas áreas divididas entre os municípios de Espigão Alto do Iguaçu, 
Nova Laranjeiras, Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu, sendo este último o 
município mais antigo (emancipação em 1968). 
As atividades econômicas da região têm sua dinâmica intrinsicamente ligada ao setor 
agrícola, onde predominam as lavouras, essencialmente as culturas temporárias. No 
entanto, a indústria madeireira merece destaque, pois é a que gera o maior percentual 
de renda na região. A região pode ser considerada como sendo de economia agro-
industrial. 
 
Tabela 3. Atividades Econômicas de maior percentual na região 
Quedas do 
Iguaçu 
Espigão Alto 
do Iguaçu 
Nova 
Laranjeiras 
Rio Bonito 
do Iguaçu 
Total 
Nº. % Nº. % Nº. % Nº. % Nº. % 
Indústrias de Transformação 97 12,6 6 7,1 14 7,7 25 13,1 142 11,6 
Comércio 352 45,7 16 19,0 54 29,7 90 47,1 512 41,8 
Atividades Imobiliárias, 
aluguéis e serviços prestados 
às empresas 
82 10,6 6 7,1 4 2,2 6 3,1 98 8,0 
Outros serviços coletivos, 
sociais e pessoais 
71 9,2 45 53,6 
 
82 45,1 40 20,9 238 19,4 
 Fonte: IBGE, Cadastro Geral de Empresas 2001 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 7 Revisão 7 
 
6. DESCRIÇÃO DOS SISTEMAS SILVICULTURAIS E/OU OUTROS SISTEMAS DE 
MANEJO 
 
6.1 Manejo Florestal 
 
O objetivo principal do manejo florestal da Araupel é estabelecer o processo gerencial 
e administrativo das florestas nativas e implantadas com Araucaria angustifolia, 
Pinus taeda e elliottii e Eucalyptus grandis e dos recursos naturais, para a 
obtenção dos benefícios econômicos, sociais e ambientais, respeitando os 
mecanismos de sustentação do ecossistema. 
 
 
6.2 Florestas Naturais 
 
O regime de manejo para as áreas de preservação permanente, foi definido como de 
preservação da biodiversidade e proteção dos recursos, ou seja, de não exploração e 
uso. A Araupel possui hoje áreas de preservação permanente que somam 3.941,10 
hectares. 
As áreas de reserva legal totalizam 6.165,70 hectares e estão