Resumo Proliferação
41 pág.

Resumo Proliferação


DisciplinaProliferação6 materiais65 seguidores
Pré-visualização15 páginas
R O D R I G O S . A U G U S T O \u2013 M Ó D . : P R O L I F E R A Ç Ã O 2 0 1 3 
 
Página 1 
 
 
 
R O D R I G O S . A U G U S T O \u2013 M Ó D . : P R O L I F E R A Ç Ã O 2 0 1 3 
 
Página 2 
A CELULA 
TIPOS DE CELULAS: 
Procariontes: são células que não 
possuem a carioteca que é uma fina 
membrana em volta do núcleo deixando 
este núcleo organizado. 
Eucariontes: possuem carioteca 
organizada 
Atravez do glicocalix, um 
fosfolipideo de membrana, a célula 
expressa seus receptores CAM\u2019s, 
promovendo então a ligação e 
comunicação celular. 
Quando ocorre uma mutação nesta 
célula a primeira coisa a se perder são 
estes receptores e por isso as células 
crescem desordenadamente. 
Especializações da membrana: 
MICROVILOSIDADES : são 
evaginações da MP para o lado externo da 
célula afim de aumentar a superfície de 
contato. É muito útil para células as quais 
tem função de absorção de substâncias. 
São formados por prolongamentos de 
actina. 
DESMOSSOMO : é uma placa 
arredondada que é constituída pela 
membrana de duas células vizinhas. Dentro 
dessa placa se insere filamentos 
intermediários que ficam presos na 
membrana conferindo assim uma certa 
aderência entre as células. Esses filamentos 
variam de célula para célula de acordo com 
sua necessidade. Quando esse tipo de 
junção ocorre entre uma célula de um 
epitélio e um lamina basal , é chamado de 
hemidesmossomo pois a placa não vem de 
deus células. 
JUNÇÃO ADERENTE : é 
basicamente um cinto formado na região 
apical de vários tipos de epitélio de 
revestimento com função de adesão nas 
células. Este cinto é formado de um 
material citoplasmático amorfo onde se 
inserem filamentos de actina que fazem 
parte do cito esqueleto. Este tipo de junção 
é menos aderente que os desmossomos. 
Desmossomo mais fraco. 
ZONULA OCLUSIVA: é uma faixa 
continua em torno da região apical da 
célula cuja função é vedar o local e impedir 
a passagem de íons e moléculas entre as 
células. Também é responsável por 
permitir a existência de potenciais elétricos 
diferentes devido a diferente concentração 
de íons, neste caso rece 
COMPLEXO JUNCIONAL : Muito 
presente em várias células do epitélio 
próximo a extremidades celulares livre. O 
complexo juncional é a união da zônula 
oclusiva ou junção oclusiva com a junção 
aderente mais desmossomos , o que lhe 
confere uma aspecto de vedação e adesão 
entre uma célula e outra. 
JUNCOES COMUNICANTES : é 
bastante freqüentes em células do nosso 
corpo. Essas junções comunicantes são um 
conjunto de túbulos que atravessas a 
membrana de duas células formando com 
se fosse uma ponte de comunicação. É 
muito útil quando as células de um 
determinado tecido necessitam de se 
comunicar para agir coordenadamente. 
COMUNICAÇÃO 
As células se comunicam para 
organizar o crescimento dos tecidos e a 
proliferação mitótica e coordenar as 
funções dos diversos órgãos. Elas podem 
estabelecer junções comunicantes que 
possibilitam trocas de íons e pequenas 
 
 
R O D R I G O S . A U G U S T O \u2013 M Ó D . : P R O L I F E R A Ç Ã O 2 0 1 3 
 
Página 3 
moléculas entre as organelas contíguas. 
Pelas junções comunicantes moléculas 
sinalizadoras passam sem passar pelo meio 
extra e participam de três tipos de 
sinalização: 
Endócrina: Quando são chamadas de 
hormônios e chegam às células alvo pelo 
sangue. 
Parácrina: Quando agem apenas no local, 
atuando sobre células que estão próximas, 
sendo rapidamente inativadas, se ela 
atingir o mesmo tipo de célula que a 
sintetizou chama-e autócrina. 
Sináptica: Exclusica do SNC onde são 
denominadas neurotransmissores e agem 
nos contatos celulares especializados, 
sinapses. 
Cada célula tem um conjunto 
diferente de proteínas receptoras que 
permite a célula responder as moléculas 
sinalizadoras de uma maneira especifica e 
programada. 
Elas variam quanto solubilidade na 
água, hidrofóbicas e hidrofílicas. 
Os sinalizadores de ação loca 
ativam proteínas receptoras localizadas na 
superficie da célula alvo e ai então se liga a 
uma molecula intermediaria citoplasmática 
que na maioria das vezes é a proteína G, 
que irá retransmitir o sinal até o destino 
intrecelular final. Ou seja, Ligante + 
receptor -> altera conformação do 
receptor -> ativa Proteina G -> Transforma 
GDP em GTP e há liberação da subunidade 
alfa da proteína G e atua sobre efetores 
(enzima que converte precussor inativo em 
segundo mensageiro ativo), esse segundo 
mensageiro faz uma cascata de 
modificações no comportamento celular. 
 
 
PRINCIPAIS ORGANELAS 
Mitocôndrias: de formato 
esféricas e alongadas, possuem duas 
unidades de membrana fazendo a 
transformação de ácidos graxos e glicose 
em ATP 
Ribossomos: Organelas 
constituídas de RNA ribossomal por duas 
subunidades com origem no núcleo. 
Principal função é montar proteínas de 
acordo com o RNAm 
Reticulo endoplasmático : são 
redes de vesículas achatadas, podendo ser 
Lisas ou Rugosas 
RER ou reticulo endoplamatico 
rugoso: \uf020Possui ribossomos em sua 
parede. Funçao: Sintese de proteínas 
mediante transcrição do RNAm , proteínas 
para a exportação (grânulos de secreção, 
exocitose) ou uso intracelular. 
Hipertrofiado em células que secretam 
proteínas (pâncreas e linf B). 
 
 
R O D R I G O S . A U G U S T O \u2013 M Ó D . : P R O L I F E R A Ç Ã O 2 0 1 3 
 
Página 4 
Reticulo endoplasmatico liso; 
Síntese de lipídios como hormônios, 
desentoxicacao. Hipertrofiado em células 
hepáticas e em glândulas que secretam 
hormônios. 
Complexo de golgi : Após as 
proteínas e lipídios serem secretados pelo 
RE liso e rugoso eles devem ser 
empacotados e endereçados a algum lugar. 
Essa é a função do complexo de golgi. 
Maturacao-Empacotamento-Enderecamento 
Lisossomo ; são vesícula contendo 
enzimas hidrolíticas. Possui função de 
digestão 
Autofagia = digestacao de 
organelas ruins pela fusao lisossomo e 
organela = autofagossomo 
Autólise = quando o lisossoma se 
rompe e distrói a célula 
Proteossomo : Vesícula com 
diversas proteases que destrem proteínas 
errôneas ou inutilizáveis, importante para a 
degradação de proteínas excessivas. Pode 
ser uma nova esperança para o ratamento 
de cancer 
Peroxissomo são vesículas 
incorporada por meio de endossimbiose. 
Com caracteristicas catalase (enzima que 
converte peróxido de hidrogênio em água 
e oxigênio). Papel importante na 
desintoxicação principalmente por álcool e 
drogas , podem também ajudar a converter 
AC graxo em acetil Co-a 
Endossomo é a vesícula formada a 
partir do englobamento de particulas 
podendo ser tanto por pincitose como por 
fagocitose 
Citoesqueleto : São proteínas que 
preenchem o citoplasma . Podem ser 
microfilamentos (actina e miosina), 
microtubulos (polímeros de tubulina) ou 
filamentos intermediários. 
Os microfilamentos são proteínas 
maiores e mais densas. São formadas por 
filamentos de actina e miosina. Geralmente 
instáveis em células não musculares. Se 
concentram principalmente ao redor da 
membrana plasmática formando a camada 
gel do citoplasma que constitui o córtex 
celular. Esse córtex celular é necessário, 
pois a membrana da célula não é muito 
resistente e necessita de um reforço. Essas 
proteínas também são responsáveis por 
muitas das movimentações celulares e 
também por manter algumas 
características morfológicas como as 
vilosidades. Os microfilamentos são ricos 
em células que necessitam