A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
89 pág.
AULAS ENDODONTIA

Pré-visualização | Página 1 de 28

16.04.13 Aula 1 Prof: Egas 
Aspectos Anatômicos de Interesse em Endodontia 
-A câmara pulpar geralmente acompanha o formato da coroa 
do dente. Mas a morfologia pulpar pode se alterar, como 
resposta às agressões sofridas. 
-A polpa é maior nos indivíduos jovens, que nos idosos. 
-Os canais tem forma irregular na quase totalidade dos 
casos. 
-A Câmara Pulpar abriga a polpa coronária, e o Canal 
Radicular abriga a polpa radicular. 
 
 
 
-A Câmara Pulpar possui teto, parede vestibular, parede lingual, parede mesial e parede distal. O 
assoalho só esta presente nos dentes com mais de uma raiz. 
A: Assoalho 
C: Cornos Pulpares 
T: Teto 
P: Paredes Laterais 
 
->Ramificações radiculares são frequentes no terço apical, 
comuns no terço médio e raras no terço cervical. 
*Canal Principal: Está presente no eixo longitudinal do dente. 
Segue do teto da câmara coronária ao forame apical. 
*Canal Colateral: É paralelo ao canal principal, pode ou não 
alcançar isoladamente o forame apical. Possui menor volume 
que o canal principal. Se comunica com o canal principal. 
-É bem comum no IC inferior e no PM inferiorl 
 
*Canal Lateral (Adventício): Presente no terço cervical e 
começo da terço médio. Caminha em direção ao ligamento 
periodontal. 
*Canal Secundário: Presente no terço apical, sai do canal principal e caminha em direção ao ligamento periodontal. 
*Canal Acessório: Sai do canal secundário e caminha em direção ao ligamento periodontal. 
*Intercanal (Interconduto): Liga o canal principal ao canal secundário. 
*Canal Recorrente: Parte do canal principal, percorre um pequeno trecho e retorna ao canal principal. Não chega 
isoladamente a região apical. 
*Canal Reticular: É o entrelaçamento de 3 ou mais canais que caminham paralelamente, a partir de ramificações do 
intercanal. 
*Delta Apical: São as várias derivações que partem do canal principal na região apical e, originam forames múltiplos. 
 
-Embora os túbulos dentinários só possam ser vistos microscópicamente, várias bactérias podem se alojar nele. 
-No tratamento endodontico, nós só limpamos mecanicamente o canal principal. Os demais canais são limpos por difusão das 
substâncias utilizadas. 
-Para haver sucesso endodontico o canal deve ser limpo, desinfetado e preenchido corretamente (obturado). 
 
*Teoria Hemodinâmica: 
-Essa teoria explica porque as raízes dentais geralmente são curvadas para a distal e, os forames apicais ao invés de serem 
centralizados também são voltados para a distal. 
-Isso ocorre devido a vascularização. Ou seja, o dente se forma inclinando-se em busca de nutrição. 
 
*Inclinação dos Dentes na Arcada: 
 
1- Curva de Spee: 
-Percebemos a curva 
de Spee ao analisarmos 
o paciente lateralmente. 
-Ela forma uma pequena 
concavidade no sentido 2- Curva de Wilson: 
Antero-posterior dos dentes -É observada olhando os dentes pela frente. 
Inferiores. –É uma curva médio-lateral que contata os pontos 
 das cúspides vestibulares e linguais do molares, em cada 
 lado do arco. 
 -Essa curva resulta das diferentes inclinações axias dos 
 dentes posteriores. 
 -Assim, é normal os molares inf. Serem voltados para a 
 lingual, e os sup. Serem voltados para a bochecha. 
 
-Já os incisivos (tantos os superiores quanto os inferiores) são inclinados para a vestibular. 
 
-Ou seja, cada dente possui uma inclinação específica. Através de diversos estudos, foi definida uma média de inclinação para 
cada dente. Porém, cada caso deve ser analisado com o auxilio de raio-x, pois a inclinação pode não consentir com a média 
pré-estabelecida. 
 
*Limitação Radiográfica: 
-Através do raio-x eu consigo ver as inclinações que o dente faz no sentido disto-mesial. 
-Porém, as inclinações no sentido vestíbulo-lingual não são visíveis radiograficamente. 
 
Incisivo Central Superior: 
-Possui câmara pulpar ampla. Dente fácil de tratar. 
-O canal radicular é reto e amplo (sendo ligeiramente pontiagudo na direção do ápice) 
 
*Comprimento Médio: 21,8mm 
 
*Número de Raízes: 1 (100%) 
 
*Número de Canais : 1 (100%) 
 
*Disposição da Raíz: Reta: 75% 
 Vestibular: 9,3% 
 Distal: 7,8% 
 Mesial: 4,3% 
 
*Irrupção: Entre 6 e 7 anos. 
*Rizogênese Completa: 10 anos (geralmente a rizogênese completa ocorre 3 anos após a irrupção). 
 
-A abertura do ICS é feita por palatina. 
-Porém, para encontrarmos o canal radicular forma-se um ângulo entre o trajeto da coroa e o trajeto da raiz. 
-Esse ângulo (em vermelho na imagem) recebe o nome de Ombro Palatino, e deve ser quebrado. 
-Quando abrimos um canino, também ocorre a formação do ombro palatino. 
-Mas atenção, o ombro palatino não é uma estrutura anatômica. É apenas uma angulação formada durante a 
abertura endodontica de incisivos e caninos. 
 
 ->Forma da raiz: Forma conicopiramidal. Secção triangular e no terço apical 
mais circular. 
 
->Câmara pulpar: Estreita no sentido vestibulolingual e larga em sentido 
mesiodistal. 
->Canal radicular: Tem a forma cônica e o canal é mais largo no sentido 
vestíbulolingual do que no sentido mesiodistal. 
 
 
 
(1° imagem = vestibular. 2° imagem = proximal) 
 
Incisivo Lateral Superior: 
-É comum encontrarmos malformações neste dente: sulco, invaginações, dens-in-dente e fusão. 
-É similar ao ICS, porém é menor. 
-Seu canal radicular é mais oval. 
 
*Comprimento Médio: 23,1 mm 
*Número de Raízes: 1 (100%) 
 
*Número de Canais: 1 (97%) 
 2 (3%) 
 
*Disposição da Raíz: Distal: 49,2% Obs: O percentual que sobra (17,2%) pode ser de qualquer formato! 
 Reta: 29,7% 
 Palatina: 3,9% 
 
*Irrupção: 8 e 9 anos. 
*Rizogênese Completa: 11 anos. 
 
->Forma da raiz: Forma conicopiramidal. É delgada e achatada no sentido 
mesiodistal com um sulco discreto. Normalmente, a porção apical é curva 
em sentido distal e, muitas vezes, em sentido distolingual. Secção oval e 
achatada no sentido mesiodistal. 
 
->Câmara pulpar: É menor que do ICS devido ao menor tamanho 
mesiodistal, mas acompanha a forma da coroa. 
->Canal radicular: O diâmetro vestíbulo lingual é maior que o diâmetro 
mesiodistal. 
 
 
 
Canino Superior: 
-É um dente maior. 
-Seu canal é mais achatado no sentido vestíbulo-lingual. 
-O canino possui áreas de embolsamento (barrigas) na parede palatina. 
 
*Comprimento Médio: 26,4mm 
*Número de Raízes: 1 (100%) 
*Número de Canais: 1 (100%) 
 
*Disposição da Raíz: Reta: 38,5% 
 Distal: 31,5% 
 Vestibular: 12,8% ( a curvatura para vestibular é chata). 
 
*Irrupção: Entre 11 e 12 anos 
*Rizogênese Completa: Entre 13 e 15 anos 
 
->Forma da