A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
145 pág.
AV1 AV2 AV3 Fisiopatologia da nutrição e dietoterapia

Pré-visualização | Página 1 de 23

1a Questão (Ref.: 201407560047)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Na fase de recuperação da pancreatite crônica, a prescrição nutricional deve ser:
		
	
	Hipercalórica, normolipídica e hiperprotéica
	 
	Hipercalórica, hipolipídica e hiperprotéica
	
	Normocalórica, normolipídica e normoprotéica
	
	Normocalórica, hiperlipídica e hipoprotéica
	
	Hipocalórica, hipolipídica e hipoprotéica
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201407527171)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	O diabetes mellitus tipo II é responsável por 90 a 95 % do total de casos diagnosticados e resulta de defeitos na ação e secreção de insulina. No diabetes mellitus tipo II:
		
	
	Há redução da gliconeogênese no jejum. O paciente geralmente possui redução nos triglicerídios e do LDL colesterol.
	
	Os indivíduos raramente apresentam sobrepeso ou obesidade, sendo diagnosticados geralmente após os 40 anos de idade.
	
	A glicemia de jejum encontra-se entre 80 a 90 mg/dL e a hemoglobina glicada menor que 5 %.
	 
	A resistência periférica a insulina pode resultar de um distúrbios na fase de ligação de insulina ao seu receptor (redução do número, afinidade ou presença de anticorpos anti-receptores), ou na fase pós-ligação (defeitos na cascata de fosforilação).
	
	É verificado uma menor reabsorção renal de sódio e menor tônus simpático.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201407527582)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Nas hepatites agudas, a destruição de células hepáticas põe em movimento o processo de regeneração, o qual deve ser estimulado pela alimentação. Para esta regeneração é necessário a síntese de ácido desoxirribonucleico (DNA) e de ácido ribonucleico, requerendo para isso os nutrientes:
		
	
	sódio, potássio e vitaminas.
	 
	aminoácidos, ácido fólico, vitamina B6 e B12.
	
	proteínas, hidratos de carbono e gorduras.
	
	ácidos graxos, proteínas e potássio.
	
	hidratos de carbono, gorduras e minerais.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201407553346)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	O grau IV da encefalopatia hepática (coma hepático) é caracterizado:
 
		
	
	Flapping, sonolência, controla os esfincteres
	 
	Dorme e não pode ser despertado, desaparece flapping
 
	
	Euforia, alternando com depressão, confusão mental, esboço de flapping
 
	
	Dorme continuamente, mas pode ser despertado
 
	
	Não existe esse grau da encefalopatia hepática
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201407556538)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Nos pacientes com doença hepática, com sinais de encefalopatia grau I crônica, deve-se utilizar alimentos cujo conteúdo proteico seja rico em aminoácidos de cadeia ramificada. Assinale a opção que contenha três alimentos ricos em aminoácido de cadeia ramificada
		
	
	banana, brócólis e lentilha
	
	banana, leite de cabra e soja
	 
	maçã, leite de cabra e soja
	
	maçã, leite de cabra e lentilha
	
	banana, brócolis e soja
		
		 FISIOPATOLOGIA DA NUTRIÇÃO E DIETOTERAPIA I
	
	Simulado: SDE0389_SM_V.1 
	
	
	Desempenho: 0,2 de 0,5
	
	
	 1a Questão (Ref.: 201402629925)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	Um dos métodos para avaliação do percentual de gordura corporal é a avaliação das dobras cutânea, porém a precisão desse método:
		
	 
	Diminui com o aumento da obesidade;
	
	É fidedigno nos casos de obesidade;
	 
	Aumenta com o aumento da obesidade;
	
	Aumenta com a diminuição da obesidade;
	
	Diminui com a diminuição da obesidade;
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201402774795)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	A desnutrição mista é uma condição clínica que ocorre quando um paciente marasmático é exposto a algum tipo de estresse. Ela é caracterizada pela combinação dos sintomas de marasmo e kwashiorkor, com alto risco de infecções e deficiência na cicatrização. O paciente nessa condição normalmente apresenta os seguintes dados em uma avaliação nutricional:
		
	
	Peso >60% do padrão de peso para altura; albumina > 3g/dl
	 
	Peso < 60% do padrão de peso para altura; albumina < 3g/dl
	
	Peso < 60% do padrão de peso para altura; albumina > 3g/dl
	
	Peso ≥ 60% do padrão de peso para altura; albumina ≥ 3g/dl
	 
	Peso > 60% do padrão de peso para altura; albumina < 3g/dl
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201402632169)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	É recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) o consumo diário de 20 a 35g de fibras, das quais 5 a 10g solúveis. Dentre as fibras solúveis, destaca-se a betaglucana por sua importante contribuição na reduçãoda glicemia e da síntese do colesterol hepático. O alimento detentor da maior quantidade dessa fibra é:
		
	
	O feijão branco.
	
	A maçã.
	
	A castanha do Pará.
	
	A soja.
	 
	A aveia.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201402774815)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Dentre as alterações funcionais que acompanham as morfológicas, há, na Kwashiorkor, atrofia das vilosidades intestinais, que leva à redução na produção de enzimas. A enzima mais comprometida é a:
		
	 
	lactase
	
	Glicoamilase
	
	Isomaltase
	
	Sacarase
	
	Maltase
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201402625836)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	A desnutrição é um estado mórbido secundário a uma deficiência ou excesso, relativo ou absoluto, de um ou mais nutrientes essenciais. É correto afirmar:
		
	
	Todas as afirmativas anteriores estão corretas.
	
	A atrofia intestinal pode ser considerada uma complicação da desnutrição, onde ocorre prejuízo no número de enterócitos e maior capacidade absortiva.
	
	As causas primárias e secundárias da desnutrição referem-se: a) a uma falha fisiológica; b) à alimentação, respectivamente.
	 
	No último estudo brasileiro sobre desnutrição hospitalar (IBRANUTRI, 99/00) evidenciou-se esta ocorrência em 38% dos pacientes.
	 
	A desnutrição iatrogênica é de causa não intencional e pode estar relacionada a não observação da ingestão alimentar do indivíduo hospitalizado.
		
	
	
	 
	
	
		
	 
	 Fechar
	
	  FISIOPATOLOGIA DA NUTRIÇÃO E DIETOTERAPIA I
	
	Simulado: SDE0389_SM_V.1 
	
	
	Desempenho: 0,3 de 0,5
	Data: 14/10/2016 00:14:15 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201402625983)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	A Terapia Nutricional é utilizada para manter ou melhorar o estado nutricional de indivíduos hospitalizados. As principais vantagens da Nutrição Enteral, se comparada à Nutrição Parenteral são:
		
	
	Promover a translocação bacteriana e favorecer um custo mais acessível.
	
	Favorecer a atrofia intestinal e promover a translocação bacteriana.
	
	Favorecer a atrofia intestinal e um custo mais accessível.
	
	Favorecer a atrofia intestinal e ser mais fisiológica.
	 
	Favorecer um custo mais accessível e ser mais fisiológica.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201402625886)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Para um paciente adulto hospitalizado com 49 anos (sexo masculino), com peso atual de 61 kg e estatura de 1,79 m e que esteja apresentando hipertermia (38 C), por mais de 24 horas, deve-se oferecer oferta calórica diária de aproximadamente:
		
	
	2135 kcal/ d
	
	1830 kcal/ d
	
	1843 kcal/ d
	
	2412 kcal/ d
	 
	2068 kcal/ d
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201402625839)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	A inanição refere-se à privação alimentar e apresenta características metabólicas diferenciadas da condição de estresse. É correto afirmar:
		
	
	Uma das principais diferenças entre inanição aguda e crônica é a formação de corpos cetônicos, que acontece na fase crônica.
	
	Na inanição aguda ocorre rápida perda ponderal e hipoglicemia (inicialmente).
	 
	Todas as afirmativas anteriores

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.