A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Resumo TAI   NP2

Pré-visualização | Página 1 de 4

RESUMO TAI – NP2
WISC III
Protocolo de registro: Dados de identificação da criança e do psicólogo
Números ímpares: execução
Números pares: verbal
APLICAÇÃO DO WISC
Objetivo: identificar forças e fraquezas do funcionamento cognitivo
Possui: 10 testes e 03 subtestes
O Labirinto não tem tabela brasileira, logo não da para comparar o desempenho com seus pares.
Orientações gerais:
Condições de aplicação:
Estabelecer Rapport (empatia)
Ter um relacionamento não ameaçador
Informar a criança que ela realizará atividades mais fáceis e outras mais difíceis.
Estar atento a criança, pois ela precisa estar alimentada, ter ido ao banheiro, ter bebido água e não pode estar cansada.
O ambiente precisa ser silencioso, resguardado, com iluminação, boa ventilação, etc.
A mesa tem eu ter superfície lisa e a criança precisa estar confortável
O acompanhante precisa estar fora da vista da criança e em silencio.
Psicólogo precisa mostrar interesse no que a criança esta fazendo
A criança não deve visualizar o protocolo de registro das respostas e nem os materiais que não estão sendo utilizados. 
Psicólogo precisa estar familiarizado com todo o material.
Tomar cuidado com o uso do cronometro, pois não pode ter barulho contando cada segundo. Caso tenha barulho no início/fim, avisar a criança que haverá um barulho.
Aplicação dos subtestes:
Atentar-se a padronização do teste.
Garantir a legitimidade e seguir exatamente o manual.
Atentar-se ao tempo limite e ser multitarefa.
Há alguns subtestes que há tempo para a criança responder, tempo para interromper, etc.
O ideal é aplicar todos em uma sessão, mas como é cansativo, então aplicar 3 à 4 substestes por sessão, não podendo ultrapassar o intervalo de uma semana.
Aplicar o substeste conforme a sequencia de execução/verbal.
O substeste não pode ser interrompido no meio, precisa concluir.
Caso a criança negue fazer algum teste, pode trocar por outro, contanto que siga a ordem de execução/verbal.
Anotar, literalmente, a resposta da criança e se a criança der varias respostas, considerar a ultima que ela disse, mas precisa anotar todas.
Não pode questionar respostas erradas e nem dar feedback acerca das respostas. 
A correção só pode ser feita no item “exemplo” para garantir que a criança entendeu, caso a correção for feita fora dos exemplos, o teste fica INVÁLIDO. 
Há testes que se pode encorajar a criança, mas não corrigir. 
Há testes que a interrupção acontece por dois motivos: tempo e quantidade de erro. 
Pode-se iniciar o subteste por:
1° Item-Exemplo: do começo
2° Item – Exemplo: de acordo com a idade.
Caso inicie o substeste de acordo com a idade, é considerado que a criança acertaria os itens anteriores a sua idade cronológica se ela acertar dois itens consecutivos. 
Caso não acerte dois itens consecutivos, faz-se a pergunta retroativa até alcançar dois acertos, ou, dependendo do teste, interromper. 
Exemplo 1: 
Crianças a partir dos 8 anos começam pelo item 3. Caso acerte o Item 3 e 4, considera-se correto os itens, 2 e 1 correspondentes a crianças de 3 à 7 anos.
Caso erre a 5, vai para a questão 6 em diante, até terminar o teste ou interromper por quantidade de erros (dependendo do teste)
3-7 anos
1
2
 
 A partir de 8 anos
3
5
4
6
Exemplo 2: 
Crianças a partir dos 8 anos começam pelo item 3. Caso errem o Item 3, considera-se errado os itens, 2 e 1 correspondentes a crianças de 3 à 7 anos. Logo, faz-se a questão retroativa, voltando ao item 2, depois 1.
Caso acerte o tem 3 e erre o item 4, volta para a questão 2, caso acerte, retorna para a questão 5. Caso erre a 2, vai para a 1. 
2
3
4
1
6
5
1
2
3
4
5
A partir de 8 anos
6
3-7 anos
 OBS.: Esta regra só é utilizada para testes que possuem idade
QI TOTAL, QI DE EXECUÇÃO E QI VERBAL E ÍNDICES FATORIAIS
Cada subteste é especifico para avaliar capacidades específicas.
Os itens dos subtestes são progressivamente mais difíceis.
No WISC são obtidos três QI’s e quatro índices fatoriais.
	QIs
	
EXECUÇÃO (QIE):
	
VERBAL (QIV):
	
TOTAL (QI):
	Funcionamento intelectual não verbal.
É obtido após a pontuação ponderada de cinco subtestes de execução padrão.
	Funcionamento intelectual verbal.
É obtido após a pontuação ponderada de cinco subtestes verbais padrão.
	Funcionamento intelectual global.
É obtido após a pontuação ponderada de dez subtestes, cinco de execução e cinco verbal.
	Índices Fatoriais
	
	
	
	
	EXECUÇÃO
	VERBAL
	
ORGANIZAÇÃO PERCEPTUA (O.P):
	VELOCIDADE DE PROCESSAMENTO ( V.P):
	COMPREENSÃO VERBAL (C.V):
	
RESISTENCIA A DISTRAÇÃO (R.D):
	Habilidade visuoespacial.
São considerados os pontos ponderados dos substestes: 
* Completar Figuras
* Arranjo de Figuras
* Cubos
* Armar Objetos
	Executar de forma rápida e correta.
São considerados os pontos ponderados de dois subtestes: 
 
* Código (padrão)
*Procurar Símbolos (suplementar)
	Inteligência cristalizada.
São considerados os pontos ponderados de quatro subtestes:
* Informação 
* Semelhanças
* Vocabulário 
* Compreensão
	Atencão, memória
Imediata / operacional.
São considerados os pontos ponderados de dois subtestes:
* Aritmética (padrão)
* Dígitos (suplementar)
Cada subteste apresenta uma pontuação bruta que é convertida em pontuação ponderada. Uma tabela referente à idade da criança tem que ser consultada. 
O QI e o INDICE FATORIAL são obtidos através dos pontos ponderados 
Subtestes Suplementares: são considerados somente quando um subteste padrão for invalidado ou quando não pôde ser aplicado.
DÍGITOS: pode substituir qualquer subteste padrão da escala verbal.
PROCURAR SÍMBOLOS: pode substituir somente o CÓDIGO, subteste de execução padrão. 
Há somente um subteste suplementar por escala, logo caso dois subtestes da mesma escala for invalidado, ou não poder ser aplicado, não teremos o QI e índice fatorial, pois é necessário cinco substestes de cada escala. 
SUBTESTES DE EXECUÇÃO
	COMPLETAR FIGURAS
	TAREFA
	Reconhecer visualmente os objetos e determinar a ausência de detalhes essenciais.
	MATERIAL
	Livro de estímulo e cronômetro.
	INÍCIO DO SUBTESTE
	Inicia-se no exemplo e depois segue-se para o item de acordo com a idade da criança.
	TEMPO DE APLICAÇÃO
	20 segundos por item.
	PONTUAÇÃO
	Um ponto por resposta correta e zero por resposta errada, ou fora do tempo de 20 segundos. 
	INTERRUPÇÃO
	Após nove erros consecutivos.
	INSTRUÇÃO PARA APLICAÇÃO
	Dizer que vai mostrar algumas figuras e que em cada uma está faltando uma parte. Colocar o Livro de Estímulos na frente e
próximo da criança, abri-lo no item do EXEMPLO e dizer: Olhe esta figura. Que parte importante está faltando?.
	O QUE O SUBTESTE AVALIA
	Percepção e rastreio visual de detalhes essenciais do objeto.
Fatores como atenção e organização perceptual podem impactar no desempenho deste subteste.
	BAIXO DESEMPENHO
	Pode ser indício de:
Dificuldade na diferenciação de detalhes essenciais e não essenciais.
Dificuldade de reconhecimento e organização perceptual.
Outros fatores (ansiedade, entre outros).
	OBSERVAÇÃO
	Nos itens 1 e 2, caso a criança erre, atribui-se nota zero, porém dá auxílio a criança. Para os posteriores é proibido o auxílio, caso contrário o teste se torna inválido.
	ARRANJO DE FIGURAS
	TAREFA
	Colocar os cartões-estímulo na sequência correta a fim de se obter uma história com lógica.
	MATERIAL
	15 conjuntos de cartões-estímulo e cronômetro.
	INÍCIO DO SUBTESTE
	Inicia-se o subteste no item-exemplo e depois segue-se para o item 01 para todas as crianças. 
	TEMPO DE APLICAÇÃO
	45 segundos para os primeiros onze conjuntos de cartões-estímulo e 60 segundos para os três últimos conjuntos.
	PONTUAÇÃO
	A pontuação varia de 0 a 5 pontos e depende do
tempo que a criança utilizou. 
Se a criança