HERMENEUTICA
2 pág.

HERMENEUTICA


DisciplinaHermenêutica e Hermenêutica Jurídica595 materiais3.308 seguidores
Pré-visualização1 página
HERMENEUTICA- HERMENEUTIKE- palavra relacionada a Hermes- Deus da comunicação-mensageiro dos Deuses, disciplina filosófica que cuida das técnicas de interpretação de uma norma.
TEORIA NORMA JURIDICA
FATO- mundo do ser/realidade social-acontecimento. Evidencias são conjunto de percepções. A ligação das evidencias dá-se o fato. Terá o sentido que lhe atribuirmos.
SIGNO- aquilo a que se atribui sentido. No código a Lei- ao significa-la-, chega-se a norma.
LEI- texto que descreve uma conduta. Descreve comportamento.
NORMA- significado do texto. Diz como DEVE, NÃO DEVE, PODE \u2013ser uma conduta. dever ser/regra/sentido do texto \u2013 dever pressuposto. CONCEITO- a norma se define como um esquema logico doador de significado ao mundo dos fatos. Ela prescreve como deve ser uma conduta, e ao fazer isso, permite compreender o sentido de um determinado comportamento. Considerando esse conceito, para que ela seja tipo jurídica ainda e necessário um grau de institucionalização, isto é, que ela seja emanada de uma autoridade competente.
NORMAS PERMISSIVAS- são as que permitem a pratica de um determinado comportamento. Geralmente expressam-se: é possível, é permitido, é lícito, não é defeso em lei.
NORMAS PROIBITIVAS- proíbem a pratica de um determinado comportamento ou exigem sua omissão. É proibido, é vedado, é defeso.
NORMAS IMPERATIVAS- obrigam a pratica de um comportamento de modo a estabelecer limites de liberdades. São expressas no verbo DEVER.
NORMAS PROGRAMATICAS- preveem direitos e obrigações, cuja aplicabilidade é de eficácia limitada, de modo que dependera de uma norma reguladora para que tenha sentido completo. Sem essa norma seus efeitos são juridicamente inexistentes. 
NORMAS PROCEDIMENTAIS /LEGISLATIVAS- são aquelas que existem para regular a atividade legislativa. Normas que vesam sobre normas. 
PRINCIPIO DA ORIENTAÇÃO LOGICA OU RAZOAVEL DA ATIV. HERM.- denota o que esta na origem, na base. Com base no principio que e possível descobrir a norma escondida. Dão sentido as normas. Principio não passa comando.
COMPONENTES ESTRUTURAIS DA NORMA JURIDICA
NORMAS CONSTITUCIONAIS- menor numero. Mais podereosas.
NORMAS SUPRALEGAIS- acima das LEIS, abaixo da CF.
NORMAS LEGAIS- previstas no art. 59 CF- Lei complementar, Lei ordinária, decreto Legislativo, emendas constitucionais.
ATOS NORMATIVOS- comandos
EMENDA ORÇAMENTARIA-inclusão de despesa no ente federativo.
EMENDA CONSTITUCIONAL- tipo de norma que serve pra emendar a CF.
PRINCIPIO DA VEDAÇÃO DO RETROCESSO- impede, em tema de direitos fundamentais, que sejam desconstituidas as conquistas já alcançadas.
NORMAS JURIDICAS DECORRENTES- inúmeras. Identificam-se pelos tipos: permissivas, proibitivas, imperativas, programáticas, procedimentais.
SEGURANÇA JURIDICA- tem por objetivo assegurar a estabilidade das relações já consolidadas, frente à inevitável evolução do Direito.
VALIDADE- característica da norma quando integra o ordenamento jurídico. O individuo so e obrigado a cumprir norma valida. Se sancionada sem publicação, não é valida.
REVOGAÇÃO- perda da validade. Forma pela qual a norma deixa de ser válida. Surge uma nova norma, NORMA REGULADORA, a qual revoga a validade da norma anterior, sua função é discriminar a norma que perde o valor.
VIGENCIA- tempo de duração de uma norma. Tempo útil pra ser aplicada. Vigencia Inicial- imediata(desde já) e mediata(vacattio legis) Vigencia final- indeterminada ou determinada por tempo, e determinada por fato(quando se submete a existência de uma circunstancia).
EFICÁCIA- quando a norma é capaz de produzir efeitos. Norma penal em branco e ineficaz, pois depende de outra norma regulamentadora para ter sentido completo. OBS: algumas regras so tornam-se eficazes quando associadas a uma norma regulamentadora, esta lhe atribui o sentido faltante.
VIGOR- é a força da norma. Seu efeito sancionatório. O que faz o individuo sentir-se obrigado a cumpri-la. Força vinculante. O VIGOR ou FORÇA é o efeito punitivo que gera obediência.