A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
56 pág.
Anemias Nutricionais

Pré-visualização | Página 1 de 2

Anemias 
Nutricionais
Anemias Nutricionais
• Anemias Nutricionais ou Carenciais
– Resultante da deficiência de nutrientes
– São os tipos mais comuns observados em 
mulheres e crianças
Ácido 
Fólico
B12Ferro
Hematopoiese
ANEMIA
Anemias Nutricionais
• Anemia
Um estado em que a concentração de
hemoglobina do sangue é anormalmente
baixa em consequência da carência de um ou
mais nutrientes essenciais, qualquer que seja
a origem dessa carência.
OMS
Anemias Nutricionais
• Anemia por deficiência de ferro
• Longo período de balanço negativo entre a
quantidade de ferro biologicamente disponível e
a necessidade orgânica desse oligoelemento.
– É a mais comum das carências nutricionais
– Sério problema de saúde pública
– Maior prevalência em mulheres e crianças
– Aumento da morbimortalidade materna e infantil
– Redução da resistência as infecções
– Déficit no desempenho mental e psicomotor
Anemias Nutricionais
• Fatores determinantes da anemia em crianças
Anemias Nutricionais
• Anemia por deficiência de ferro
– O problema nutricional mais importante da
população brasileira, com severas consequências
econômicas e sociais.
– Anemia ferropriva tem alta prevalência em todo o
território nacional, atingindo todas as classes de
renda.
Anemias Nutricionais
• Ferro
– Presente na hemoglobina
– Transporte de oxigênio e dióxido de carbono
– Essencial à respiração celular aeróbica
– Sistema imunológico
Anemias Nutricionais
• Ferro
• Heme 
Presente em carnes, aves e peixes. 
Encontrado na mioglobina e hemoglobina.
Alta biodisponibilidade.
Não sofre interferências significativas de 
fatores dietéticos.
Anemias Nutricionais
• Ferro
• Não-heme
Alimentos de origem vegetal e cereais.
Presente nos alimentos na forma férrica.
A absorção do ferro é aumentada através
do ácido ascórbico que formam quelantes de
ferro de baixo peso molecular.
Biodisponibilidade variável
Anemias Nutricionais
• Classificação morfológica
Microcítica
Macrocítica
Normocítica
• Quanto ao teor de hemoglobina
Hipocrômica
Normocrômica
Anemias Nutricionais
• Ferro – Reservas
3 – 5 g de ferro
• 60 – 70% - essencial/funcional
– Hemoglobina
– Mioglobina
– Enzimas respiratórias (citocromos)
• 30 – 40% - reserva/não essencial
– Ferritina
– Hemossiderina
– Transferrina
Anemias Nutricionais
Deficiência 
de Ferro
Necessidade 
aumentada
(gravidez, lactação, 
crescimento, 
menstruação)
Absorção 
inadequada 
(diarreia, 
hipocloridria, 
gastrectomia)
Excreção 
aumentada 
(parasitas, hemorragias, 
distúrbios menstruais)
Ingestão 
inadequada
Utilização 
inadequada 
(processos inflamatórios, 
infecciosos ou neoplásicos)
Anemias Nutricionais
Sintomas
Palidez
Taquicardia
Dispnéia aos esforços
Falta de apetite
Apatia
Perversão do apetite e 
anorexia
Anemias Nutricionais
Hemácias/Eritrócitos/GVS
São as principais células sanguíneas.
Discos bicôncavos anucleados que possuem
uma membrana plasmática rígida e ao mesmo
tempo flexível.
Homens: 4.500.000 – 6.000.000 células/mm³
Mulheres: 4.000.000 – 5.500.000 células/mm³
Récem-nascidos: 4.000.000 – 6.000.000 células/mm³
Anemias Nutricionais
Hematócrito - É a porcentagem de volume
dos eritrócitos no sangue.
Homens: 40 – 54%
Mulheres: 37 – 47%
Recém-nascidos: 44 – 60%
Anemias Nutricionais
Hemoglobina – Proteína conjugada que fica dentro da
hemácia. É a responsável pelo transporte de
oxigênio. Indicador recomendado pela OMS para o
diagnóstico da anemia.
Homens: 13,5 – 18g/dL
Mulheres: 12 – 16g/dL
Recém nascidos: 13,5 – 19,5g/dL
Anemias Nutricionais
VCM (Volume corpuscular médio) -
Avalia o tamanho médio das
hemácias. (80-100 fl)
Microcítica – Normocítica - Macrocítica
RDW Red Cell Distribution Width
(Índice de anisocitose eritrocitária)- é
um índice que avalia a diferença de
tamanho entre as hemácias. (11,5% –
14,5%)
Anemias Nutricionais
CHCM (Concentração de hemoglobina corpuscular
média) – Avalia a porcentagem de hemoglobina
nas hemácias. (32% - 35%)
Saturação da Transferrina
Quantidade de ferro ligada a proteína de
transporte. (15% – 40%)
HCM (Hemoglobina corpuscular média) –
Avalia a concentração de hemoglobina nas 
hemácias. (27 – 32 pg)
Anemias Nutricionais
Transferrina
Proteína plasmática transportadora de ferro sintetizada e excretada
pelo fígado.
Ferritina
A ferritina é a mais importante proteína de reserva do ferro.
É encontrada em todas as células, principalmente, no fígado, baço e
medula óssea.
A função primária da ferritina é de acumular o ferro intracelular
protegendo a célula dos efeitos tóxicos do metal livre constituindo uma
reserva de ferro rapidamente mobilizável.
PROTOPORFIRINA
Grupo heme (ferro) presente na hemoglobina que por sua vez tem a
função de ligar-se as moléculas de oxigênio
Anemias Nutricionais
Anemias Nutricionais
Anemia Ferropriva – Estágios
1° estágio – Depleção de estoques
• Estágio pré-latente
• Identificado através da dosagem de ferritina
Ferritina
Anemias Nutricionais
• Anemia Ferropriva – Estágios
2° estágio – Depleção de ferro sem anemia
Ferro sérico
Capacidade de ligação 
do ferro
Saturação de 
transferrina
Anemias Nutricionais
• Anemia Ferropriva – Estágios
3° estágio – Depleção de ferro COM anemia
• Anemia propriamente dita
Hemoglobina (Hb)
Hematócrito (Ht)
Hemoglobina corpuscular 
média (HCM)
Volume corpuscular 
médio (VCM)
Deficiência 
de Ferro
Anemia por 
deficiência de 
ferro
Anemias Nutricionais
• Diagnóstico
• Exame físico
– Avalia a presença de sinais clínicos da anemia
– Apresenta baixa precisão
– Instrumento inicial e exclusivo na identificação de
anemia em crianças
Anemias Nutricionais
• Diagnóstico
• Laboratorial
– É mais confiável
– É um bom indicador para determinar a deficiência de
ferro
– Pode ser feito por exames que determinam os níveis
de hemoglobina (Hb), hematócrito (Ht), volume
corpuscular médio (VCM), ferro, ferritina, transferrina.
Anemias Nutricionais
Prevenção
Educação 
Nutricional
Controle de 
infecções
Suplementação 
medicamentosa
Fortificação dos 
alimentos
Anemias Nutricionais
• Terapia Nutricional
Melhorar as 
escolhas 
nutricionais
Incluir carne, 
peixe e aves
Diminuir o 
consumo de chá e 
café
Incluir fontes de 
vitamina C
Anemias Megaloblásticas
Anemias Nutricionais
• Anemias megaloblásticas
– São anemias causadas por defeito na síntese de DNA que
resulta em alterações morfológicas e funcionais nos
eritrócitos, leucócitos, plaquetas e seus precursores no
sangue e medula óssea.
– São causadas por deficiência de vitamina B12 e ácido
fólico que são substâncias essenciais para a síntese de
nucleoproteínas.
Anemia Perniciosa
Anemias Nutricionais
• Anemia Perniciosa
– Anemia Macrocítica Megaloblástica
• Megaloblástica – Síntese comprometida de DNA na produção de
glóbulos vermelhos
• Macrocítica – VCM elevado – Glóbulos vermelhos grandes.
– Causada por deficiência de vitamina B12
• Secundária a ausência do FI (glicoproteína do suco
gástrico necessária para a absorção da vitamina B12
dietética).
Anemias Nutricionais
Metabolismo da Vit. B12
Estômago 
Liberação da B12 da proteína – HCl e pepsina
A B12 se liga a proteína R (cobalofilina)
Intestino – Duodeno
A B12 se liga ao FI (glicoproteína produzida pelas
células parietais).
O complexo Vit B12 – FI torna-se mais estável com ↑
resistência a ação das enzimas.
Anemias Nutricionais
Intestino – Íleo
Vit B12 – FI liga-se aos receptores, sendo
absorvida por fagocitose.