Resumo vitaminas
6 pág.

Resumo vitaminas


DisciplinaNutrição Básica I17 materiais96 seguidores
Pré-visualização2 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO
Resumo para 3ª Avaliação Bimestral- Nutrição básica
Profª. Drª Renata Bertin
Novembro/2017
VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS
VITAMINA D - CALCIFEROL
Funções: precursor de hormônios, atua como um hormônio, antioxidante, participa do metabolismo do cálcio e do potássio, sendo importante nos ossos e nos rins
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares: salmão, peixes como sardinha, bacalhau, óleos de peixes, funghi seco ou hidratado, leite, gema de ovo 	
Metabolismo: é absorvida na forma de micelas, emulsificada pela bile, vai para o fígado e rins onde sofre hidroxilações. 
Deficiência: raquitismo, osteomalácia, osteoporose
Toxicidade: raro, pois a vitamina D possui um metabolismo que quando percebe o seu excesso, ela para de produzir
RDA: 15ug/dia para adultos saudáveis
VITAMINA K - 
Funções: 
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares:
Deficiência:
Toxicidade:
RDA:
VITAMINA A- ÁCIDO RETINÓICO
Forma livre: retinol
A2= encontrada em peixes de água doce e anfíbios
A1= forma reduzida in vivo 
Alguns compostos carotenóides tem atividade provitamina A (betacaroteno, alfacaroteno)
Funções: Participação no desenvolvimento de tecidos e órgãos
Atua no ciclo visual, pois é um componente dos pigmentos visuais. 
Espermatogênese
Resposta imunológica
Antioxidante
Receptor: RAR-alfa 1 (receptor de acido retinoico alfa 1), receptor nuclear
RDA 700-900ug/dia para indivíduos acima de 19 >70 anos
Armazenamento: Fígado
Metabolismo e absorção: Acontece a ruptura da matriz alimentar e as moléculas são quebradas e emulsificadas na forma de micelas e através da bile. Ésteres de retilina são hidrolisados por lipases pancreáticas no duodeno e pela fosfolipase B na superfície das células da mucosa intestinal.
Fontes alimentares: abacate, caqui, damasco, suco de laranja com cenoura, manga, poupa de acerola, espinafre, cenoura. Frutas e verduras amarelo-alaranjados e vegetais verdes folhosos.
Deficiência: Cegueira, deficiência visual, eleva riscos para infecções em crianças
Toxicidade: 9.000 ug/dia Anormalidades hepáticas, alterações ósseas, malformação do feto.
VITAMINA E- TOCOFEROL	
Descoberto a partir da observação de ratas grávidas que apresentavam falhas reprodutivas
Absorção e metabolismo: Mesmo processo necessário para digestão de gorduras. É absorvida no intestino delgado por difusão passiva (depende de secreções pancreáticas e biliares), formação de micelas, síntese e secreção de quilomicrons.
Biodisponibilidade: apenas 20 a 40% do alfatocotrienol é absorvido, por isso, essa absorção é considerada ineficiente
Receptor: Proteína ligadora de tocoferol
O excesso de vitamina E não é armazenado no fígado, mas metabolizado e excretado na bile. A maior concentração de vitamina E no nosso organismo está no tecido adiposo. A principal via de excreção é fecal.
Funções: Antioxidante
Componente estabilizador de membranas
Inibe a proteína quinase C, que está envolvida em processos inflamatórios
Inibidor da agregação plaquetária
Fontes alimentares: EXCLUSIVAMENTE DE VEGETAIS
Plantas verdes, óleos de milho, óleo de soja\u2026 oleaginosas, gérmen de trigo...
Deficiência: raro em humanos (síndrome da má absorção, células mais \u201cfracas\u201d)
Toxicidade: raro e há poucas evidências de efeitos adversos, mas pode causar sintomas como dores de cabeça, fadiga, náuseas, visão dupla, fraqueza muscular, desconforto gastrointestinal
RDA: 15 ug/dia
VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS
VITAMINA C- ÁCIDO ASCÓRBICO
Deficiência: escorbuto (sangramento de gengivas, perda de peso, lesões, inflamação da boca, perda dos dentes)
Toxicidade: diarreia e cólica renal (excreção de oxatalos na urina)
É encontrada na natureza nas formas reduzida ou oxidada. Ambas são ativas.
Na circulação se apresenta em sua forma livre.
Transportadores: Vitamina C sódio dependentes só transportam a forma reduzida (ácido deidoascórbico)
Funções
Cofator para biossíntese de macromoléculas
Ativação do sistema imune
Antioxidante
Metabolismo e absorção: absorvida no intestino delgado, na parte superior. Atinge as maiores concentrações no córtex suprarrenal, na hipófise, cérebro e pâncreas. 
RDA: adultos saudáveis 75mg/dia
Armazenamento: Em pequenas quantidades no fígado e baço.
VITAMINAS DO COMPLEXO B
VITAMINA B1- TIAMINA
Apresenta uma amina em sua estrutura química e foi a primeira vitamina a ser descoberta.
Deficiência: béri-béri (perda de apetite, fraqueza, dor muscular, falta de ar, pernas e pés inchados, alterações nervosas e cerebrais, neuropatia periférica)
Toxicidade: Raro. Pode gerar choque anafilático, distúrbios respiratórios, dores abdominais e náuseas.
O polimento do arroz remove a tiamina. A forma mais comum encontrada na natureza é a tiamina trifosfato. A tiamina pirofosfato é encontrada geralmente em forma de coenzima.
RDA: 1,2 mg
Absorção: depende de transporte ativo específico, ocorre no intestino delgado, podendo ocorrer saturação do transportador. O CONSUMO DE ÁLCOOL REDUZ A ABSORÇÃO.
Funções: Cofator importante para algumas enzimas que atuam no metabolismo das macromoléculas
É um componente de membranas neuronais desempenhando função diferenciada no SN
É importante na transmissão de impulsos nervosos, pois tem papel na aglomeração de algumas proteínas que estão envolvidas nesse processo
Fontes alimentares: Todos os tecidos animais e vegetais contém tiamina. Porém, a maior fonte são os alimentos não processados, principalmente pães, cereais, amêndoas, sementes e a maioria dos vegetais.
Biodisponibilidade: baixa absorção pode ser causada por fatores antinutricionais encontrados em ostras, fungos e peixes que são antagonistas da tiamina, que passam a competir por sítios receptores. Diarreias prolongadas, baixa absorção pelo intestino, gravidez, febre, alcoolismo. >>>>>> tudo isso diminui a absorção de tiamina
VITAMINA B2- RIBOFLAVINA
É facilmente degradada por luz visível e por radiação UV, assim como temperatura e pH mais elevados.
Funções: 
Coenzima da D-aminoácido-oxidase
integrante das coenzimas flavina mononucleotídeo
Pode ser usada como corante alimenta r= coloração amarelada
Metabolismo: absorção ocorre principalmente no jejuno, a qual é feita por meio de receptores específicos
Armazenamento: É pouco armazenada pelo organismo, porém seu estoque é no fígado e a excreção ocorre pela urina.
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares: ovos, carnes, farelo de trigo, leite e derivados.
Deficiência: Causa a diminuição da atividade das enzimas dela dependentes, podendo ocorrer sinai clínicos como inflamações do trato respiratório, edemas, anemia e dermatites. APARECIMENTO DE LESÕES NOS CANTOS DA BOCA, DESCAMAÇÃO DA LÍNGUA, DERMATITE!
Toxicidade:
RDA: 1,0 a 1,3 mg/ dia
VITAMINA B3- NIACINA
Funções:
Metabolismo: 
 
Biodisponibilidade: \u2018
Fontes alimentares:
Deficiência: Pelagra= DDD ( dermatite, diarréia, demência )
Toxicidade:
RDA:
VITAMINA B5- ÁCIDO PANTOTÊNICO
Funções: 
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares:
Deficiência:
Toxicidade:
RDA:
VITAMINA B6- PIRIDOXINA
Funções: 
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares:
Deficiência:
Toxicidade:
RDA:
VITAMINA B9- ÁCIDO FÓLICO
Funções: 
Biodisponibilidade: 
Fontes alimentares:
Deficiência:
Toxicidade:
RDA:
VITAMINA B12 - COBALAMINA
70% perda durante cozimento. Produzidas por bactérias e encontradas em todos os tecidos animais
Funções: Participa com o ácido fólico, colina e metionina na transferência de grupos metil na síntese de ácidos nucléicos, de purinas e pirimidinas intermediárias; Coenzimas cobalaminas são necessárias para a redução de RNA e DNA na promoção do crescimento e maturação dos eritrócitos; Atua na formação de mielina;
Deficiência: redução da atividade cognitiva (concentração, memória) , fraqueza muscular,