A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Artigo_T_picos-1

Pré-visualização | Página 6 de 6

bom sistema de classificação deve enfim, 
valorizar as vantagens de cada tipo de meio de hospedagem e reconhecer a necessidade de 
diversidade na hotelaria, pois isto contribuirá para a construção de um turismo mais justo, 
acessível e inclusivo. 
O SBClass 2011 destaca-se dos sistemas anteriores pelo amadurecimento na 
compreensão e abrangência dos meios de hospedagem, respeitando suas diferentes 
tipologias. Contudo, deixou a desejar especificações sobre formação e qualificação dos 
colaboradores, pois não reforça rigidamente a necessidade de mão de obra preparada e 
qualificada. Formação, treinamento e domínio de idiomas deve ser prioridade para se 
alcançar uma hotelaria com padrão internacional em nosso país. Uma matriz de 
classificação deve ser tão exigente como um hóspede é durante sua estada, principalmente 
porque o mesmo terá maiores expectativas de um meio de hospedagem classificado no 
sistema nacional. 
Ressalta-se que a adesão ao sistema de classificação é vantajosa para qualquer tipo 
de empreendimento, mas principalmente para os menores e mais simples que contarão 
com o apoio e reconhecimento nacional assegurando a seriedade da empresa. É importante 
para o empreendedor ter em vista que por meio da classificação podem ser viabilizados 
novos contatos com fornecedores, parceiros e hóspedes. 
 Por fim, sugere-se neste trabalho a realização de maiores investimentos na 
divulgação do SBClass 2011, e na criação de maiores incentivos para estimular as adesões, 
principalmente com a proximidade da Copa do Mundo de Futebol em 2014 e das 
Olimpíadas em 2016, dois eventos de porte mundial que colocarão os equipamentos de 
hospedagem brasileiros em grande evidência. 
 
REFERÊNCIAS 
 
ABIH. Associação Brasileira da Indústria de Hotéis. Classificação dos Meios de 
Hospedagem. Disponível em: < http://www.abih.com.br/UtiPub_Classificacao.php >. 
Acesso em: 10-08-2009. 
 
BELLEGARD, Juliana. Ministério do Turismo lança portaria do SBClass. Hôtelier News. 
Publicada em 08-Jun-2011. Disponível em: 
<http://www.hoteliernews.com.br/hoteliernews/hn.site.4/Imprimir.aspx?Noticia=66454
&Midia=1 > Acesso em 21-Jun-2011. 
 
CANDIDO, Índio; VIEIRA, Elenara Vieira de. Gestão de Hotéis: técnicas de operações 
e serviços. Caxias do Sul: Educs, 2003. 
 
Paula Dutra Leão de Menezes; Jéssica Cristina da Silva 
Revista Iberoamericana de Turismo- RITUR, Penedo, vol. 3, n.1, p. 57-70, 2013. 
http://www.seer.ufal.br/index.php/ritur 
69 69 
CASTELLI, Geraldo. Administração hoteleira. São Paulo: Educs, 2003. 
 
______. Gestão hoteleira. São Paulo: Saraiva, 2006. 
 
DUARTE, Vladir Vieira. Administração de Sistemas Hoteleiros: Conceitos básicos. 3 
ed. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2005. 
 
EMBRATUR, Empresa Brasileira de Turismo. Regulamento do Sistema Oficial de 
Classificação de Meios de Hospedagem. 2002. 
 
INMETRO. Meios de hospedagem terão novo modelo de classificação. 08-Jun.-2011. Disponível em 
< http://www.inmetro.gov.br/noticias/verNoticia.asp?seq_noticia=3247>. 
 
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de Pesquisa: 
planejamento e execuções de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, 
análise e interpretações de dados. 6ª. ed. São Paulo: Atlas, 2006. 
 
MARQUES, J. Albano; Introdução à Hotelaria. Bauru, SP: EDUSC, 2003. 
 
MINISTÉRIO DO TURISMO. Sistema de Classificação de Meios de Hospedagem 
(SBCLASS 2011). 
 
PETROCCHI, Mario. Hotelaria: Planejamento e Gestão. 2 ed. São Paulo: Pearson 
Prentice Hall, 2007. 
 
PORTAL BRASIL. Turismo: Infra-estrutura e hospedagem. Publicada em 07-01-2010. 
Disponível em < http://www.brasil.gov.br/sobre/turismo/infraestrutura >. Acesso em 
06-02-2012. 
 
PORTARIA Nº 100, de 16 de Junho de 2011. Institui o Sistema Brasileiro de 
Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass), cria o Conselho Técnico Nacional 
de Classificação de Meios de Hospedagem (CTClass) e dá outras providências. 
 
PORTARIA Nº 177 de 13 de Setembro de 2011. Estabelece o Sistema Nacional de Registro de 
Hóspedes - SNRHos, regulamenta a adoção da Ficha Nacional de Registro de Hóspedes - 
FNRH e do Boletim de Ocupação Hoteleira - BOH e dá outras providências. Disponível 
em: < http://www.turismo.gov.br/turismo/legislacao/meios_hospedagem/P177.html > 
Acesso em: 12-Nov-2011. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Paula Dutra Leão de Menezes; Jéssica Cristina da Silva 
Revista Iberoamericana de Turismo- RITUR, Penedo, vol. 3, n.1, p. 57-70, 2013. 
http://www.seer.ufal.br/index.php/ritur 
70 70 
 
ANALYSIS SYSTEM OFFICIAL CLASSIFICATION OF HOUSING MEANS OF 
BRAZIL 
 
Abstract 
 
The hotel is comprised of service providers that aims to welcome tourists. In this sense, there is 
market companies with different structures and services to cater to tourists from many different 
segments, ie, lodging facilities with different types and categories. The Classification System of 
Lodging Facilities serve to guide the market in relation to these types and categories of hotels that 
make up the country's tourism offer through criteria that are analyzed in the process of 
classification of these hotels. This study examined the Classification System Official Means hosting 
in Brazil, for such a survey was conducted between the comparative classification matrices 2002 
and 2011. Finally, we conclude that a classification system can not be indifferent to the diversity of 
lodging facilities, nor can the mistake of ignoring the variety of public tourism. A comprehensive 
classification system enhances the benefits of each kind of hosting and recognizes the need for 
diversity in the hospitality industry. Finally, it is suggested to more investment in the dissemination 
of SBClass 2011, and creating great incentives to encorage membership. membership. 
Keywords: Classification System. Media Hosting. Diversity. 
 
 
Artigo recebido em 17/03/2013. Aceito para publicação em 27/05/2013.