A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
AULA 5 LIBERAÇÃO MIOFASCIAIS APOSTILA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Manobras Miofasciais 
 GEOVANNA XIMENES
Miofascial
Mio – Musculo
Fascia – Tecido conjuntivo ( fascia que envolve os tecidos) 
Fascia – lamina de tecido conjuntivo que envolve e protege todas as partes do corpo desde as células e artérias ate os músculos, ossos e órgãos.
Fascia muscular - protege e evita o atrito facilitando o deslizamento e coordenando os movimentos dos músculos.
Pompage
 Técnica desenvolvida por Marcel Bienfait, de movimentos deslizantes suaves e gradativos que promove um trabalho miotensivo com liberação e deslizamento das fasciais.
Manobras-Técnica
 Tensionamento - tração feita no segmento corporal até a resistência do tecido.
Manutenção - manter o segmento corporal do paciente na posição final da tensão exercida anteriormente.
Retorno - lento á posição inicial, evitando o reflexo contrátil muscular. 
Tensionamento:
Alongamento lento, regular e progressivo respeitando o limite da elasticidade fisiológica sendo dosado pela sensibilidade.
Tração Manual - Pompage
Manutenção da tensão:
É importante que nesta fase o paciente esteja devidamente relaxado, não se opondo a tensão. A descompressão obtida será mantida de 10 a 30 segundos. Tempo principal. Pode ser associada a expirações relaxantes.
 
Tração Manual - Pompage
Tempo de retorno
Deve ser o mais lento possível;
O terapeuta deve sentir a fáscia puxando sua mão para iniciar o retorno;
Este tempo requer muita concentração e sensibilidade do terapeuta controlando sem interromper a tensão da fáscia ao longo do movimento de retorno.
 
Tração Manual - Pompage
 OBJETIVOS
Circulatória:
1º Tensionamento:
Lento, regular e progressivo.
2º Manutenção:
Reter a fáscia até perceber o tracionamento da elasticidade da pele.
3º Retorno:
Velocidade o mais lento possível.
Circulatória:
1º Tempo:
Lento, regular e progressivo.
2º Tempo:
Reter a fáscia até que sinta o sua mão sendo tracionada pela sua elasticidade.
3º Tempo:
Tempo principal, o mais lento possível.
 
Tração Manual - Pompage
Objetivos (Circulatório):
Liberar o bloqueio dos fluidos circulatórios;
Liberar a estase circulatória.
 
Tração Manual - Pompage
Muscular – Sentido das fibras:
1º Tempo:
Lento, regular e progressivo.
2º Tempo:
Tempo principal, manutenção máxima da tensão, favorecendo o deslizamento da actina-miosina.
3º Tempo:
Lento, evitando o reflexo contrátil do músculo 
 
Tração Manual - Pompage
Muscular (Objetivos):
Obter um relaxamento muscular;
Muito usada nas posturas, associada a respiração.
 
Tração Manual - Pompage
Articular:
1º Tempo: 
Lento, regular e progressivo.
2º Tempo:
Tempo mais importante, mantido de 15 a 20 segundos, para lubrificar a cartilagem articular.
3º Tempo:
Acessório, retorno lento.
 
Tração Manual - Pompage
Articular (Objetivos):
Combate da degeneração cartilaginosas nas afecções iniciais;
Restabelece o equilíbrio hídrico;
Retardar ou cessar a evolução das artroses degenerativas leves e moderadas.
 
Tração Manual - Pompage
 Efeitos
Efeitos mecânicos
 Mobilização de fascias muscular
Efeitos fisiológicos
 Liberação da tensão muscular.
 Liberação de compressões nervosas.
 Liberação de aderências fasciais.
 Liberação da elasticidade e da flexibilidade das fasciais.
Efeitos reflexos
 Redução da dor e relaxamento
 
Efeitos
 Melhora de contraturas,
 encurtamentos, 
 retrações e restauração do formato e comprimento das estruturas miotendineas;
 Efeito de relaxamento.
 
 
Indicação
 Estimular circulação liberando os fluidos e promovendo a nutrição; 
 Estimular a musculatura promovendo o relaxamento; 
 Aumentar a amplitude articular;
 Alívio de dores Musculares e articulares
 Contra indicação
Estiramento muscular 
Estiramento ligamentar 
Contraturas musculares agudas 
Rupturas ligamentáres e fasciais 
 
 Atividade Estruturada
 manobras miofasciais-1
Descreva a técnica de Pompage justificando,suas principais indicações.
Justifique as contra-indicações para as manobras de Pompage.
Faça uma correlação dos efeitos mecânicos,fisiológicos e reflexos na aplicação da manobra de Pompage na liberação miofascial.
PRÁTICA
Profª. Geovanna Ximenes
Pompage de Cervical
Pompage Ecom
Pompage do Trapézio
Pompage do Elevador da Escápula
Pompage do Occipital
Pompage de Tronco
Pompage de Rombóide
Pompage de Peitoral maior
Pompage de Lombar
Pompage Serratil Anterior
Pompage Ombro
Pompage de Cotovelo
Pompage de Punho
Pompage de Psoas
Pompage de Quadril

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.