aula 5
45 pág.

aula 5

Disciplina:Introdução ao Estudo do Direito Civil18 materiais742 seguidores
Pré-visualização3 páginas
AULA+
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Prof. Edna Raquel Hogemann
Aula 5: TEORIA DA NORMA JURÍDICA pág 75 a 85

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CONTEÚDO DESTA AULA
TEORIA DA NORMA JURÍDICA
 1.Conceito de norma.
 2.Estrutura lógica e características da norma.
 3.As diversas classificações da norma.
a) Quanto ao tipo de comando
b) Quanto à amplitude
c) Quanto ao elemento espacial
d) Quanto ao elemento temporal
e) Quanto aos efeitos sobre o fato
f) Quanto às fontes
 4 . Os planos da vigência, validade e eficácia da norma.
5.O desuso das leis e as leis anacrônicas
Direito costumeiro e validade normativa

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

 CONCEITO DE NORMA JURÍDICA

A norma jurídica é um comando , um imperativo dirigido às ações dos indivíduos e das pessoas jurídicas e demais entes .
É uma regra de conduta social ; sua finalidade é regular as atividades dos sujeitos em suas relações sociais . A norma jurídica imputa certa ação ou comportamento a alguém, que é seu destinatário.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CONCEITO DE NORMA JURÍDICA

Ao se dirigir ao destinatário , a norma jurídica proíbe e obriga , onde aquele que deve cumprir estará diante de uma proibição (É proibido fumar neste estabelecimento) ou de uma obrigação (É obrigatório o uso de crachá de identificação para a entrada neste setor) .

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

Segundo o Direito Positivo, a norma jurídica é o padrão de conduta social imposto pelo Estado, para que seja possível a convivência entre os homens.
Paulo Nader conceitua como sendo a conduta exigida ou o modelo imposto de organização social.
Segundo Orlando Secco , trata-se das regras imperativas pelas quais o Direito se manifesta, e que estabelecem as maneiras de agir ou de organizar, impostas coercitivamente aos indivíduos, destinando-se ao estabelecimento da harmonia, ordem e da segurança da sociedade.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CARACTERÍSTICAS SUBSTANCIAIS DA NORMA JURÍDICA

GENERALIDADE. Temos que a norma jurídica é preceito de ordem geral, que obriga a todos que se acham em igual situação jurídica. Da generalidade da norma deduzimos o princípio da isonomia da lei, segundo o qual todos são iguais perante a lei.
 ABSTRATIVIDADE. As normas jurídicas visam estabelecer uma fórmula padrão de conduta aplicável a qualquer membro da sociedade. Regulam casos como ocorrem, via de regra, no seu denominador comum. Se abandonassem a abstratividade para regular os fatos em sua casuística, os códigos seriam muito mais extensos e o legislador não lograria seu objetivo, já que a vida em sociedade é mais rica que a imaginação do homem.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CARACTERÍSTICAS SUBSTANCIAIS DA NORMA JURÍDICA
BILATERALIDADE expressa o fato da norma possuir dois lados: um representado pelo direito subjetivo e o outro pelo dever jurídico, de tal modo que um não pode existir sem o outro, pois regula a conduta de um ou mais sujeitos em relação à conduta de outro(s) sujeito(s)(relação de  alteridade).

Sujeito ativo (portador do Direito Subjetivo)
Sujeito passivo (possuidor do dever jurídico)

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CARACTERÍSTICAS SUBSTANCIAIS DA NORMA JURÍDICA

A imperatividade revela a missão de disciplinar as maneiras de agir em sociedade, pois o direito deve representar o mínimo de exigências, de determinações necessárias. Assim, para garantir efetivamente a ordem social, o direito se manifesta através de normas que possuem caráter imperativo. Tal caráter significa imposição de vontade e não simples aconselhamento.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CARACTERÍSTICAS SUBSTANCIAIS DA NORMA JURÍDICA

 COERCIBILIDADE - Quer dizer possibilidade de uso de coação. Essa possui dois elementos: psicológico e material. O primeiro exerce a intimidação, através das penalidades previstas para as hipóteses de violações das normas jurídicas. O elemento material é a força propriamente, que é acionada quando o destinatário da regra não a cumpre espontaneamente. As noções de coação e sanção não se confundem. Coação é uma reserva de força a serviço do Direito, enquanto a sanção é considerada, geralmente, medida punitiva para a hipótese de violação de normas.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

CARACTERÍSTICAS SUBSTANCIAIS DA NORMA JURÍDICA
ATRIBUTIVIDADE (ou autorizamento) - a essência especifica da norma jurídica é a atributividade (ou autorizamento) , porque o que lhe compete é autorizar ou não o uso das faculdades humanas.
Assim, a norma jurídica é atributiva por atribuir às partes de uma relação jurídica, direitos e deveres recíprocos.Ou seja, atribui à outra parte o Direito de exigir o seu cumprimento.
Esta característica da norma jurídica é contestada por autores de relevo, entre os quais o Prof. Goffredo Telles Jr., que assim se expressa a respeito (1980: 371-3): "A norma jurídica não atribui ao lesado a faculdade de reagir contra quem o lesou?

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

Os DIVERSOS CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DAS NORMAS JURÍDICAS

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

NORMAS DE CONDUTA
Normas primárias, exatamente porque cumprem a finalidade básica das regras de direito, que é a disciplina de comportamentos na sociedade
Estrutura da norma = hipótese (fato) + dispositivo (sanção)
Ex: É proibido pisar na grama. Multa 1 SM.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

NORMAS DE ORGANIZAÇÃO
Chamadas também de secundárias, fixam competências e atribuições no âmbito do Estado, algo indispensável no Estado do Direito, no qual prevalece o império da lei, estando as autoridades públicas subordinadas a um princípio de legalidade estrita, segundo o qual as suas ações somente podem ocorrer nos limites fixados pela lei.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

QUANTO AO TIPO DE COMANDO

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

Em relação à norma permissiva ainda cabe uma observação importante, no sentido de que o princípio da legalidade, que é um dos pilares do Estado de Direito, funda-se na premissa de que todos são livres para agir até onde a lei limita a sua atuação, preceito que pode ser sintetizado no princípio de que ninguém é obrigado a fazer ou a deixar fazer alguma coisa, senão em virtude de lei.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

QUANTO À AMPLITUDE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

QUANTO AO ELEMENTO ESPACIAL

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

QUANTO AO ELEMENTO TEMPORAL

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

QUANTO AOS EFEITOS SOBRE O FATO

Ex nunc
Os efeitos NÃO retroagem.

Ex tunc
Os efeitos retroagem.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

OUTRAS CLASSIFICAÇÕES IMPORTANTES
a) Normas codificadas são aquelas que constituem um corpo orgânico sobre certo ramo do direito, como o Código Civil.
b) Normas consolidadas são as que formam uma reunião sistematizada de todas as leis existentes e relativas a uma matéria; a consolidação distingue-se da codificação porque sua principal função é a de reunir as leis existentes e não a de criar leis novas, como num Código. Ex: CLT.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

OUTRAS CLASSIFICAÇÕES IMPORTANTES
c)Normas extravagantes ou esparsas na terminologia canônica, eram as constituições pontifícias, posteriores às Clementinas, incluídas no mesmo direito. Daí dizer-se hoje extravagantestodas as leis que não estão incorporadas às Codificações ou Consolidações: são as leis que vagam fora; são as editadas isoladamente para tratar de temas específicos. Ex: Lei de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, Lei do Inquilinato etc.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

VALIDADE DAS NORMAS JURÍDICAS

 O que é necessário para que uma coisa seja válida? Esta pergunta, em nosso entender, nos dá a chave para encontrarmos o conceito de validade.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Aula 05

Uma norma