A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
AVALIANDO GENETICA 9

Pré-visualização | Página 1 de 1

AVALIANDO GENETICA 9
		1.
		Durante uma das etapas da PCR o DNA de dupla fita fica em uma temperatura baixa e os iniciadores (primers) se unem nos sítios de ligação específicos nas fitas simples de DNA para iniciarem a sua cópia. Esta etapa denomina-se:
		Quest.: 1
	
	
	
	
	Desnaturação
	
	
	Iniciação
	
	
	Extensão
	
	
	Anelamento
	
	
	Separação
	
	
		2.
		(ENADE-2007) Em exames clínicos a técnica de amplificação de DNA pela reação da polimerase em cadeia (PCR, Polymerase Chain Reaction) é muito utilizada. No diagnóstico de infecção de um paciente por um determinado vírus, por exemplo, a técnica permite a amplificação específica de material genético do vírus. A especificidade da reação é garantida
		Quest.: 2
	
	
	
	
	pela coloração final da reação, que indicará a presença do DNA viral.
	
	
	pela DNA polimerase do próprio vírus, que amplifica a seqüência do DNA viral.
	
	
	pelas temperaturas usadas na reação, que permitem a amplificação apenas do DNA viral.
	
	
	pelos oligonucleotídeos iniciadores, complementares à seqüência do DNA viral.
	
	
	pelos sais e nucleotídeos fosforilados do tampão empregado, que reconhecem o DNA viral.
	
	
		3.
		As enzimas de restrição foram descobertas no início dos anos 70 do século XX, que, juntamente com a exploração da sua atividade e comercialização, permitiram o rápido desenvolvimento da Engenharia Genética. Hoje em dia conhecem-se centenas de enzimas de restrição isoladas de numerosas bactérias. Podemos dizer que as enzimas de restrição:
		Quest.: 3
	
	
	
	
	Atuam especificamente sobre sequências de bases com repetições em coesivas.
	
	
	Reconhecem sítios palindrômicos (pode ser lida nas duas direções) e retiram bases das duas fitas do DNA.
	
	
	Clivam as duas fitas de DNA dentro de sítios palindrômicos.
	
	
	Quebram ligações fosfodiester somente em posições opostas na fita dupla de DNA.
	
	
	Ligam-se a sítios com espaçamento regular ao longo do DNA.
	
	
		4.
		As endonucleases de restrição ou enzimas de restrição cortam em fragmentos a longa cadeia de DNA. Em seguida, os fragmentos gerados através da digestão pelas enzimas de restrição podem ser analisados através da técnica de:
		Quest.: 4
	
	
	
	
	Eletroforese de DNA em gel de agarose
	
	
	Sequenciamento de DNA
	
	
	Isolamento de genes
	
	
	RFLP
	
	
	PCR (Reação em Cadeia da Polimerase)
	
	
		5.
		(ENADE 2007) Em exames clínicos a técnica de amplificação de DNA pela reação da polimerase em cadeia (PCR, Polymerase Chain Reaction) é muito utilizada. No diagnóstico de infecção de um paciente por um determinado vírus, por exemplo, a técnica permite a amplificação específica de material genético do vírus. A especificidade da reação é garantida:
		Quest.: 5
	
	
	
	
	pelas temperaturas usadas na reação, que permitem a amplificação apenas do DNA viral.
	
	
	pelos oligonucleotídeos iniciadores, complementares à sequência do DNA viral.
	
	
	pelos sais e nucleotídeos fosforilados do tampão empregado, que reconhecem o DNA viral.
	
	
	pela DNA polimerase do próprio vírus, que amplifica a sequência do DNA viral.
	
	
	pela coloração final da reação, que indicará a presença do DNA viral.
	
	
		6.
		Na elaboração e posterior expressão de um DNA recombinante existem passos a serem seguidos e eles devem ser sequenciais. Indique abaixo qual a sequencia correta:
		Quest.: 6
	
	
	
	
	Cortar o plasmídeo com a enzima de restrição; multiplicar a bactéria para expressão do gene; retirar o gene a ser expresso do cromossomo com a enzima de restrição; inserir o DNA recombinante dentro de uma bactéria; ligar do gene a ser expresso ao plasmídeo com a DNA ligase.
	
	
	Cortar o plasmídeo com a enzima de restrição; retirar o gene a ser expresso do cromossomo com a enzima de restrição; inserir o DNA recombinante dentro de uma bactéria; multiplicar a bactéria para expressão do gene; ligar do gene a ser expresso ao plasmídeo com a DNA ligase.
	
	
	Multiplicar a bactéria para expressão do gene, inserir o DNA recombinante dentro de uma bactéria; cortar o plasmídeo com a enzima de restrição; retirar o gene a ser expresso do cromossomo com a enzima de restrição; ligar do gene a ser expresso ao plasmídeo com a DNA ligase.
	
	
	Cortar o plasmídeo com a enzima de restrição; retirar o gene a ser expresso do cromossomo com a enzima de restrição; ligar do gene a ser expresso ao plasmídeo com a DNA ligase; inserir o DNA recombinante dentro de uma bactéria; multiplicar a bactéria para expressão do gene.
	
	
	Cortar o plasmídeo com a enzima de restrição; inserir o DNA recombinante dentro de uma bactéria; retirar o gene a ser expresso do cromossomo com a enzima de restrição; ligar do gene a ser expresso ao plasmídeo com a DNA ligase; multiplicar a bactéria para expressão do gene.