A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
questões - EDUCAÇÃO NUTRICIONAL

Pré-visualização | Página 1 de 5

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL
	
	Simulado: SDE0391_SM_201401394515 V.2 
	 Fechar
	Aluno(a): DIONE MARINHO FERREIRA
	Matrícula: 201401394515
	Desempenho: 6,0 de 10,0
	Data: 23/11/2014 11:39:43 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201401523925)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Um nutricionista, ao prestar atendimento nutricional a um paciente que, por meio da anamnese alimentar, demonstra-se arraigado a crenças alimentares, deve:
		
	
	Mostrar ao paciente que a crença na cura e/ou prevenção de doenças atribuída aos alimentos não é real, persistindo como uma lenda pelos tempos.
	
	Proibir categoricamente a manutenção das crenças alimentares que possam trazer prejuízo à saúde do paciente.
	
	Repudiar as crenças e práticas populares relativas aos hábitos alimentares, pois elas influenciam de forma significativa o estado nutricional das pessoas.
	
	Ensinar ao paciente, com o uso do conhecimento científico, como a crença nas qualidades mágicas ou maléficas de algum tipo especial de alimento causa erros alimentares que podem prejudicar sua saúde.
	 
	Valorizar as práticas e percepções populares, porém, observando a adoção de práticas que podem acarretar distúrbios nutricionais com sérias implicações para a saúde e o bem-estar do cliente, problematizando-as junto a esse e sua família.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201401509257)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Fazer escolhas alimentares é um processo complexo, dinâmico e multifacetado, embutido nos relacionamentos sociais e que tem conseqüências a curto e longo prazo para a saúde. As escolhas dos alimentos são formadas pelos sistemas de socialização culturais, e limitadas pela contingência do ambiente físico e social (Rossi,A.; Moreira, E.P.. e Rauen,M.S. Determinantes do comportamento alimentar: uma revisão com enfoque na família. Rev. Nutr., Campinas, 21(6):739-748, nov./dez., 2008). Considerando os inúmeros fatores envolvidos no desenvolvimento do comportamento alimentar pode-se afirmar que:
I. As refeições em família representam um importante evento na promoção de uma alimentação saudável.
II. As crianças aprendem a respeito do alimento não somente por suas experiências, mas também observando outros (pais, professores, colegas de sala, propagandas de TV).
III. Incentivar a experimentação de novos alimentos e resgatar a sensação obtida ao consumi-los desenvolvem na criança o interesse pelo alimento aumentando, assim, a sua aceitação.
IV. Recompensar as criança em virtudo do consumo de alimentos saudáveis, tende a reduzir o gosto da criança pelo alimento e, inclusive, pode reforçar a preferência pelo alimento oferecido como recompensa.
V. A disponibilidade e a acessibilidade são fatores importante na escolha alimentar. A ingestão de frutas e verduras é mais elevada quando os alimentos estão disponíveis em locais de fácil acesso e em porções prontas para o consumo (isto é, salada de frutas, abacaxi cortadas em rodelas).
 A única alternativa que contempla todas as alternativas corretas é:
		
	
	II e III.
	 
	I, II, III, IV e V
	
	II, IV e V.
	
	I e III.
	
	I, III e V.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201401509295)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O Modelo Transteorético vem sendo amplamente empregado na investigação de diversos tipos de comportamentos relacionados à saúde: consumo de álcool, uso de drogas psicotrópicas, consumo de gorduras e fibras, perda de peso, além da prática de atividade física.  Considerando o modelo dos estágios de mudança de comportamento  quais alternativas abaixo melhor descreve cada um dos estágios:
I. Primeiro estágio, pré-contemplação, o indivíduo não apresenta a intenção de modificar o comportamento, não tendo a consciência de seus comportamentos inadequados.
II. Segundo estágio, contemplação, ocorre a identificação do problema de comportamento, e o individuo começa a considerar uma possibilidade de mudança, sem terem iniciado a agir nesse sentido. Neste momento o individuo  avaliada as barreiras e os benefícios da mudança.
III. Terceiro estágio, o da preparação, é aquele em que são desenvolvidos os planos específicos de ação, e são experimentadas pequenas mudanças de comportamento.
IV. Quarto estágio é o da ação, momento em que os planos de mudança são concretizados. 
V. Quinto estágio, o da manutenção, é quando as pessoas trabalham para consolidarem a mudança, prevenindo recaídas. As pessoas só estarão no estágio de manutenção quando alterarem o comportamento por um período de tempo maior do que 30 dias.
É correto apenas o que se afirma em
 
		
	
	I, II e III
	
	I, III e V
	
	II, IV e V
	 
	I, II, III e IV
	
	II, III, V
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201401515766)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A educação alimentar e nutricional é o processo pelo qual os clientes são efetivamente auxiliados a selecionar e adotar comportamentos saudáveis de alimentação e estilo de vida. Assinale F para a afirmativa falsa e V para afirmativa verdadeira, indicando a sequência correta.
(  ) Os indivíduos alteram o seu comportamento quando estão motivados para tal.
(  ) A ambivalência não é chave bloqueadora da motivação, que pode ser resolvida por meio de intervenção.
(  ) Resistência e recusa são obstáculos para mudança de comportamentos.
(  ) A efetiva educação alimentar e nutricional é um processo realizado com o cliente, mais do que para o cliente.
(  ) São necessárias diferentes estratégias de intervenção para os indivíduos em diferentes fases de motivação.
		
	 
	V, F, V, V, V
	
	F, V, F, V, F
	
	F, V, F, F, V
	
	V, F, V, V, F
	
	V, F, V, F, V
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201401506078)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Considerando a formação do comportamento alimentar e os elementos que o compõem, marque a alternativacorreta:
		
	
	O elemento situacional do comportamento alimentar inclui apoios estruturais, coerção social, normas e padrões culturais, mas não é influenciado por questões econômicas.
	
	O comportamento alimentar pode ser determinado por incompatibilidades em relação a algum estado fisiológico do indivíduo ou entre os próprios alimentos, mas geralmente não é influenciado por proibições, causada por motivos religiosos, valorização socioeconômica e cultural.
	
	Na prática do nutricionista, preconceitos, crenças, tabus, ritos e tradições alimentares não devem ser levados em consideração quando se busca entender o comportamento alimentar do individuo.
	 
	O componente afetivo está ligado ao sentimento sobre os alimentos e que motivam as práticas alimentares, que vão além das necessidades fisiológicas, como segurança, afeto, auto-estima, auto-realização e aprovação social.
	
	O elemento cognitivo do comportamento alimento está relacionado ao conhecimento sobre alimentação e nutrição, embasado no conhecimento científico prévio do indivíduo.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201401525286)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Sobre os elementos didáticos do processo de ensino, marque o item que contêm os elementos essenciais do processo:
		
	
	Material didático, técnicas de ensino e educador.
	
	Motivação, objetivos educacionais, conteúdo programático.
	 
	Educador, educando e conteúdo programático.
	
	Educando, educador e motivação.
	
	Educando, objetivos educacionais e educador.
		
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201401523916)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	O nutricionista, enquanto profissional competente para realizar projetos e ações de educação alimentar e nutricional, deve considerar o comportamento alimentar
		
	
	Um processo determinado apenas pelas condições ambientais em que o indivíduo está inserido
	 
	Um processo construído por representações, significados e simbolismos presentes desde a escolha até a ingestão de alimentos
	
	Um condicionamento simples modulado pelo raciocínio e imitação