A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
52 pág.
Aula 01 Administração Geral   Gestão de Processos

Pré-visualização | Página 9 de 13

nas 
unidades de trabalho, com economia de escala.
E) 4, os processos padronizados, consolidados com base nas 
melhores práticas e procedimentos de adaptação oferecidos para 
suportar diferentes necessidades do negócio.
Prof. Rodrigo Rennó
www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 52
Administração Geral p/ Auditor da RFB
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó - Aula 01
Questão bem difícil da banca, pois misturou conceitos de 
maturidade nas visões do CBOK e da SDPS. Reconheço que seria muito 
difícil responder a esta pergunta em uma prova com confiança. 
Infelizmente, não adianta discutir com a banca, não é mesmo?
A letra A está perfeita e é o gabarito da banca. O nível 5 da 
classificação da SDPS realmente é o dos processos interoperados. Já a 
letra B está incorreta, pois o nível 1 é o dos processos modelados, não 
dos processos simulados.
A letra C também está equivocada, pois os processos encenados 
estão no nível quatro, não no segundo nível. A letra D trouxe uma 
definição de maturidade do CBOK, não existente na classificação da SDPS.
Finalmente, a letra E também descreveu um nível (processos 
padronizados) que não faz parte da classificação da SDPS. Desta forma, o 
gabarito da banca foi mesmo a letra A.
14 - (FCC - BAHIAGAS - ADMINISTRADOR - 2010) Um grupo de 
atividades realizadas numa sequência lógica com o objetivo de 
produzir um bem ou serviço que tem valor para um grupo 
específico de clientes é denominado
(A) processo.
(B) ciclo PDCA.
(C) kaizen.
(D) fluxograma.
(E) just-in-time.
Uma série de atividades interligadas e que tem o objetivo de 
produzir um bem ou serviço para um cliente é um processo. Desta forma, 
o nosso gabarito é a letra A.
15 - (FCC - TCE/RO - AUDITOR - 2010) Quando aplicada aos 
processos de reforma da gestão pública, a reengenharia tem como 
objetivo
(A) transformar radicalmente a cultura das organizações, 
apoiando-se numa visão integrada que vincula mudanças 
estruturais e mudanças comportamentais.
(B) reestruturar os processos organizacionais, enfatizando a 
centralização e a especialização funcional.
(C) redefinir a estrutura departamental das organizações, 
preservando os conflitos e as polarizações existentes entre eles.
Prof. Rodrigo Rennó
www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 52
Administração Geral p/ Auditor da RFB
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó - Aula 01
(D) descentralizar a gestão do conhecimento tácito das 
organizações, visando uma maior interação entre direção e 
estruturas operacionais.
(E) introduzir continuamente mudanças organizacionais visando a 
redução de custos, a racionalização dos recursos humanos e a 
maior eficiência das organizações.
Quando o gabarito provisório desta prova saiu, os candidatos 
reclamaram demais, pois a letra E (que era o gabarito provisório) se 
encaixava melhor como a descrição da Gestão pela Qualidade Total. A 
reengenharia não se relaciona com mudanças contínuas.
Entretanto, após inúmeros recursos o gabarito foi alterado para a 
letra A, que se relaciona melhor com as mudanças radicais que buscam 
melhorar drasticamente o desempenho de uma organização. Desta forma, 
o gabarito é a letra A.
16 - (FCC - ISS-SP - AFTM - 2007) Constitui princípio basilar do 
conceito original de reengenharia
(A) o estabelecimento de alianças estratégicas para segmentação 
do mercado.
(B) o drástico enxugamento do quadro de pessoal.
(C) a fusão de estruturas e eliminação de redundâncias.
(D) a radical redefinição dos processos em base zero, conhecido 
como princípio da "folha em branco".
(E) a terceirização em larga escala.
A letra A é relacionada com as estratégias de mercado, e não com a 
reengenharia. Já a letra B pode ser ligada ao processo de downsizing. A 
letra C tem uma "pegadinha" que pode pegar um candidato menos 
atento. A reengenharia se preocupa com os processos e não com a 
estrutura.
Desta forma, um processo de reestruturação empresarial não é 
necessariamente uma reengenharia. A letra D está correta e é o nosso 
gabarito. Já a letra E é absurda e não se refere em nada ao processo de 
reengenharia.
17 - (FCC - TRE-RN - ANALISTA - 2011) A aplicação da técnica de 
reengenharia à gestão pública visa a
a) mudanças estruturais e comportamentais radicais na cultura 
das organizações.
Prof. Rodrigo Rennó
www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 52
Administração Geral p/ Auditor da RFB
Estratégia
r n N f ii * *C O N C U R S O S
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Rodrigo Rennó - Aula 01
b) introdução contínua de mudanças organizacionais visando a 
redução de custos.
c) extinção da estrutura departamental das organizações.
d) descentralização da gestão do conhecimento estratégico das 
organizações.
e) racionalização e centralização dos processos organizacionais.
O que nos ajuda a "matar" a questão é a palavra "radicais". A letra 
A está perfeita e é o nosso gabarito. A reengenharia é uma técnica de 
mudanças drásticas que buscam melhorias radicais nos processos.
Não se trata, portanto, de melhorias contínuas ou progressivas, 
como indica a opção B, que está equivocada. A letra C nos apresenta uma 
possível consequência do processo de reengenharia, não uma 
característica da técnica.
A letra D não faz o menor sentido. Finalmente, a letra E está errada 
porque a Reengenharia não está relacionada com a centralização dos 
processos. Assim sendo, o gabarito é mesmo a letra A.
18 - (CESPE - ABIN / AGENTE TÉCNICO - 2010) Os 
macroprocessos, processos e subprocessos são atividades e (ou) 
tarefas que iniciam e terminam com o cliente externo, variando 
apenas o nível de complexidade e tamanho de cada um deles.
A questão traz uma afirmação que não é sempre verdadeira. O 
processo normalmente termina com o cliente sendo atendido, mas nem 
sempre se inicia assim. O gabarito é questão errada.
19 - (CESPE - TRT-10 / ANALISTA - 2013) Os macroprocessos 
organizacionais definem como os diversos projetos distribuídos 
pela estrutura da organização consolidarão a interação entre a 
organização e seus mercados ou ambientes.
A questão tem uma "pegadinha" básica. Os macroprocessos são 
relacionados, obviamente, com os processos principais da organização e 
não com seus projetos. Projetos são temporários, ao contrário dos 
processos - que têm uma natureza perene, contínua. Portanto, o gabarito 
é questão errada.
Prof. Rodrigo Rennó
www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 52
Administração Geral p/ Auditor da RFB
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó - Aula 01
20 - (CESPE - MPU / ANAL. ADMINISTRATIVO - 2010) Os 
processos organizacionais prescindem de alinhamento com a 
estratégia da organização.
Negativo! Pessoal, os processos de trabalho devem ser 
desenvolvidos de modo que a organização atenda da melhor maneira 
possível aos seus clientes, não é mesmo? E a estratégia da empresa é a 
maneira como ela imagina alcançar seus objetivos estratégicos 
(desenvolver novos produtos, ganhar participação de mercado, etc.).
Dessa forma, os processos devem estar sim alinhados com a 
estratégia da organização. Se uma estratégia for, por exemplo, oferecer 
seus produtos através da internet, seus processos deverão ser alterados 
para que este objetivo seja alcançado, não é verdade? Dessa maneira o 
gabarito é questão errada.
21 - (CESPE - ABIN / OFICIAL TÉCNICO - 2010) A gestão de 
processos responde à complexidade do cenário atual, em que a 
convergência entre as demandas de parceiros e as de clientes 
gera rápidas mudanças no mercado e cria novas oportunidades.
Exato. A gestão por processos deixa a organização mais ágil e 
flexível. Ela passa a conhecer melhor seus clientes e a ser mais 
competitiva. Com isso, este modelo de gestão é mais adequado aos novos 
tempos. O gabarito é questão correta.
22 - (CESPE - ABIN / AGENTE TÉCNICO

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.