A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
64 pág.
SLIDE DE APRENDIZAGEM PARA AV1

Pré-visualização | Página 1 de 4

Psicologia da Aprendizagem
Profª. Ana Maria Melo de Pinho 
Referências: 
-AUSUBEL, David P. Psicologia educacional. Rio de Janeiro: ed. Interamericana, 1980.
-COLL, César; MARCHESI, Álvaro e PALACIOS, Jésus. Desenvolvimento psicológico e educação 2. Psicologia da educação escolar. Porto Alegre: Artimed, 2004 
-LA ROSA, Jorge. Psicologia da Educação: o significado do aprender. Porto Alegre: ed. Edipucrs, 2003.
-SCHMITZ, Egídio Francisco. Didática moderna. Ed. Livros Técnicos e Científicos, 1984.
O que entendemos por aprendizagem?
Qual a importância da aprendizagem para a vida humana?
Quais situações e condições nos geram mais aprendizagem?
“Viver é aprender” ou “aprender é viver”
Qual o papel e a importância da aprendizagem para o ser humano?
Qual a íntima relação entre aprendizagem e vida humana?
O que se entende por aprendizagem?
Tendência a considerar aprendizagem como sinônimo acumulação de conhecimento (produto x processo);
Memorização e acumulo de informações? (aspecto quantitativo x qualitativo)
Tendência a atribuir conotação moral sempre positiva: aprendemos tanto bons como maus hábitos; 
Tendência a considerar apenas os processos cognitivos e formais (matérias escolares);
Aprendizagem: múltiplas concepções
A natureza da aprendizagem se refere um processo de mudança (novas aquisições) relativamente estável, que ocorrem num estado interno do organismo, resultante de prática e de experiência anterior, que constitui condição necessária, mas não suficiente , para que o desempenho ocorra;
Processo de aquisição e assimilação, mais ou menos consciente (explícita e implícita), de novos padrões e novas formas de perceber, pensar, compreender, sentir, reagir e agir: SER (mudança global e integral) 
Aprendizagem: múltiplas concepções
Abordagem comportamental: considera o processo de modificação do comportamento (aquisição de novas respostas, novo repertório de respostas);
Abordagem Cognitivista: considera os processo de reorganização da percepção, do pensamento, da compreensão, da lógica, do entendimento, do significado, etc.;
Processo de aprimoramento de desempenho e habilidades;
Processo de mudança de atitudes, modo de sentir, de reagir emocionalmente, relacionar-se, desenvolvimento de valores, etc.;
Aprendizagem: múltiplas concepções
Neurociência:
Células neurais funcionam como unidades processadoras de informação;
Mudanças neurológicas: mudança na anatomia do cérebro, alteração das conexões (comunicação entre as células), construção, integração e conexão entre novas redes neurais, novas unidades de processamento são criadas; 
Mudanças na substância branca : novos axônios ou mielinização mais intensa, novos e mais rápidos “cabos de transmissão de informação”);
Mudanças na massa cinzenta (córtex cerebral): criam novas sinapses que possibilitam o processamento de informações;
 
Conceito de aprendizagem
Não limitar ao comportamento externo (desempenho), ao observável;
Considerar aspectos internos: consciência, a formação de novos valores, disposições e formas interiores de pensar, ser, sentir que se exteriorizam em algumas atitudes e ações (não imediatamente observáveis);
Aprendizagem é um processo ativo e criativo;
Aprendizagem não representa apenas uma atividade momentânea: mas uma certa permanência (memória a longo prazo); 
Como característica da vida humana, modifica-se continuamente, novas aquisições (conhecimentos, atitudes, hábitos, valores, vivências e realizações);
Caracteriza-se pela disposição nova que se cria para continuar a aprender;
Pela verdadeira aprendizagem o homem se torna cada vez mais consciente de si mesmo, sente necessidade de seguir aprendendo. 
Controvérsias
É um processo ou um resultado?
Distinção entre aprendizagem e desempenho: observa-se diferenças entre o comportamento anterior (inicial) x posterior (final);
Aprendizagem : passíveis de observação e medida?
É um processo em si que ocorre internamente?
Aprendizagem Significativa de David Ausubel
3 tipos gerais de aprendizagem
psicomotora – envolve respostas musculares adquiridas através de treino e prática. 
afetiva – sinais internos do indivíduo (prazer, dor, satisfação, descontentamento, ansiedade etc;
cognitiva – armazenamento organizado de informações na mente de quem aprende (estrutura cognitiva).
Aprendizagem Mecânica
É a aprendizagem de novas informações com pouca ou nenhuma associação a conceitos relevantes na estrutura cognitiva;
Não há interação entre a nova informação e aquela já armazenada. 
Aprendizagem significativa
Processo através do qual uma nova informação relaciona-se com algum aspecto relevante da estrutura de conhecimento do indivíduo 
Aspecto Emocional da Aprendizagem
Aprendizagem também se refere a aquisição de reações e respostas de caráter emocional (medo, raiva, amor,...);
Mudanças de atitudes, valores morais, modos de relacionamento, limites, regras, etc.
Sistema Límbico
16
Sistema Límbico
Área responsável pelas emoções.
 Sistema Límbico – composto por diversas áreas cerebrais – amígdala, hipocampo, tálamo, hipotálamo, entre outras.
 Estimulações sensoriais (visões, cheiros, gostos) que chegam ao sistema límbico ativam as reações emocionais de uma maneira um tanto automática.
17
18
Amígdala
Regula as emoções que a autopreservação, o medo, a raiva e a ansiedade envolvem;
 Uma lesão na amígdala pode produzir alterações notáveis, inclusive uma submissão geral, neutralidade afetiva, falta de responsividade emocional, preferência por isolamento social em detrimento de afiliação social, desejo de se aproximar de estímulos anteriormente ameaçadores e deficiência na capacidade de aprender que um estímulo assinala um reforço positivo ou uma punição.
• Detecta e responde a eventos ameaçadores;
• Quando a pessoa encontra situações potencialmente aterrorizantes, a amígdala é estimulada e ativa as estruturas cerebrais vizinhas;
 Quando é removida em nos seres humanos (por exemplo, para controlar ataques epiléticos) estes se tornam calmos, dóceis e emocionalmente indiferentes, mesmo diante de provocações
Amígdala
• Estimulação de uma parte da amígdala gera raiva emocional, enquanto que outra gera emoção do medo e do comportamento de defesa.
Também desempenha um papel chave na aprendizagem de novas associações emocionais. Ela nos faz aprender a temer perigos ambientais. 
19
Aspectos dos desempenhos motores e habilidades
Refere-se a vários fenômenos da aprendizagem que podem ocorrer de forma explícita e implícita: habilidades motoras, escrever, ler, pintar, apreciar música, tocar um instrumento, falar, andar de bicicleta, dirigir carro, etc.
Tipos de aprendizagem
Segundo Ausubel (1980)
Níveis e tipos de aprendizagem;
Aprender mais e melhor (quantidade x qualidade);
Mudanças explicitas x implícitas (qualitativas);
Aprendizagem ocorrem de várias maneiras e a todo momento: inconscientemente (natural) e complexa; Qualidade e tipo: informação nem sempre incorporada de maneira útil a nossa vida;
Sabedoria: artigo raro;
Aprendizados que nos trazem verdadeiros acréscimos
Tipos de aprendizagem
Qualidade do aprender (nível de mudança, crescimento, desenvolvimento, aplicação) ;
Podemos pensar em vários “níveis de aquisição de informação”:
Aprendizagem Mecânica: superficial, “conhecida “decoreba para a prova” (apenas fixação mecânica, retida por curto prazo de validade, não saber adequar e aplicar de forma criativa);
Aprendizagem “profunda” e significativa: relacionada a significados, ideias, compreensões, pensamentos, emoções, que se interligam e integram as diversas fontes
Processo de aprendizagem
Sensações;
Percepção (interpretação, reconhecimento, ;
Entendimento (pensamento, associação lógica, raciocínio, associação significativa);
Novas combinações (reorganizações, análise, síntese, avaliação);
Aplicação: adaptação a novas circunstâncias
Fatores que Influenciam a Aprendizagem
Fracasso ou