A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
78 pág.
Abrangência das Ações de Saúde ( Módulo IV ) Unime 2018.2

Pré-visualização | Página 1 de 30

ABRANGÊNCIA 
 
DAS AÇÕES DE 
 
SAÚDE – AAS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Problema 1 - Abertura 
 
 1900 - Novo século 
 
 Século da ciências, medicina, eletricidade. 
 
 Epidemia de febre amarela no RJ, SP, epidemias de cólera, varíola, malária... 
 
 Saúde pública entra em desconfiança. 
 
 Os pobres só tinham as benzedeiras para serem cuidados. 
 
 No começo do século XX os pobres só dispunham de atendimento filantrópico nos 
hospitais de caridades mantidos pela igreja. 
 
 As epidemias tornam – se cada vez mais graves, os imigrantes evitam vim para o 
país, sem imigrantes o café era prejudicado, fábricas também. 
 
 Oswaldo Crus é nomeado diretor, é criado um instituto em Manguinhos para 
produção de vacinas e será realizado uma campanha para vacinação, quem não 
cooperar será intitulado inimigo da saúde pública, aí que está o problema, não existiu 
uma campanha para essa vacinação fazendo com que os pobres acreditassem que era 
apenas uma desculpa para mata - los, gerando caos no Rio de Janeiro. 
 
 As vacinas são obrigatórias. 
 
 Muitos diziam que a vacinação obrigatória contraria a liberdade e o direito dos 
cidadãos ( Militares Positivistas ) , entretanto eles reconheciam a evolução da ciências. 
 
 
 1904 – Estoura a revolta contra a vacina obrigatória 
 
 População mais humilde e polícia se enfrentam. 
 
 O governo não volta atrás e “ derrota a revolução contra a vacina “ 
 
 Em São Paulo o Dr. Emílio Ribas mora com doentes da Febre Amarela ( Doença 
transmitida por picada de mosquito infectado pelo vírus para provar que a doença não 
se pega assim em contato com o doente. 
 
 As indústrias começam a crescer no país. 
 
 Greve operária abala a produção de tecidos. 
 
 A gripe espanhola mata milhares de pessoas no Brasil 
 
 
 
 
 
 
 
 1918 - Gripe Espanhola ( Castigo dos Céus ) 
 
 
 Os médicos não sabem o que fazer com a doença 
 São Paulo está nas mãos dos grevistas e governador foge para o interior. 
 
 1919 – Greve acaba entre acordo com grevistas e patrões 
 
 
 1920- Tenentes se revoltam e tomam o forte de Copa Cabana 
 
 Dr. Geraldo Paula Souza volta ao Brasil após fazer um curso de saúde pública na 
Hopkins e deu início ás obras do Centro de Saúde. 
 
 O centro de saúde é social e educativo, o médico sanitarista e as educadoras 
sanitárias substituem os guardas, inspetores e delegados. A família é o centro da ação 
 
 1924 – São Paulo é bombardeada 
 
 
 Vargas assume a presidência e fala em um governo voltado para os mais pobres e 
desprotegidos. 
 Vargas anuncia que irá centralizar e uniformizar as estruturas de saúde ( Ficou 
conhecido como o pai dos pobres ). 
 Vargas cria o instituto de aposentadoria e pensões dos marítimos. Todas as 
categorias profissionais teriam seus IAP’s ( Insituto de aposentadorias e pensões ) para 
substituir as “ caixas`` . As pessoas teriam uma parte do dinheiro do salário descontados 
para depois ter pleno direito à assistência médica, aposentadorias e pensões após um 
tempo de trabalho. 
 O pagamento deve ocorrer todo mês durante 30 anos ( Lembrando que a expectativa 
de vida antigamente era muito menor que hoje ). 
 Os recursos dos IAPS foram sempre aplicados pelo governo no financiamento da 
industrialização do país. 
 Quem não consegue pagar as contribuições acaba ficando sem direito algum. 
 
 1937 – O ESTADO NOVO 
 
 
 Criação do Ministério do Trabalho e tentativa de salvação do sistema previdenciário 
formado pelos IAPS, que na época era considerado um dos mais modernos do mundo. 
 O Brasil luta na Guerra ao lado das nações democráticas 
 O dinheiro da previdência continua sendo investido na industrialização do País ( Isso 
é muito errado já que o dinheiro do povo está sendo desviado ) 
 SESP ( Atividades do Serviço Especial de Saúde Pública no interior do país ) 
 Iniciativa da nossa saúde pública para combater a malária e proteger os “ soldados 
da borracha “ . Os americanos financiam o SESP porque eles precisam da borracha 
para a guerra. Para o Brasil o SESP é importante pois ele faz parte da saúde pública 
que vem combatendo as epidemias, são ações de comportamento preventivo , é uma 
preocupação mais social. Alcança lugares, com doenças nunca vistas ou estudadas, 
como Carlos Chagas descobriu. 
 
 
 
1945 – Vargas é deposto, irão ocorrer eleições para presidente 
 
 Com os meios de comunicação mais livres passaram a existir diversas propagandas. 
 Pode – se observar que os EUA influenciaram demais no sistema de saúde do Brasil 
na época, tanto que o Brasil adotava um modelo de grandes hospitais com médicos de 
diversas especialidades e grande quantidade de equipamentos modernos e 
medicamentos. Passou a existir uma nova era nas histórias dos hospitais. 
 Mas os pobres não terão acesso a isso. 
 
 1951 - Vargas volta À presidência, eleito pelo voto popular. 
 
 A TV chega ao Brasil, aumentando ainda mais a comunicação. 
 É criado o Ministério da Saúde. 
 O Ministério da Saúde foi criado para fortalecer as ações na saúde pública ( Medicina 
Preventiva. ) 
 Existem várias correntes dentro da saúde pública, uma delas é dos médicos 
especialistas, eles defendem programas verticais do tipo de doentes, como o sanatório 
para tuberculosos, leprosários para os leprosos ( Hanseníase ), hospícios para os 
loucos. Mas Há quem critique esse modelo e a segregação que eles geram, essas 
pessoas apoiam modelos como o centro de saúde e uma medicina voltada para o povo, 
o SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA PARA TODOS. 
 O governo Vargas está em crise e ele acaba cometendo suicídio. 
 
 1956 - Juscelino ( JK ) assume a presidência 
 
 Grande evolução do país. 
 
 Trabalhadores se reúnem contra os valores dos IAPS. 
 
 
 1961 - Jânio quadros ( Vassourinha ) assume à presidência e promete varrer a 
corrupção 
 
 Os IAPS são separados de acordo com os valores, quem ganha mais têm IAPS 
melhores, sendo assim alguns IAPS conseguem construir seus próprios hospitais, 
entretanto algumas empresas não ficam satisfeitas com o atendimento que seu IAPS 
oferece e aí surge a ideia da medicina de grupo, ou seja, empresas que tem a finalidade 
de prestar serviços médicos privados aos empregados das empresas que o contrata. A 
vantagem desse sistema é que ocorre uma maior seleção da mão de obra e 
empregados que faltem menos, diziam que era o futuro da assistência médica, as 
empresas médicas. 
 
 1964 – Castelo Branco ( Militar ) assume o poder – DITADURA 
 
 Grande censura e arroxo salarial, ou seja, todo mundo cada vez mais pobre. 
 A classe operária e a classe média vão para a miséria, o êxodo rural está fazendo a 
população cada vez mais pobres, aumentando o número de doenças, a saúde sendo 
sucateada, programas e serviços importantes sem verbas ( Ex. Saneamento básico ). 
O Governo só da importância para o que pode ser repassado para o privado, a saúde 
pública tem que ser de investimento estatal, logo é negligenciada. 
 O governo vai unificar todo o sistema previdenciário, IAPS e outros órgãos em um 
sistema único que recebe o nome de Instituto Nacional e previdência social ( INPS ), 
esse instituto vai concentrar todas as contribuições previdenciárias do país, incluindo os 
trabalhadores do comércio, operários e serviços, vai gerir todas as aposentadorias e

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.