Apostila Química geral
98 pág.

Apostila Química geral


DisciplinaQuestionamento.15 materiais98 seguidores
Pré-visualização25 páginas
UNIVERSIDADE FEEVALE 
INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Química Geral 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Engenharias - Bacharelado 
Professora Viviane de Lima 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
 
1. TEORIA ATÔMICA E AS LIGAÇÕES QUÍMICAS ......................................................................... 1 
1.1 Átomo ..................................................................................................................................... 1 
1.2. Elemento Químico.................................................................................................................. 4 
1.3. Ligações Químicas................................................................................................................. 4 
1.4 Geometria Molecular ............................................................................................................. 16 
1.5 Polaridade das Ligações ....................................................................................................... 17 
2. FUNÇÕES INORGÂNICAS ........................................................................................................ 28 
2.1 Conceitos Gerais .................................................................................................................. 28 
2.2 Teoria de Arrhenius............................................................................................................... 28 
2.3 Ácidos ................................................................................................................................... 29 
2.4 Bases ou hidróxidos .............................................................................................................. 33 
2.5 Sais ....................................................................................................................................... 36 
2.6 Óxidos................................................................................................................................... 38 
3. REAÇÕES QUÍMICAS ................................................................................................................ 47 
3.1 Conceitos Gerais .................................................................................................................. 47 
3.2 Energia envolvida nas reações químicas .............................................................................. 48 
3.3 Estado físico das substâncias que reagem ........................................................................... 49 
3.4 Classificação das Reações ................................................................................................... 50 
3.5 Balanceamento das Equações Químicas .............................................................................. 53 
4. ELETROQUÍMICA ...................................................................................................................... 60 
4.1 Conceitos .............................................................................................................................. 60 
4.2 Potencial de eletrodo ............................................................................................................ 61 
4.3 Equação de Nernst ............................................................................................................... 64 
4.4 Células galvânicas e eletrolíticas .......................................................................................... 65 
5. ESTEQUIOMETRIA (Cálculos Estequiométricos) ....................................................................... 82 
5.1 Introdução ............................................................................................................................. 82 
5.2 Leis da Estequiometria .......................................................................................................... 82 
5.3 Conceito de mol .................................................................................................................... 83 
5.4 Equação química .................................................................................................................. 84 
5.5 Cálculos Estequiométricos .................................................................................................... 84 
BIBLIOGRAFIA ............................................................................................................................... 96 
 
1 
 
1. TEORIA ATÔMICA E AS LIGAÇÕES QUÍMICAS 
 
1.1 Átomo 
Há muito tempo, as discussões a respeito da natureza da estrutura atômica mexem de 
forma bastante efetiva com a imaginação e a criatividade dos cientistas. Os antigos filósofos foram 
os pioneiros na elaboração de teorias para explicar a natureza do mundo e nossas relações com 
ele. Perguntar de onde viemos, qual a origem da perfeição da natureza, até onde podemos ir e 
como ocorrem as inter-relações universais, foram os questionamentos que impulsionaram o 
pensamento. Tales de Mileto procurava, entre outras coisas, uma resposta à pergunta que havia 
sido feita há muito tempo: de que é constituída a matéria? Para ele, a água era a causa material de 
todas as coisas. Assim o entendimento da natureza estava relacionado a um único princípio: a 
água seria o elemento primordial, a matéria básica para a formação dos demais materiais. 
No século IV Aristóteles desenvolveu uma teoria que foi aceita na sua época. Esta dizia que 
o universo seria formado pela combinação de elementos fundamentais: água, ar, fogo e terra. Tais 
elementos podiam se transformar uns nos outros pelas mudanças de suas propriedades e ao se 
combinarem davam origem aos diversos materiais. 
Leucipo e Demócrito (± 400 a.c.) propuseram uma teoria que se referia à impossibilidade de 
dividir infinitamente a matéria, ou seja, qualquer material poderia ser repartido em partes menores 
até atingir um limite. Ao atingir esse limite, encontraria-se partículas indivisíveis, as quais 
denominaram átomo (a = prefixo de negação, tomo = divisão). Essa teoria ficou conhecida como 
atomismo. 
Somente a partir da segunda metade do século XII, iniciaram-se as discussões sobre a 
natureza do átomo, tal como conhece-se atualmente. Robert Boyle foi o protagonista deste 
processo. O trabalho mais importante de Boyle foi o livro \u201cThe Spring of the Air\u201d (1660) em sua 
segunda edição, que continha a proposta do que hoje é conhecido como Lei de Boyle e que 
estabelecia a relação entre pressão e volume dos gases. Por volta de 1661, Boyle publica o livro 
\u201cSceptical Chemist\u201d, no qual defendeu o atomismo e elaborou o primeiro conceito de elemento com 
base experimental. Esta discussão foi claramente exposta em 1666 sob o título \u201cThe Origins of 
Forms and Qualities\u201d. 
Entre o final do século XVII e o final do século XVIII muito se discutiu sobre a natureza da 
matéria conhecida, no entanto, somente no início do XIX é que ocorreu o início formal do 
desenvolvimento da Teoria Atômica Clássica. Em 1803 o cientista inglês John Dalton, com base 
em inúmeras experiências, conseguiu provar cientificamente a ideia de átomo. Segundo Dalton, 
quando olhamos, por exemplo, para um grão de ferro, devemos imaginá-lo como sendo formado 
por um aglomerado de um número enorme de \u201cátomos\u201d. Os principais postulados da teoria atômica 
de Dalton foram: 
- a matéria é formada por partículas extremamente pequenas denominadas átomos; 
2 
 
- os átomos são esferas maciças, indestrutíveis e imutáveis; 
- átomos que apresentam mesmas propriedades (tamanho, massa e forma) constituem um 
elemento químico; 
- átomos de elementos diferentes possuem propriedades diferentes; 
- os átomos podem