A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
ENTREVISTA  educação especial

Pré-visualização | Página 1 de 1

Entrevista
Professora, na sua concepção o que é uma escola inclusiva?
Escola inclusiva é, aquela que garante a qualidade de ensino educacional a cada um de seus alunos, reconhecendo e respeitando a diversidade e respondendo a cada um de acordo com suas potencialidades e necessidades. Que busca uma educação voltada para a cidadania global, plena, livre de preconceitos e que reconhece e valoriza as diferenças. A inclusão deve garantir a todas as crianças e jovens o acesso à aprendizagem por meio de todas as possibilidades de desenvolvimento que a escolarização oferece.
Na escola onde você atua há integração e inclusão dos alunos nas turmas e nas atividades extraclasse?
Há boa vontade e esforço de todos os professores e gestores, para que ocorra a integração e inclusão dos alunos nas turmas e nas atividades extraclasse garanta o acesso e permanência de alunos e alunas na instituição de ensino sem obstáculos que limitam a aprendizagem e a participação discente no processo educativo. 
Quais os principais obstáculos enfrentados pelos professores para trabalhar a inclusão?
São inúmeras dificuldades encontradas no processo de inclusão escolar, como o número elevado de alunos nas classes comuns e a falta de acessibilidade em algumas escolas, também a escassez de recursos e de tecnologias assistivas; pouca oferta de profissionais de apoio, formas de avaliação, currículo adaptado entre outras coisas.
Como deve ser o currículo da escola inclusiva?
Segundo as teorias educacionais o currículo é a ferramenta primordial para a organização didática do processo ensino e aprendizagem, o qual deve ser construído a partir da seleção do conhecimento e reinterpretação das práticas vivenciadas em dinâmicas sociais, políticas, culturais, intelectuais e pedagógicas. O conceito de currículo escolar está em permanente construção por isso para que ocorra inclusão o mesmo deve ser flexível e adaptado junto com toda equipe escolar.
Qual a importância da formação do professor para trabalhar com inclusão?
Para atuar cotidianamente em sala de aula, requer-se do professor a capacitação para mediar as relações, mobilizar os conceitos e organizar os conteúdos estrategicamente, para que estes alunos se apropriem de determinados conhecimentos sistematizados e disponibilizados pela escola. Para que um professor seja especialista no atendimento da diversidade presente na sala de aula, faz-se necessário um diálogo constante entre a teoria e a prática pedagógica num exercício constante de aprender a aprender daí a importância de uma formação continuada.