A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
164 pág.
BENEFICIAMENTO, PROCESSAMENTO E CONTROLE DO PESCADO-TÉCNICO EM PESCA

Pré-visualização | Página 28 de 28

da família Ômega-3, mostraram-se efi-
cazes na prevenção de doenças coronarianas e apresentaram bons resul-
tados no tratamento de pessoas com distúrbios depressivos e psíquicos.
3. O ser humano produz os ácidos graxos poliinsaturados (PUFAS), não ne-
cessitando ingeri-los em sua alimentação.
a) VVV
b) VFF
c) VVF
d) FVV
e) FFV
44. Para que os produtos enlatados possam ser conservados satisfatoriamen-
te, as seguintes condições devem ser consideradas: Considere as alterna-
tivas falsas (F) e verdadeiras (V) e marque a sequência encontrada:
1. O conteúdo das latas deve ser isento de bactérias e enzimas ativas.
2. As paredes da lata devem ser resistentes ao ataque de qualquer subs-
tância de conteúdo, como também a superfície exterior deve resistir à 
corrosão sob condições razoáveis de armazenamento.
3. A lata deve ser hermeticamente fechada para evitar a entrada de ar, água 
e contaminantes.
a) FFF
b) FVV
c) VFF
d) VVF
e) VVV
e-Tec Brasil159Atividades autoinstrutivas 
45. Na nutrição humana, o peixe constitui fonte de proteínas de alto valor 
biológico, com um balanceamento de aminoácidos essenciais, compará-
vel à proteína padrão da FAO, sendo rico em..... Marque a alternativa que 
completa a frase:
a) Metionina
b) Treonina
c) Valina
d) Lisina
e) Histidina
46. Numere a coluna da direita com base na informação da coluna da es-
querda, com relação a análise sensorial do peixe fresco e avariado
1. Cheiro no peixe fresco
2. Anus peixe avariado
3. Anus peixe fresco
( ) Aberto e quase sempre proeminen-
te
( ) Hermeticamente fechado
( ) Leve e agradável. Cheiro de capim 
aquático ou às vezes de barro para 
peixe de água doce.
Assinale a sequência encontrada, de cima para baixo.
a) 1, 2, 3
b) 2, 3, 1
c) 3, 1, 2
d) 2, 1, 3 
e) 3, 2, 1 
47. No processamento do presunto tipo de pescado, o “tumbler” exerce a 
função de: 
a) Trituração da carne.
b) Massageamento.
Beneficiamento, Processamento e Controle de Qualidade do Pescadoe-Tec Brasil 160
c) Mistura dos ingredientes.
d) Retirar o excesso de sal do produto.
e) Todas as alternativas estão corretas.
48. A pastorização dos patês tem como função:
a) Secar o produto
b) Garantir a qualidade microbiológica
c) Emulsionar os ingredientes
d) Aderir o produto a embalagem
e) Todas as alternativas
49. Sobre o processo de defumação do pescado, assinale a alternativa correta:
a) Nem todo o tipo de pescado pode ser submetido ao processo de defu-
mação.
b) A fumaça tem ação conservante, bacteriostática, bactericida e aromati-
zante devido a seus inúmeros compostos.
c) As madeiras resinosas são as mais indicadas para serem utilizadas como 
material comburente.
d) Existem defumadores industriais e artesanais que podem ser utilizados.
e) As afirmações B e D estão corretas.
50. Sobre os manipuladores de alimentos, assinale a alternativa incorreta:
a) Não falar sobre o pescado, utilizar máscaras.
b) Não pegar em dinheiro enquanto manipula o pescado.
c) Lavar as mãos, após chegar ao trabalho, após tocar materiais contami-
nados, após o uso dos sanitários, após qualquer interrupção do serviço.
d) Não tossir, espirrar, coçar o corpo ou cabelo no manuseio do pescado.
e) Os manipuladores podem utilizar adornos (brincos, alianças, anéis) desde 
que estes sejam desinfetados.
e-Tec Brasil161Atividades autoinstrutivas 
e-Tec Brasil163
Currículo do professor autor
Marcelo Giordani Minozzo
Graduado em Engenharia de Pesca pela Universidade Estadual do Oeste do 
Paraná – UNIOESTE no ano de 2002, concluiu mestrado em Tecnologia de 
Alimentos pela Universidade Federal do Paraná – UFPR no ano de 2005, fina-
lizou o doutorado em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do 
Paraná – UFPR no ano de 2010, onde desenvolveu patês de tilápia, armado 
e flaminguinha, como uma alternativa para o incremento das indústrias pes-
queiras. Autor de capítulos do livro “Industrialização de tilápias”, capítulos 
estes referentes a parte de tecnologia do pescado, como produção de suri-
mi, defumação, salga, filés, embutidos tipo linguiça e patês, e referentes a 
microbiologia do pescado.