folder hipotireoidismo
2 pág.

folder hipotireoidismo


DisciplinaFisiologia I22.673 materiais188.977 seguidores
Pré-visualização1 página
FISIOPATOLOGIA DO 
HIPOTIREOIDISMO 
Docente: Dra. Leuda Leal 
Discentes: 
Ademar Felipe de C. Mota e Sá 
Ana Clara Farias Barboza 
Eduardo André F. Luciano 
Juliana Maria Farias Barboza 
Medicina T27 II 
MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS 
DA DOENÇA 
As manifestações clínicas do hipotireoidismo 
estão diretamente ou indiretamente ligados às 
funções dos hormônios T3 e T4 liberados pela 
tireoide. O principais sinais e sintomas são: 
Bradicardia - ocorre por causa que os 
hormônios da tireoide influência na frequência 
e na contração do músculo cardíaco. 
 
 
 
 
 
 
Intolerância ao frio - ocorre em decorrência 
da diminuição do metabolismo corporal e do 
consumo de O2. 
 
 
Figura: representação do 
coração. 
Figura: representação de 
duas crianças com 
mesma idade, porém uma 
delas está com problema 
na liberação de T3 e T4. 
Figura: representação 
de um termômetro à 
temperatura baixa. 
Crianças com menor estatura - ocorre por 
causa da falta de hormônio T3 e T4 liberados 
pela tireoide que auxiliam no crescimento do 
Indivíduo. 
 
Unhas e cabelos fracos - acontece por causa 
da diminuição da síntese proteica, 
diminuindo a produção de queratina. 
Figura: representação de unhas fracas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DEFINIÇÃO 
O hipotireoidismo caracteriza-se por 
uma doença causada pela deficiência 
da glândula tireoide, a qual é 
responsável por regular funções de 
diversos órgãos vitais. Essa patologia 
acontece pela diminuição da produção 
dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 
(tiroxina), sendo mais comum em 
mulheres. 
Figura: representação da tireoide. 
CAUSAS 
- Deficiência de iodo 
- Falência hipotalâmica ou 
hipofisária 
- Destruição autoimune da tireoide 
(tireoidite de Hashimoto) 
- Disgenesias da tiroide 
FISIOLOGIA 
A tireoide é umas das maiores glândulas do 
corpo, localizada abaixo da cartilagem 
tireoide, na parte anterior do pescoço e com o 
formato de borboleta. 
Essa glândula auxilia o bom funcionamento de 
vários órgãos vitais como o coração, cérebro 
e fígado. Além disso, a tireoide influência em 
outros fatores como crescimento de crianças 
e adolescentes, ciclos menstruais, fertilidade, 
memória, peso, humor, dentre outros 
importantes fatores. Tudo isso é mediado pela 
liberação dos hormônios T3 (triiodotironina) e 
T4 (tiroxina), que atuam em todo o organismo. 
Figura: representação do eixo 
hipotálamo \u2013 hipófise \u2013 tireoide. 
FISIOPATOLOGIA 
O hipotireoidismo é o resultado de uma 
diminuição dos hormônios tireoidianos T3 e 
T4, liberados pela tireoide, podendo ser 
causado por fatores endógenos 
(autoimunidade) e exógenos (déficit de iodo). 
Diante disso, todo o eixo hormonal e suas 
respectivas funções serão alteradas 
negativamente, de forma que diversas 
funções vitais podem ser acometidas como os 
batimentos cardíacos e algumas alterações 
no Sistema Nervoso. 
Figura: representação do ganho 
de peso devido ao hipotireoidismo.