A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
SIMULADO MATERNO INFANTIL 2017

Pré-visualização | Página 10 de 12

de proteínas nos tecidos fetais, na lactogênese e lipólise, no entanto, aumenta a
sensibilidade materna à insulina. III A progesterona, por sua vez, atua aumentando o depósito de gordura
corporal, mamas e ductos mamários e diminuindo o tônus do TGI. Essa ação de hipotonia pode ocasionar
obstipação intestinal e ser agravada em casos de uma alimentação desequilibrada. IV Durante a gestação há
um aumento da taxa metabólica basal (TMB), isso ocorre principalmente pela maior demanda de oxigênio e
produção de hormônios. V O volume plasmático também aumenta, porém, a quantidade de eritrócitos pode
permanecer sem alterações. Essa inadequação pode ser considerada uma anemia ferropriva, ou seja, comum
na gestação. VI Em relação a função renal, podemos dizer que há uma menor capacidade reabsortiva pelos
túbulos renais. E com isso a formação de um volume urinário reduzido. ESTÃO INCORRETAS:
I, III e V
Nenhuma
III e IV
  II, V, VI
II, III e IV
 
  5a Questão (Ref.: 201501999457) Pontos: 0,1  / 0,1
O crescimento fetal ocorre de maneira diferente ao longo das 40 semanas gestacionais. Logo, a influência da
nutrição também será distinta ao longo das fases. Sobre esse assunto, leia e responda abaixo: I. O processo de
blastogênese (período de implantação) a vitamina folato e a B12 tornam­se extremamente importantes pela
necessidade na formação de ácidos nucléicos, divisão e crescimento celular. II. Na fase embrionária ou
organogênese (perídoo da 2ª semana ao 60º dia) caso aconteça deficiências de nutrientes, principalmente dos
micronutrientes, podem acontecer anomalias congênitas. Como exemplo, a deficiência por piridoxina pode
ocasionar falaha no desenvolvimento neuromotor da criança. III. Ainda na fase embrionária, a deficiência por
riboflavina e vitamina A podem ocasionar em distúrbios na formação esquelética e diferenciaçõa celular,
respectivamente. IV. Na última fase, conhecida como o período fetal, acontece no último trimestre gestacional e
é caracterizado por rápido ganho de peso fetal. V. Na literatura são discutidos alguns fatores que interferem
negativamente no resultado da gestação e desenvolvimento do feto, entre eles: baixa estatura, idade superior
aos 35 anos, adolescência, ganho de peso insuficiente ou excessivo. Estão corretas:
  todas
I e II
I e IV
III e V
todas, exceto V
 
 
 
 NUTRIÇÃO MATERNO INFANTIL 
 
 1a Questão (Ref.: 201001655487) Pontos: 0,1 / 0,1 
Os efeitos da progesterona e do estrogênio sobre o metabolismo de nutrientes na gravidez são 
respectivamente: 
 
 
Redução das proteínas séricas e interferência no metabolismo do ácido ascórbico 
 
Diminuição da excreção renal de sódio e aumento das proteínas séricas 
 Aumento da excreção renal de sódio e das propriedades hidroscópicas do tecido conjuntivo 
 
Indução da deposição materna de gordura e redução da motilidade gástrica 
 
Redução da motilidade gástrica e indução da deposição materna de gordura 
 
 
 
 2a Questão (Ref.: 201001791867) Pontos: 0,1 / 0,1 
(PMSP/2012-adaptada) Sabendo-se que hipovitaminose A é um problema de saúde pública em várias 
localidades, é correto afirmar: 
 
 
A vitamina A é importante para a visão e prevenção de infecções respiratórias, no entanto, não auxilia no 
crescimento e desenvolvimento infantil. 
 A suplementação de vitamina A faz parte de uma estratégia do SUS direcionada para menores de 5 anos. 
 
A única recomendação estratégica no combate à hipovitaminose A segundo a Organização Mundial da 
Saúde é a fortificação de alimentos. 
 
O excesso de vitamina A, ou seja, a hipervitaminose A é uma conduta estabelecida pelo sistema de 
saúde. 
 
Os principais grupos de risco para hipovitaminose A são adultos e idosos. 
 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201001619081) Pontos: 0,1 / 0,1 
A adequação do ganho de peso é relatada na literatura como um fator de extrema importância na gestação, pois 
está diretamente relacionada ao estado nutricional materno e, consequentemente, é um dos fatores preditores 
do crescimento e do desenvolvimento do concepto e do estado nutricional da criança após o nascimento .A 
recomendação de ganho ponderal para adolescente grávida com estado nutricional pré-gestacional adequado 
está na faixa de: 
 
 11,5 A 16 Kg 
 
9 A 11 Kg 
 
12,5 A 18 Kg 
 
13 A 17,5 Kg 
 
7 A 10,5 Kg 
 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201001727664) Pontos: 0,1 / 0,1 
A gravidez normal é acompanhada por alterações fisiológicas, anatômicas e psicológicas que afetam todas as 
funções orgânicas da gestante. O entendimento desses ajustes é indispensável para o nutricionista subsidiar a 
assistência nutricional no pré-natal. Considerando esse contexto analise as afirmativas abaixo: I ¿ As 
transformações ocorrem para regular o metabolismo materno, garantir o crescimento fetal e assegurar o 
processo de lactação; II ¿ A transferência de nutrientes e outras substâncias da mãe para o feto ocorrerá pela 
placenta, apenas pelo mecanismo de absorção passiva; III ¿ Progesterona, estrogênio e tireoxina são hormônios 
produzidos pela placenta; IV ¿ A gestante desenvolve hiperfagia no primeiro e segundo trimestres, devido ao 
intenso anabolismo; V - O feto requer glicose para seu crescimento, mesmo em situações de jejum materno. 
 
 
e) Apenas a alternativa III é verdadeira; 
 
c) Apenas as alternativas III e V são verdadeiras; 
 
b) Apenas a alternativa I é verdadeira; 
 d) Apenas as alternativas I, IV e V são verdadeiras; 
 
a) Apenas as alternativas II, III e IV são verdadeiras; 
 
 
 
 5a Questão (Ref.: 201001619110) Pontos: 0,1 / 0,1 
O APORTE ENERGETICO DA GESTANTE EM BOM ESTADO NUTRICIONAL NO SEGUNDO TRIMESTRE DEVE 
AUMENTAR, SEGUNDO A FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITE NATIONS (FAO), 2001, EM 
CERCA DE: 
 
 
275 Kg/dia 
 
123 Kg/dia 
 300 Kg/dia 
 
345 Kg/dia 
 
475 Kg/dia 
 NUTRIÇÃO MATERNO INFANTIL 
 
 1a Questão (Ref.: 201001619081) Pontos: 0,1 / 0,1 
A adequação do ganho de peso é relatada na literatura como um fator de extrema importância na gestação, pois 
está diretamente relacionada ao estado nutricional materno e, consequentemente, é um dos fatores preditores 
do crescimento e do desenvolvimento do concepto e do estado nutricional da criança após o nascimento .A 
recomendação de ganho ponderal para adolescente grávida com estado nutricional pré-gestacional adequado 
está na faixa de: 
 
 
7 A 10,5 Kg 
 
9 A 11 Kg 
 
12,5 A 18 Kg 
 11,5 A 16 Kg 
 
13 A 17,5 Kg 
 
 
 
 2a Questão (Ref.: 201001296391) Pontos: 0,1 / 0,1 
Qual o primeiro hormônio inicialmente detectado no sangue para diagnóstico na gestação? Apresente dois 
sintomas clínicos sugestivos de gestação. 
 
 
HCG. Desmaios e Diarreia. 
 HCG. Náuseas e Enjoos. 
 
Progesterona. Tontura e Mamas congestas. 
 
Estrógeno. Tontura e Sonolência. 
 
Progesterona. Náuseas e Vômitos. 
 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201001655460) Pontos: 0,1 / 0,1 
A avaliação nutricional durante o período pré-natal tem como objetivo identificar, o mais precocemente possível, 
gestantes com: 
 
 
Diagnóstico de patologias fetais 
 Déficit nutricional ou sobrepeso 
 
Bom aporte vitamínico 
 
Pequenos distúrbios habituais 
 
Bom estado nutricional 
 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201001156166) Pontos: 0,1 / 0,1 
Durante o período gestacional, a avaliação antropométrica materna deve ocorrer em todas as consultas da 
Assistência Pré Natal. Para que as gestantes com estado nutricional inicial considerado de baixo peso, 
adequado e obesidade tenham melhores prognósticos obstétricos, recomenda-se segundo os Comitês do 
IOM, MS e OMS ganho de peso respectivamente de : 
 
 11,5 a 16kg, 7 a 11,5kg e até 6 kg 
 11,5 a 16kg, 7 a 11,5kg e até 7 kg 
 12,5 a 18kg, 7 a 11,5kg e até 7

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.