AULA 13 - Leucemia Mielóide Aguda e Crônica (1)
66 pág.

AULA 13 - Leucemia Mielóide Aguda e Crônica (1)


DisciplinaHematologia5.362 materiais30.991 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Faculdade Presidente Antônio Carlos 
Unidade Ubá 
Departamento Farmácia 
 
Leucemia Mielóide Aguda e 
Crônica 
 
 
 
Prof. Jayme R. Júnior 
Sumário 
\uf097 Introdução 
 
\uf097 Leucemia Mielóide Aguda (LMA) 
 
\uf097 Leucemia Mielóide Crônica (LMC) 
 
\uf097 Doação de Medula Óssea 
 
\uf097 Referências 
\uf097 O que é leucemia? 
\u201cleukos\u201d 
\u201caima\u201d 
branco 
sangue 
\u201c Doença maligna dos glóbulos brancos\u201d 
(INCA, 2010) 
Introdução 
\uf097 Principal característica: 
 
- Acúmulo de células anormais na medula óssea 
Introdução 
\uf097 Produção de Células Sanguíneas: 
Introdução 
Introdução 
\u2022 Hematopoiese: 
\uf097 Células típicas do sangue periférico: 
Introdução 
\uf097 Células encontradas nas LA e nas LC: 
Introdução 
\uf097 Diferenças entre LA e LC: 
 
- LA: caracterizada pela proliferação exagerada e 
descontrolada de células indiferenciadas, 
chamadas \u201cblastos\u201d 
 
- LC: caracterizada pela proliferação exagerada e 
descontrolada de células mais diferenciadas 
Introdução 
\u2022 Introdução 
 
- Grupo de doenças: 
- Características clínicas comuns semelhantes 
- Distintas: 
- Morfologicamente e nas reações citoquímicas 
- Na citogenética 
- Na imunofenotipagem 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Incidência: 
 
- 90% dos casos de leucemia aguda no adulto; 
 
- Idade média do diagnóstico de 63 anos. 
 
\uf097 Etiologia: 
 
- Idiopática 
 
- Exposição ao benzeno, irradiações ionizantes e 
exposição à quimioterapia 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Manifestações clínicas 
 
- Cansaço e dispnéia 
- Palidez 
- Sinais de sangramento 
- Sangramento nas mucosas, nariz e outros 
- Febre 
- Infecções 
- Dores ósseas 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Achados laboratoriais 
 
- Anemia 
 
- Trombocitopenia 
 
- Leucopenia, leucocitose ou contagem normal 
 
- Bastonetes de Auer 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Bastonetes de Auer: 
Leucemia Mielóide Aguda 
\uf097 Patogenia: 
 
- Crescimento descontrolado e exagerado de 
blastos de característica mielóide 
 
- Mutações envolvendo protoncogenes 
 
- Mutações envolvendo genes supressores 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Classificação Franco Americana Britânica (FAB): 
 
- M0 a M7 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\u2022 Caracterização: 
 
- Citoquímica: 
- Mieloperoxidase, sudan black, esterases 
- Citogenética: 
- Translocação, deleção, trissomia 
- Imunofenotipagem: 
- Antígeno de Diferenciação Celular - CD, HLA-DR 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M0 
 
- Características 
- \u2191 30% de blastos tipo I 
- Citoquímica 
- MPO e SB negativos 
- Citogenética 
- Deleção de cromossomas 5 e 7 
- Trissomias do 8 e 13 são comuns 
- Imunofenotipagem 
- + para CD13, 33, 34, 117 e HLA-DR 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M1 
- Características: 
- 10% a 20% dos casos 
- Mais comum em adultos 
- Mais de 30% de blastos tipo I e II 
- 15% de promielócitos e mielócitos 
- Citoquímica: 
- MPO e SB positivas em \u22655% dos blastos 
- Citogenética: 
- Sem alteração específica 
- Imunofenotipagem: 
- + para CD13, 33 e 14 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M2 
- Características: 
- 5% a 12% dos casos 
- Mais comum em jovens 
- Menos de 20% de blastos tipo I e II 
- Bastonestes de Auer visíveis 
- promielócitos, mielócitos e neutrófilos 
- 30% a 60% 
- Citoquímica: 
- MPO e SB positivos 
- Citogenética: 
- t(8:21) (q22;q22) 
- Imunofenotipagem: 
- + para CD56, 34, 19 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M3 
- Características: 
- 5% a 10% dos casos 
- 30% a 90% de promielócitos 
- Morfológicas: 
- Citoplasma com \u2191 granulações azurófilas 
- \u2191 bastonetes de Auer 
- Citoquímica: 
- MPO e SB positivos 
- Citogenética: 
- t(15;17) em 100% 
- Imunofenotipagem: 
- + para CD9, 13 e 33; ausência para HLA-DR 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M4 
- Características: 
- Variedade eosinofílica 
- Blastos mielóides e monocitóides 
- \u2191 30% de mieloblastos e monoblastos 
- \u2191 20% de monoblastos e monócitos 
- \u2193 granulação dos promonócitos 
- Podem apresentar bastonetes de Auer 
- Citoquímica: 
- + MPO e esterases. 
- Citogenética: 
- Envolvem o cromossoma 3. 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M5 
- Características: 
- 2% a 10% dos casos 
- Duas variantes: M5a e M5b 
- Infiltrados extracelulares 
- Citogenética: 
- t(4;11), t(9;11) e t(11;19) 
- Imunofenotipagem: 
- + para CD14 e 4; - para CD2 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M5a 
- \u2193 grau de maturação 
- Predomínio de monoblastos 
 
\u2022 M5b 
- \u2191 grau de maturação 
- Predomínio de promonócitos (medula) e 
monócitos (sangue) 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M6 
- Características: 
- 5% dos casos, geralmente em \u2191 50 anos 
- Anemia e trombocitopenia 
- M6a: 
-Eritróide/mielóide 
-\u2191 de 50% de precursores eritróides da 
população nucleada 
-\u2191 de 20% de mieloblastos da população 
não eritróide 
- M6b: 
- Eritróide pura 
- \u2191 de 80% de precursores eritróides 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 M7 
- Características: 
- 5% a 10% de todos os casos 
- Geralmente apresenta citopenia 
- Citogenética: 
- Alterações não específicas 
- Geralmente envolvem cromossoma 8 e 21 
- Imunofenotipagem: 
- + para CD41, 42, 61 e fator von Willebrand 
- - para CD34 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
\uf097 Revisão da classificação da OMS 
 
- LMA com alterações citogenéticas recorrentes 
- LMA com displasias em várias linhagens 
- LMA relacionada com quimioterapia 
- LMA não inclusa nas outras categorias, usar 
critérios FAB 
Leucemia 
Mielóide Aguda 
Leucemia Mielóide Crônica 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Patogenia: 
 
- Marcador Cromossomal Ph1: 
\uf097 Patogenia: 
 
- Substituição de células sanguíneas funcionais 
por células anormais de origem mielóide 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Incidência: 
 
- Preferencialmente em adultos (25-60 anos) 
 
- Predominância na 4ª e 5ª década de vida 
 
- Ambos os sexos 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Etiologia: 
 
- Fatores genéticos 
 
- Exposição à radiação ionizante 
 
- Idiopática 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Sintomatologia: 
 
- Fraqueza 
 
- Anemia 
 
- Esplenomegalia progressiva 
 
- Leucocitose 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Evolução: 
Fase 
Crônica 
Fase 
Acelerada 
Fase 
Blástica 
Leucemia Mielóide 
Crônica 
\uf097 Fase Crônica: 
 
- Dura vários anos 
 
- Aumento de precursores mielóides e células 
maduras na medula óssea, sangue periférico e 
células extra-medulares 
\uf097 Fase Crônica - Sinais Clínicos: 
 
- Esplenomegalia ou Hepatomegalia 
- Letargia 
- Anemia 
- Sudorese 
- Perda de peso 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
Leucemia Mielóide 
Crônica 
\uf097 Fase acelerada: 
 
- Dura 4 a 6 meses 
 
- Agravamento da doença 
imaturas em relação às - Aumento das células 
células diferenciadas 
\uf097 Fase acelerada \u2013 Sinais Clínicos: 
 
- Esplenomegalia progressiva 
- Refratariedade ao tratamento 
- Leucocitose e trombocitose progressiva 
- Anemia 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Fase blástica: 
 
- Dura poucos meses 
expansão das células blásticas - Rápida 
mielóides 
- Presença de sarcoma granulocítico 
\uf097 Fase Blástica \u2013 Sinais Clínicos: 
 
- Intensificação da anemia 
 
- Quadro hemorrágico 
 
- Febre 
Leucemia 
Mielóide Crônica 
\uf097 Diagnóstico: 
Leucemia 
Mielóide Crônica