A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
clima organizacional

Pré-visualização | Página 1 de 4

1 
 
CLIMA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COMPARATIVO APLICADO 
EM UMA EMPRESA DO SETOR MADEIREIRO 
 
Rodrigo Afonso Candéo – Faculdade SECAL – rodrigocandeo@bol.com.br 
Paulo Henrique Fernandes de Godoy – Faculdade SECAL - paulohenriquef1984@gmail.com 
Rubia Santi – Faculdade SECAL – rubiasanti@secal.edu.br 
 
Resumo: O Clima Organizacional representa a satisfação dos sujeitos envolvidos no processo de trabalho, o qual 
além de influenciar na produtividade e ser considerado um diferencial decisivo para a atratividade e retenção de 
talentos, pode interferir diretamente no sucesso ou insucesso da organização. O presente estudo buscou mensurar 
o clima organizacional do departamento de produção de uma empresa multinacional do setor madeireiro, situada 
na cidade de Ponta Grossa – PR, bem como realizar uma análise comparativa com o resultado obtido na pesquisa 
anterior, considerando as mesmas condições de avaliação para os dois estudos. A pesquisa foi conduzida através 
da aplicação de um questionário de clima organizacional, onde após tabulação dos dados e fechamento das médias 
finais os resultados foram expressos de forma gráfica para a comparação. O resultado demonstrou um índice de 
satisfação superior ao encontrado na pesquisa anterior e evidenciou que sete das dez categorias pesquisadas 
apresentaram evoluções significativas nos seus números, o que comprova que as ações de melhoria adotadas pela 
empresa nos últimos quatro anos foram eficazes. 
 
Palavras-chave: Clima Organizacional. Produtividade. Retenção de Talentos. 
 
ORGANIZATIONAL CLIMATE: A COMPARATIVE STUDY APPLIED IN A 
WOOD SECTOR COMPANY 
 
Abstract: The organizational climate represents the satisfaction of the subjects involved in the labor process, 
which besides influencing productivity and be considered a decisive advantage for attraction and talent retention, 
may directly affect the success or failure of the organization. The current study sought to measure the 
organizational climate of the production department of a multinational company in the wood sector, in Ponta 
Grossa - PR as well as perform a comparative analysis with the results obtained in the previous survey, considering 
the same assessment conditions for both studies. The research was conducted by applying an organizational climate 
questionnaire, and after tabulation and closing of the final average results were expressed graphically for 
comparison. The results showed an satisfaction rating higher than the previous survey and showed that 7/10 
categories surveyed had their numbers improved significantly, which proves that the improvement actions taken 
by the company in the last four years have been effective. 
 
Key-words: Organizational Climate. Productivity. Talent Retention. 
 
1 INTRODUÇÃO 
A gestão de pessoas surge de um complexo contexto, visto que se trata das pessoas e das 
organizações e, portanto, abrange o campo comportamental, psicológico, motivacional, pessoal, 
cultural, entre as demais subjetividades que são inerentes ao ser humano. Identifica-se uma 
necessidade nas organizações de administrar e gerir levando em consideração tais 
subjetividades, pois a empresa é um micro campo de relações sociais entre equipes e os 
resultados do trabalho em equipe sofrem interferências das relações entre as pessoas. 
O Clima organizacional é um conjunto de características presentes no ambiente de 
trabalho que é perceptível de forma direta ou indireta pelas pessoas que atuam nesse ambiente. 
Tais características são passíveis de mensuração e influenciam na motivação de um modo geral. 
“Para maximizar o desempenho e a satisfação dos funcionários, deve-se levar em consideração 
as diferenças individuais, como experiência, personalidade e tarefa” (ROBBINS, 2005, p.367). 
2 
 
Ainda segundo Robbins (2005), algumas das propriedades que influenciam no ambiente 
organizacional são: Perfil de liderança, comunicação, qualidade de vida no trabalho, 
remuneração e benefícios. 
A Pesquisa de "Clima Organizacional” é uma das ferramentas de gestão mais comumente 
utilizada em grandes empresas que, por seu tamanho, não permitem à direção detectar 
distorções setoriais e departamentais que possam estar afetando seu desempenho 
organizacional. 
O foco deste estudo foi a gestão de pessoas, pela consciência de que as necessidades das 
pessoas no trabalho sofrem influência do grupo em que estão inseridas, do ambiente de trabalho, 
da forma como se utilizam da estrutura organizacional o que, por sua vez, têm reflexos diretos 
na motivação e no desempenho das atividades desenvolvidas pelos colaboradores. 
Foi demonstrado neste estudo como se encontra o clima organizacional do departamento 
de produção de uma empresa do setor madeireiro na cidade de Ponta Grossa – PR, resultado 
obtido através da aplicação de uma pesquisa de clima organizacional. Este resultado foi 
comparado com o resultado obtido na pesquisa de clima anterior, realizada em 2011, onde na 
época, o departamento de produção apresentava um índice de rotatividade acumulado (turn 
over) superior à 50% após ter vivenciado um processo de joint venture que durou três anos. O 
resultado anterior mostrou-se relativamente favorável, com 64,46% de aprovação, mas com 
alguns pontos de melhorias que foram trabalhados durante os últimos anos. Sendo assim, a 
problemática do presente artigo é: A pesquisa de clima organizacional, se bem realizada, orienta 
de forma eficaz para ações de melhoria? 
Diante do exposto, o objetivo geral do presente trabalho é: Identificar se as ações tomadas 
pela direção da empresa, as quais foram levantadas através de resultado da pesquisa de clima 
anterior, foram eficazes ou positivas para a melhoria do clima organizacional do setor 
pesquisado. 
 
2 REVISÃO DA LITERATURA 
 
2.1 Gestão de Pessoas 
 
A Gestão de pessoas tem se mostrado a cada dia como uma ferramenta imprescindível 
para se gerar resultado dentro das organizações. As grandes empresas inovam todos os dias, 
desenvolvendo novas tecnologias, formas mais fáceis e rápidas de se produzir um bem ou 
serviço, mas o grande agente transformador e gerador de mudanças é o homem. Neste sentido 
para que as mudanças ocorram de forma positiva dentro das organizações, as pessoas devem se 
sentir motivadas e recompensadas. Bons resultados somente surgem se as pessoas ao executar 
determinada tarefa puderem perceber um propósito para aquilo que estão realizando, pois 
somente assim a tarefa será executada com eficácia e qualidade. 
Segundo Chiavenato (2010), a existência do ser e seu trabalho é praticamente 
indissociável, e, portanto para uma pessoa ser considerada bem sucedida, esta necessita 
obrigatoriamente crescer dentro de uma organização. Obviamente nesta relação são geradas 
expectativas para ambas as partes onde cada qual dentro desse processo possui seus anseios de 
forma horizontal, com o objetivo de crescer e/ou se manter no mercado. A este respeito, o 
mesmo autor exemplifica os principais objetivos das organizações, bem como, dos indivíduos 
que exercem funções na dinâmica empresarial através do Quadro 1 a seguir. Para a gestão de 
pessoas é necessário rotinas que busquem suprir às aspirações de ambas as partes. 
 
 
3 
 
Objetivos Organizacionais Objetivos Individuais 
Sobrevivência Melhores salários 
Crescimento Sustentado Melhores benefícios 
Lucratividade Estabilidade no emprego 
Produtividade Segurança no trabalho 
Qualidade nos produtos/serviços Qualidade de vida no trabalho 
Redução de Custos Satisfação no trabalho 
Participação no mercado Consideração e respeito 
Novos mercados Oportunidade de crescimento 
Novos clientes Liberdade para trabalhar 
Competitividade Liderança liberal 
Imagem no mercado

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.