MODELO PROCURAÇÃO
2 pág.

MODELO PROCURAÇÃO


DisciplinaDireito Civil I68.437 materiais760.335 seguidores
Pré-visualização1 página
Especialista: Carlos Eduardo Ferreira de Souza 
Disciplina: Direito Civil 
souza.carlosadv 
 
PROCURAÇÃO 
 
Olá, pessoal! Meu nome é Carlos e eu sou especialista em Direito Civil do Passei Direto. 
 
O que busco com os modelos que postarei é ajudar no que puder com a prática da advocacia, 
sobretudo na área em que atuo: direito do consumidor e direito de família. 
 
Trarei modelos mais simples até outros mais complexos, indo de desarquivamento e juntada, 
passando por petições intercorrentes, até petições iniciais, recursos e peças de execução. 
 
Quando comecei a atuar, percebi que nem sempre a faculdade nos prepara para o dia-a-dia da 
faculdade e isso é normal, seja pelo enfoque acadêmico, seja pela pluralidade de objetivos que existem 
entre os alunos ou pelo pouco tempo que se tem para oferecer grande quantidade de matérias. 
 
Vamos verificar os modelos e a utilização. 
 
JUSTIFICATIVA 
 
Sabemos que a OAB sempre nos ensina que \u201cSem advogado e sem advogada não há justiça\u201d. 
Devemos saber, então, que sem procuração não há advogado ou advogada com poderes para atuar no 
processo. 
Brincadeiras à parte, a procuração é documento fundamental para que o advogado possa 
representar seu cliente e, por meio dos poderes concedidos, defender o melhor interesse em juízo e 
fora dele. 
Assim, se você é advogado ou caminha para isso, saiba que TODO processo em que for atuar 
deve conter procuração assinada por seu cliente. 
 
INSTRUÇÕES 
 
Deve conter o título \u201cProcuração\u201d, os dados do outorgante (mesmos da petição inicial: art. 
319, II do CPC), os dados do outorgado (advogado / advogada), descrição dos poderes, data e 
assinatura. 
 
Especialista: Carlos Eduardo Ferreira de Souza 
Disciplina: Direito Civil 
souza.carlosadv 
 
Gostaríamos de destacar que é importante que à cláusula ad judicia se acrescente poderes 
especiais, para atender melhor aos interesses do patrocinado. 
 
Vejamos o art. 105, do CPC: \u201cA procuração geral para o foro, outorgada por instrumento 
público ou particular assinado pela parte, habilita o advogado a praticar todos os atos do processo, 
exceto receber citação, confessar, reconhecer a procedência do pedido, transigir, desistir, renunciar 
ao direito sobre o qual se funda a ação, receber, dar quitação, firmar compromisso e assinar declaração 
de hipossuficiência econômica, que devem constar de cláusula específica\u201d. 
 
Assim, costumo sempre acrescentar a cláusula específica. Ademais, a procuração independe 
de reconhecimento de firma. Verifiquemos: 
MODELO 
 
PROCURAÇÃO 
 
OUTORGANTE: Beltrano da Silva, nacionalidade, estado civil, profissão, portador do documento 
de identidade nº XX, inscrito no CPF sob nº XX, residente e domiciliado em XX, e-mail:, telefone 
XX. 
 
OUTORGADO: Fulano Pereira, advogado, inscrito na OAB/RJ 000.000, com escritório 
profissional em XX. 
 
Pelo instrumento de mandato que ora subscreve, outorga os poderes estabelecidos no art. 105, 
do CPC, com cláusula ad judicia, que permite praticar todos os atos no processo, em defesa dos 
interesses jurídicos e dos direitos do outorgante. Ainda, acrescenta cláusula específica, et extra, para 
conferir ao outorgado poderes para receber citação, confessar, reconhecer a procedência do pedido, 
transigir, desistir, renunciar ao direito sobre o qual se funda a ação, receber, dar quitação, firmar 
compromisso e assinar declaração de hipossuficiência econômica, podendo atuar em qualquer 
instância e esfera, bem como na seara judicial ou administrativa, em juízo ou fora dele. 
 
RIO DE JANEIRO, 18 DE JUNHO DE 2020. 
 
Beltrano da Silva
Amanda
Amanda fez um comentário
Conteúdo bem resumido e simples até pra quem não é da área! Obrigada por compartilhar :)
0 aprovações
Carregar mais