A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Fichamento: Definição e Histórico da Arqueologia La Natureza y Los Propósitos de la Arqueologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

PROUS, André. Definição e histórico da arqueologia. Arqueologia, pré-história e história. In: Pré-história da Terra Brasilis. TENÓRIO, Ma. C. (org.). Rio de Janeiro: UFRJ, 2000. pp. 19-34.
	As definições das disciplinas conexas são: A Paleontologia trata dos seres em extintos e suas formas de vida; A História possui as sociedades com escrita como objeto de estudo; A Pré-História analisa os vestígios materiais de povos antepassados; A Antropologia Cultural tem a cultura dos povos ágrafos do seu tempo investigados pela longa convivência.
	Arqueologia é um ramo da antropologia que investiga o passado através dos vestígios matérias deixados por povos passados, o arqueólogo deve averiguar qual o processo natural que o vestígio material sofreu no decorrer do tempo, inserindo as sociedades que investigam no seu contexto ambiental, dando grande importância à interação entre cultura e a natureza. Porem dependem de varias fases que precisam ser estudadas previamente pelo arqueólogo: Preparação documental, identificação do sítio, analise documental levantada em laboratórios de arqueologia e por fim a divulgação através de publicações para especialistas e para o grande publico.
	A Arqueologia surgiu com as escavações de Pompéia no século XVIII, no século XIX os naturalistas interessavam-se pelos indígenas, e que eram considerados fósseis vivos pelos europeus, porem o naturalista dinamarquês P. Lound, trabalhando em Lagoa Santa em 1840, percebeu que ossos humanos se encontravam misturados com de animais extintos, sendo o primeiro a perceber a ancestralidade indígena do homem americana, com incentivo de D. Pedro II, reuniram-se as primeiras coleções arqueológicas e os primeiros trabalhos de escavação arqueológica.
	 Os primeiros anos do século XX foi pobre em trabalhos arqueológicos, pois os estudantes estavam mais interessados em um passado das populações negras do que os ancestrais índios. E no início da segunda metade do século pesquisadores estrangeiros vieram testar no Brasil teorias mais complexas. Durante isto na década de 1960 marca o inicio da fase moderna da arqueologia brasileira, onde P. Duarte, Castro Faria e Loureiro Fernandes, conseguiram uma lei federal de proteção aos sítios pré-históricos e introduzir a arqueologia nas instituições universitárias.
	Entre 1970 e 1980 os arqueólogos acionais se dividiram em duas partes, escola americana e escola francesa, e isto atrapalhou a inserção de outras tendências inovadoras New Archaeology, e começou a influenciar a nova geração de arqueólogos da década de 1980.
	
Em1980 o pós-processualismo permite aproveitar os pontos positivos de todas as tendências anteriores e valorizam as perspectivas históricas e a criação de um disciplina de arqueologia no Rio de janeiro, e o modo de aproximar os arqueólogos foi criando a SAB – Sociedade de Arqueologia Brasileira- que promove reuniões a cada dois anos para discussão do quadro geral da arqueologia no país.
BAHN, Paul & RENFREW, Colin. Introducción – La naturaleza y los propósitos de la arqueología. In: BAHN, Paul & RENFREW, Colin. Arqueología – teorías, métodos y práctica. Barcelona: Akal. 2007. pp. 9 – 15.
	Antropologia em geral significa: “[...], o estudo do homem- de nossas características físicas como animais e os recursos sem ser biológicos que denominamos cultura- [...]” (BAHN, Paul & RENFREW, pg. 9).
Ela se divide em três disciplinas: Antropologia Física, Antropologia Cultural e Arqueologia. A Antropologia Física (ou biológica) é o estudo das características biológicas do homem e sua evolução, a Antropologia Cultural (ou antropologia social) analisa a cultura e as sociedades humanas e a arqueologia estuda as sociedades do passado através dos seus restos materiais.
Os objetos que são descobertos pelos arqueólogos não dizem nada a respeito da sua utilidade no passado, então cabe aos arqueólogos decifrar como era a vida dessas pessoas, seu habitat e por que viviam desta forma. Isto pode ser definido com Arqueologia Processual, ela se baseia em uma serie de questionamentos, que são respondidos através da investigação material coletada em campo.
Universidade Federal de Pelotas
Instituto de Ciências Humanas
Disciplina: Arqueologia 1
Professor: Frederic Mario Caires Pouget
Fichamento:
Definição e Histórico da Arqueologia
La Natureza y Los Propósitos de la Arqueologia
Felipe Severo Sabedra Sousa
Pelotas, 31 de Agosto de 2015

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.