receitas-de-farinhas-preparadas-sem-gluten
10 pág.

receitas-de-farinhas-preparadas-sem-gluten


DisciplinaAlimentação Saudavel68 materiais204 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FARINHAS SEM GLUTÉN 
RECEITAS DE FARINHA PREPARADA SEM GLÚTEN 
 
1) FARINHA PREPARADA SEM GLÚTEN - MASSAS LEVES 
(massas de uso de liquidificador, bolos, panquecas, crepes, pães, tortas, etc...) 
 
Ingredientes: 
646 g. de Farinha de Arroz 
232 g. de Fécula de Batata 
121 g. de Polvilho Doce 
 
Como Misturar: 
Primeiramente misture bem com uma colher, depois coloque no recipiente onde 
guardará a mistura (pote com tampa). Feche-o muito bem e agite-o bastante. 
Deixe uns minutinhos sem abrir para assentar e estará pronto para uso. Guardar 
num recipiente de plástico ou de vidro bem fechado. 
 
Uso: 
Utilizar a farinha preparada sem glúten, depois do processo de misturar acima, 
substituindo a farinha de trigo na mesma medida das receitas. 
 
Dica: 
\uf0b7 Seguir a risca esta receita, utilizar uma balança. 
\uf0b7 Sempre untar a forma a ser utilizada com a farinha preparada sem glúten. 
Não utilizar a farinha de trigo para untar a forma nos casos de intolerância 
ao glúten. 
\uf0b7 Bolo de chocolate untar a forma com chocolate em pó, para o bolo não 
ficar esbranquiçado. 
 
2) FARINHA PREPARADA SEM GLÚTEN PARA PÃO 
(escolher uma das 3 receitas abaixo para massas mais pesadas de pães) 
 
 
Farinha preparada I 
1 kg. de Creme de Arroz (ou Farinha de Arroz) 
330 g. de Fécula de Batata 
165 g. de Araruta 
 
Farinha preparada II 
3 xic. de Creme de Arroz (ou Farinha de Arroz) 
1 xic. de Fécula de Batata 
1/2 xic. de Polvilho Doce 
 
Farinha preparada III 
2 xic. de Creme de Arroz (ou Farinha de Arroz) 
3/4 xic. de Fécula de Batata 
1/4 xic. de Polvilho Doce 
 
Uso: 
Utilizar uma destas receitas de farinha preparada sem glúten na substituição da 
farinha de trigo das receitas, seguindo as medidas da receita acima escolhida. 
 
Dica: 
\uf0b7 Primeiro misture bem todos os ingredientes secos, depois acrescente 
óleo, ovos, água morna. 
\uf0b7 O melhor fermento para se usar é o biológico seco instantâneo, basta 
1 a 1e1/2 colher de chá. 
\uf0b7 Não use gordura demais, na maior parte das receitas 2 a 3 colheres de 
sopa de óleo são suficientes. 
\uf0b7 Coloque água morna até o pão ficar com uma consistência de massa de 
bolo ou uma maionese grossa, mexendo sempre com uma colher. 
\uf0b7 Asse em forno médio pré-aquecido até dourar ligeiramente, se quiser 
pode aumentar a intensidade do forno nos minutos finais. 
\uf0b7 Desenforme o pão em seguida que tira-lo do forno. 
 
 
 
3) FARINHA PREPARADA SEM GLÚTEN PRONTA \u2013 LOJAS DE 
PRODUTOS NATURAIS 
 
Uso: 
Utilizar a farinha preparada sem glúten substituindo a farinha de trigo na mesma 
medida das receitas. 
 
Dica: 
\uf0b7 Mais prático 
\uf0b7 Mais barato a granel, as embalagens fechadas são importadas e com 
isso muito caro. Os pães prontos também são importados e caros. (R$ 
20,00) 
\uf0b7 Nas lojas de produtos naturais que possuem produção própria de pães e 
bolos sem glúten são mais em conta que os importados, na faixa de R$ 
6,00 a R$ 13,00. 
 
Outras receitas 
As farinhas listadas abaixo são alternativas para a farinha de trigo. 
 
Não existe uma farinha exata para substituir a farinha de trigo e receitas feitas 
com farinha sem glúten as vezes podem ter um resultado diferente daquelas 
feitas somente com a de trigo. 
 
Nas receitas sem glúten, geralmente, mais de um tipo de farinha são usadas 
para ter um resultado melhor. 
 
Farinhas preparadas sem glúten 
 
Farinha Preparada 1: 
 
2 ¾ de xíc de farinha de arroz ( integral ) 
1 ¼ de xic fécula de batata 
¾ de xícara de polvilho doce 
 
Farinha Preparada 2: 
 
1 kg de farinha de arroz 
330g de fécula de batata 
165 g de araruta 
 
Farinha Preparada 3: 
 
3 xíc de farinha de arroz 
1 xíc de fécula de batata 
1/2 xíc de polvilho doce 
 
ou 
 
240g de farinha de arroz 
105 g de fécula de batata 
40g de polvilho doce 
 
Misture todos os ingredientes e mantenha num recipiente fechado. 
 
1 xícara de farinha de trigo equivale, aproximadamente a: 
 
Farinha de amaranto: 1 xícara 
Farinha de milho: 1 xícara 
Farinha de sorgo: 1 xícara 
Farinha de quinoa: 1 xícara 
Farinha de amêndoas, avelãs: ½ xícara 
Fécula de batata: ¾ xícara 
Farinha de soja: ¾ xícara 
Farinha de milho (mais granulada): ¾ xícara 
Farinha de batata: 5/8 xícara 
Farinha de arroz , incluindo a integral: 1 xícara 
 
Nota: Infelizmente quase todo o amido de milho e outras farinhas que têm 
como base o milho e a soja são Transgênicos, com este símbolo bem 
pequeno na embalagem. Sempre que possível procure marcas orgânicas, 
este é um investimento que vale a pena. - Nadia Cozzi 
 
 
 
Amido de Milho 
É um hidrato de carbono, seco, em pó e sem sabor especial. O uso do amido 
confere às preparações consistência gelatinosa e delicada, sendo, por isso, 
incluído em receitas de molhos, cremes e mingaus. Ao ser levado ao fogo, 
deve ser mexido continuamente para evitar a formação de grumos e sofrer 
ação lenta do calor. 
 
Farinha de Alfarroba 
A farinha de alfarroba é a fracção obtida pela trituração e posterior torrefacção 
da polpa da vagem. As características particulares dos seus taninos 
(compostos polifenólicos) levam a que a farinha de alfarroba seja muitas vezes 
utilizada como antidiarreico, principalmente em crianças. 
 
Farinha de Amaranto 
É feita com as sementes da planta de amaranto e é rica em proteínas e 
excelente fonte de cálcio o que torna uma farinha nutritiva. Tem uma cor mais 
escura. Combina muito bem com bolos de chocolate, cookies e paes escuros. 
Deixa os assados mais escuros. Para acrescentar mais qualidade aos assados 
substitua 10 a 20% da farinha comum em receitas por farinha de amaranto. 
 
Farinha de Amendoim e de outros Frutos Secos 
É obtida através da moagem do amendoim torrado e descascado(ou ainda de 
amêndoas, nozes, pistachios, coco, castanhas de cajú e do Pará). Esse tipo de 
farinha é um alimento muito completo em nutrientes, pois são ricos em 
proteínas, vitaminas, lipídios, carboidratos e sais minerais. Estas farinhas 
podem ser utilizadas no preparo de doces, bolos e pães, agregam sabor e 
maciez ao preparo. 
 
Farinha de Araruta 
Considerada como um alimento de fácil digestão, a fécula da araruta é usada 
no preparo de mingaus, bolos e biscoitos. É uma farinha com sabor neutro. 
Pode ser usada no lugar da farinha de tapioca e amido de milho. Caso queira 
substituir em receitas, aqui vai uma dica: uma colher de chá de farinha de 
araruta equivale aproximadamente a 1 colher de sopa de farinha de trigo. 
 
Farinha de Arroz Branco 
A farinha de arroz é conhecida por sua fácil e rápida digestão no organismo, 
muito superior à do amido de milho, o que torna a farinha de arroz 
especialmente indicada para alimentos infantis, idosos e pessoas com 
necessidades especiais de alimentação. A farinha de arroz quando usada para 
substituir a gordura dos alimentos, ajuda indiretamente no controle da dieta e, 
conseqüentemente, na prevenção de problemas cardíacos. 
 
Farinha de Arroz Integral 
É mais pesada que a farinha de arroz branco, é rica em sais minerais, 
carboidratos, proteínas e fibras. É obtida da moagem dos grãos de arroz 
integrais e por isso é possível notar a sua textura, um pouco granulada. 
 
Dica: para que não fique com um aspecto meio gritty/granulado, adicione um 
pouco de fécula de batata ou farinha de tapioca. 
 
Farinha de Arroz Glutinoso 
Farinha obtida a partir de grãos de arroz glutinoso, que é um tipo de arroz de 
grão curto, oriundo da Ásia, que se torna particularmente pegajoso após a 
cozedura. É chamado glutinoso no sentido de ser pegajoso e não no sentido de 
conter glúten. Que o distingue dos restantes tipos de arroz é a ausência de 
amilose (ou presença de quantidades muito reduzidas) e, também, a elevada 
concentração de amilopectina (os dois polissacarídeos que constituem o 
amido). A amilopectina é responsável pela qualidade pegajosa do arroz 
glutinoso. 
 
Pode ser usado sem casca ou com casca. O arroz glutinoso sem casca possui 
uma cor branca, enquanto o integral possui uma cor rosada ou preta. Ambos 
podem ser