A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
75 pág.
Apostila Gestão da Inovação

Pré-visualização | Página 19 de 22

confira a notícia, na íntegra, no link: <https://exame.abril.com.br/negocios/para-medir-o-valor-intangivel-m0042869/>. Acesso em: 22 fev. 2018. 
 
 
Esses novos conhecimentos são necessários para os próximos conteúdos abordados neste estudo. No próximo tópico, daremos continuidade à apresentação de novas informações e discutiremos uma polêmica no campo de desenvolvimento e inovação: a propriedade intelectual. 
Explorando a temática II
Os direitos da propriedade intelectual   
   
Para iniciarmos, confira o infográfico a seguir:  
    
FIGURA 2 - Da inovação à propriedade intelectual  
  
  
Fonte: Elaborada pela autora. 
   
Entendemos como propriedade intelectual todos os direitos legais obtidos a partir da autoria de obras, sejam elas artísticas, científicas ou tecnológicas. A questão do direito de autoria inclui, além da criação, a execução e as interpretações das invenções em todas as categorias da atividade humana. Desse modo, esse direito abrange descobertas científicas, desenhos industriais, marcas, comércio de produtos e serviços, proteção contra concorrência desleal e demais direitos que se refiram à atividade intelectual, compreendida nesses domínios.  
  
FIGURA 3 - Direitos e propriedade intelectual  
  
  
Fonte: VITANOVSKI, 123RF. 
    
Para Jungmann (2010), a propriedade intelectual pode ser entendida como o conhecimento produzido pelo criador no momento em que desenvolve sua criação. Para que essa obra possa ser explorada, o autor considera que, primeiramente, ela deve ser protegida. Em sua visão, existem modalidades de proteção aos direitos de propriedade intelectual, que podem ser dispostos conforme o mapa conceitual exposto a seguir.   
   
FIGURA 4 - Tipos de propriedade intelectual  
  
  
Fonte: Elaborada pela autora.  
   
Analise a figura, caro(a) aluno(a), e constate que, em relação aos direitos autorais, há três níveis, mas, neste momento, vamos nos deter aos direitos do autor e aos conexos. Eles são, basicamente, os direitos associados à autoria de obras intelectuais, em diversas esferas, como a literária, a científica, a artística, a tecnológica e a de produção. Nesse sentido, programas de computador constituem um exemplo nítido acerca do que é um direito do autor, por exemplo.  
  
Os direitos de autor pressupõem que a criação ocorre a partir do espírito humano, conforme a moral de seu criador. Uma vez criada a obra, ela assume um valor patrimonial associado ao seu criador, que consiste no aproveitamento econômico, fruto de publicação, reprodução e execução. Desse modo, os direitos do autor são protegidos em todos os países integrantes da Convenção de Berna (JUNGMANN, 2010).  
  
Os direitos conexos, por sua vez, associam-se aos direitos de artistas, intérpretes e seus executantes, produtores e empresas de radiodifusão, por exemplo. Esse tipo de direito é assegurado ao nome ou pseudônimo ligado à obra, cuja reprodução pode ser autorizada ou proibida. Enquadram-se nessa modalidade as peças de teatro, os filmes, os shows, os programas de TV e rádio, dentre outros.  
  
No que se refere à propriedade industrial, ela amplia o conceito de direitos e, possivelmente, é o meio no qual a inovação incentiva, de maneira mais forte, a apropriação indevida da propriedade intelectual de outra pessoa. Isso porque a noção de patente constitui a invenção de um modelo que, em sua utilidade, envolve novos produtos com alta aplicabilidade industrial (JUNGMANN, 2010). Essa ação gera novidade, fruto da atividade inventiva orientada à aplicação industrial.  
  
Quanto à propriedade intelectual, nesse sentido, o direito assegurado ao detentor da patente garante a exclusividade na produção, no uso, na venda e na exportação, desde que partindo do país no qual a patente foi concedida. Como exemplo desse tipo de produto, destacamos máquinas, produtos químicos, farmacêuticos e processos de melhoramento genético.  
  
No que tange à questão das marcas, signos são associados a elas, os quais distinguem um produto, uma empresa ou um serviço de outros compatíveis com os produtos e serviços em seus ramos de atuação. Nesse sentido, são protegidas as marcas de uso exclusivo em seus ramos de atividades. Nessa categoria, são incluídos os  nomes de produtos, serviços, os logotipos e as empresas (JUNGMANN, 2010).  
  
Por fim, a proteção sui generis está relacionada à produção de tecnologia e agricultura que inclui saberes tradicionais. Assim, de um lado, há a topografia de circuito integrado, que se preocupa com a configuração das camadas de uma peça que compõem um equipamento. Considera-se que esse nível de detalhamento deve ser protegido na propriedade intelectual, devido a sua topografia original, que não é comum para técnicos, especialistas ou fabricantes de circuitos e, por isso, esse tipo de modalidade deve, também, ser protegida por lei.  
  
Portanto, assegura-se ao detentor a exclusividade de produzir, usar, vender e exportar do país a partir do qual a proteção foi concedida. Exemplos desse tipo de proteção são os microprocessadores e as memórias de computadores (JUNGMANN, 2010).  
  
A propriedade intelectual voltada para o ato de cultivar diz respeito ao material de reprodução vegetativa e à linhagem de componentes híbridos de cultivo, ou seja, às sementes, cujas variedades devem ser cultivadas em qualquer gênero ou espécie distinta de outros tipos de cultivos conhecidos. Assim, a proteção de propriedade voltada para o cultivo estende-se sobre a produção, a venda e a comercialização em seu país de registro (JUNGMANN, 2010).  
  
Até o momento, foram apresentadas formas distintas de propriedade intelectual, mas você consegue observar que a inovação está presente em cada uma delas e que, exatamente por isso, essas formas de desenvolvimento intelectual devem ser protegidas?  
  
Na videoaula a seguir, veremos um caso de inovação.  
   
Videoaula: A necessidade de inovação nos segmentos, em particular sobre a própria propriedade intelectual 
Para Tigre e Marques (2011), inovação e propriedade intelectual são  assuntos controversos, pois existem várias maneiras de se apropriar dos resultados de uma determinada inovação tecnológica. Por outro lado, os autores lembram que a questão da propriedade intelectual é um estímulo à inovação, recompensando os riscos referentes a essa atividade.  
  
Devemos salientar que a propriedade intelectual relaciona-se, diretamente, com a inovação, a qual está ligada ao empreendedorismo, seja por meio da inovação em forma de comércio, do desenvolvimento ou do uso de novas tecnologias. Nesse sentido, o empreendedor deve gerar direitos de propriedade intelectual para seu produto ou serviço, a fim de protegê-los contra a apropriação inadequada e manter a competitividade de sua empresa frente à concorrência. Além disso, suas atividades no mercado podem gerar impactos diretos na propriedade intelectual de terceiros, concorrentes e outros agentes, portanto, as empresas devem ser muito criteriosas no que tange à propriedade intelectual.  
  
Confira a resenha a seguir:   
  
Resenha 
 
Empreendedorismo e inovação: agentes que levam ao sucesso  
   
Um exemplo que ilustra, com propriedade, as diversas barreiras que podem surgir ao empreendedorismo e à inovação está presente no filme "Joy - O nome do sucesso", de 2016. Esse filme conta a história real de Joy Mangano, empreendedora americana que hoje é conhecida por uma série de invenções. A primeira delas, porém, surgiu de uma necessidade percebida pela jovem que, sendo dona de casa, notou a falta de uma ferramenta que lhe permitisse cuidar de sua casa com maior rapidez e eficácia. Então, ela desenhou o protótipo de um esfregão ágil e lavável. Durante o longa, ela planeja e desenvolve o produto, mas várias dificuldades a levam, diversas vezes, ao fracasso. Vencendo cada obstáculo que surgiu, ela conseguiu produzir o produto e divulgá-lo.  
  
Nesse sentido, indicamos esse filme, para que você possa assisti-lo e compreender que, muitas vezes, o processo de inovar e empreender pode ser mais difícil do que parece. Apesar dos empecilhos,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.