A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
ATIVIDADE DE ADMINISTRAÇÃO E EMPREENDEDORISMO

Pré-visualização | Página 1 de 3

ATIVIDADE DE ADMINISTRAÇÃO E EMPREENDEDORISMO
	Prezados (as)! Este trabalho avaliará o conteúdo ministrado em nossa Unidade I. O trabalho terá as mesmas formações dos seminários e ressalto que os grupos não poderão consultar as demais equipes, de forma que serão zeradas todas respostas que forem plagiadas. As atividades deverão ser entregues até às 23:59 do dia 11/11. Bom trabalho a todos!
1) Conceituem Administração e diferenciem os conceitos de eficiência, eficácia e efetividade como forma de atingir seus objetivos.
Administração é o ato de administrar ou gerir negócios, pessoas ou recursos, com o objetivo de alcançar metas definidas.
Eficiência é quando um trabalho é realizado da melhor maneira possível, utilizando apenas os recursos disponíveis e não gerando custos além do esperado, ele pode ser considerado eficiente.
Eficácia consiste em utilizar todos os recursos disponíveis para apresentar o melhor trabalho possível e, consequentemente, gerar resultados positivos para a sua empresa — ou seja, fazer o que deve ser feito.
Efetividade é a habilidade de ser eficiente e eficaz ao mesmo tempo, ou seja, de atingir as metas definidas no prazo e orçamento estabelecidos e conseguir apresentar um resultado final satisfatório para a empresa.
2) Quais as principais características que fazem com que muitas empresas atuais ainda sejam reconhecidas como sendo “tayloristas-fordistas”? 
De uma forma geral a característica principal é fazer uma determinada atividade no menor tempo possível e repetitiva, as empresas hoje também dão treinamento para que isso possa acontecer e tem um gerente para verificar constantemente, um dos problemas que isso traz é a mecanização da maneira de trabalhar.
3) Definam planejamento e expliquem sua importância no processo de criação de uma empresa. 
 Planejar é buscar informações, organizar sua experiência e conhecimento sobre a sua empresa, seus concorrentes, seus fornecedores, seus clientes, seus colaboradores, sua meta e seus processos. Essa reunião de informações deve ser estruturada na forma de um plano de ação que sua empresa deve seguir para que as tomadas de decisões sejam mais assertivas e torne a empresa mais eficiente possível.
 O planejamento facilita a participação e organização entre os colaboradores, aumentando a compreensão das atividades, metas, valores, missão e visão da empresa. O planejamento ajuda na antecipação de problemas e oportunidades, auxiliando no direcionamento das empresas, de acordo com as oportunidades do mercado em que a empresa está inserida.
4) Baseados nos conhecimentos obtidos sobre a análise SWOT, escolham uma empresa qualquer da cidade de Mossoró e descrevam características que melhor demonstrem suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.
Empresa: Açaí Street.
Forças: No marketing podemos destacar o bom atendimento da equipe, a excelente qualidade do produto, a divulgação nas redes sociais.
Fraquezas: Pouca mão de obra nos dias de maior pico, causando uma lentidão no atendimento e gerando filas.
Oportunidades: Na nossa opinião uma das oportunidades desse negócio seria implementar food truck, tendo assim o benefício geográfico, não ficando preso a um lugar somente e levando seu produto para um condomínio por exemplo, para partes da cidade como avenidas movimentadas, Ex.; João da Escóssia.
Ameaças: Podemos destacar como ameaça o aumento do valor do açaí onde é comprando, causando um aumento no produto final, a questão da alta concorrência na nossa cidade, ou seja, tendo sempre que se manter competitivo na questão de preço e serviços para poder driblar as outras empresas do mesmo nicho. 
 Formalização ou prisão?
É importante reconhecer que os elementos estruturais de uma organização influenciam as atitudes e o comportamento dos funcionários. À medida que a estrutura organizacional reduz a ambiguidade para os funcionários – esclarecendo questões como “o que devo fazer”, “como devo fazer?”, “a quem devo me reportar?” e “quem devo procurar se tiver um problema?” –, ela molda suas atitudes e lhes fornece motivação e facilidades para obter melhores níveis de
desempenho.
Mas, evidentemente, a estrutura também restringe os funcionários, limitando e controlando o que fazem. As organizações estruturadas com altos níveis de formalização, padronização e de especialização, estrita adoção de cadeia de comando, pouca delegação de autoridade e pequena amplitude de controle proporcionam pouca autonomia a seus funcionários. O controle nessas empresas é rígido e o comportamento tem pouco espaço para variação. As pesquisas mostram que, de modo geral, apesar de contribuir para a maior produtividade, o preço é a redução da satisfação no trabalho dos empregados.
Regras, manual de procedimentos e cartilhas de como agir com os clientes são comuns em algumas empresas. Isso faz com que os trabalhadores despendam esforço físico e mental quando colocam o corpo e a mente na realização de suas tarefas. Muitos trabalhos também exigem esforço emocional, ou seja, a expressão de emoções desejadas pela organização feita pelos funcionários durante os relacionamentos interpessoais no trabalho.
O problema é que muitas vezes o funcionário precisa agir de uma forma ou demonstrar um sentimento enquanto querem e sentem outra coisa. Essa disparidade pode gerar uma sensação de aprisionamento e criar uma dissonância emocional que geram consequências
desagradáveis para a organização e para o funcionário. Imagine um garçom ou balconista obrigados pelas regras da empresa a sorrir e demonstrar alegria mesmo quando não estão se sentindo assim.
Portanto, a estrutura organizacional pode, muitas vezes, aprisionar o funcionário, limitando-o em suas atividades e criatividade. Impor regras rígidas e estruturas inflexíveis, podem deixar sérias sequelas e comprometer o bom andamento da organização. Cabe ao
gestor saber equilibrar padronização com flexibilização e rigidez com autonomia.
	Com base no texto, respondam as seguintes perguntas:
5) Em que organizações é mais importante a formalização e padronização? E a flexibilização e autonomia? Dê exemplos. 
 
 Empresas que tem uma ligação forte diretamente com o cliente como por exemplo; empresas de telemarketing, principalmente setor de retenção. 
Muitas empresas estão apostando no home office como forma de flexibilizar a rotina de trabalho dos seus colaboradores. Nessa modalidade, o profissional executa suas tarefas à distância, bastando ter acesso a um computador com internet. Isso é bom tanto para o colaborador, que se sente mais livre e motivado, quanto para a empresa, que consegue reduzir alguns custos operacionais.
 Já na flexibilização e autonomia, podemos citar as bandas, por exemplo, um musico tem total autonomia para compor uma música e arranja-la.
6) Se vocês abrissem uma empresa, como gostariam de estruturá-la? Vocês padronizariam o comportamento dos funcionários ou lhes dariam autonomia?
Escolheríamos por padronizar os funcionários, pois assim eles teriam um melhor rendimento, visto que eles fariam apenas as atividades que lhes foram designadas e assim aumentariam a produtividade
O líder camaleão
Thiago Dias sempre gostou do ramo comercial e, logo após graduar-se em Administração, ingressou no programa de trainee da fabricante de cosméticos brasileira O Botiqueiro. Desde o início, porém, seu objetivo era trabalhar no dia a dia das lojas próprias da empresa, o que ocorreu no seu terceiro trimestre na organização, quando ele foi alocado como gerente de uma loja em um shopping center de Curitiba. Sua tarefa era coordenar as três vendedoras, o estoquista e o funcionário responsável pelo caixa, para que ele compreendesse as operações de linha de frente da companhia e observasse o comportamento dos consumidores, em sua maioria mulheres.
Os procedimentos na loja eram muito bem esquematizados e os funcionários recebiam treinamentos e atualizações trimestrais. Todo o processo de reposição de prateleiras e atendimento aos clientes era altamente padronizado,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.