A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Analise de conjuntura apol 1 tentativa III

Pré-visualização | Página 2 de 4

na margem, isto é, a quantidade decidida terá pequenas variações na quantidade. Exemplo: a quantidade consumida de horas de estudo será uma decisão na margem, isto é, se você estuda 3 horas e após isso você decidirá se estuda por mais uma hora, na sequência, a decisão seguinte será desistir ou continuar estudando por mais 30 min. A afirmação IV está correta porque as pessoas reagem a incentivos. As pessoas tomam as decisões por meio da comparação entre custos e benefícios, e podem mudar seu comportamento quando esses custos e benefícios se alteram. Quando um governo aumenta o imposto sobre refrigerantes, isso irá afetar o consumo final do produto.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 1. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 3: Como a economia se situa na Análise de Conjuntura.
	
	E
	Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
Questão 4/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto abaixo:
Tendo em conta a definição da macroeconomia, é preciso compreender quais são os principais agregados macroeconômicos. De acordo com a abordagem de Simonsen e Cysne (1985¸ p.129) existem 7 conceitos básicos para auferir o desempenho real de uma economia. São eles: produto, renda, consumo, poupança, investimento, absorção e despesa. Estes conceitos são base para a contabilidade nacional e são nomeados de agregados macroeconômicos, pois consideram os resultados da atividade econômica como um todo.
Fonte: Rota de aprendizagem da aula 2. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Principais agregados macroeconômicos.
 
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o conceito de produto: 
 
Nota: 10.0
	
	A
	De modo geral, pode-se dizer que o produto diz respeito ao montante de moeda acumulado por um país nos bancos públicos.
	
	B
	Em resumo, pode-se dizer que o produto se refere às mercadorias produzidas por uma empresa pública ou privada.
	
	C
	De modo geral, pode-se dizer que o produto afere o valor total da produção da economia em um período de tempo determinado.
Você acertou!
O produto, como conceito de agregado macroeconômico, afere o valor total da produção da economia em determinado período de tempo. No Brasil, a responsabilidade pela compilação dos dados é feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que emite relatório a cada três meses. O primeiro cuidado que é tomado no cálculo da produção é de evitar a dupla contagem, isto é, sempre será contada a produção de produtos finais. Vejamos um exemplo, o IBGE compila a produção de carros, não de motores, aço e borracha que são insumos na produção do carro. Portanto, o IBGE agrupa somente aqueles bens que não foram usados como intermediários para outros. O produto considera somente a produção em um determinado período de tempo, então, quando falamos no produto de 2020, estamos considerando a soma de todos os produtos finais produzidos no ano de 2020. Uma coisa que você notará, com base nesse ponto, é que a compra de bens usados, como imóveis não aumentará o produto nacional.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 2. Análise da Política Externa com a profa. Prof.ª Bruna Leal Barcellos. Tema 4: APE e o Construtivismo.
	
	D
	Em resumo, pode-se dizer que o produto é a soma de todas as atividades não remuneradas realizadas por uma comunidade.
	
	E
	De modo geral, pode-se dizer que o produto é determinado pelos interesses do capitalismo financeiro e varia ao longo do tempo.
Questão 5/10 - Análise de Conjuntura
Leio o texto abaixo:
No decorrer dessa disciplina, aprendemos que a Análise de Conjuntura permite que fenômenos e processo sociais sejam analisados tendo em conta os seus múltiplos aspectos. Por conta da complexidade envolvida nesse tipo de análise, muitas vezes, surgem muitas dúvidas sobre como deve ser a operacionalização de uma análise de conjuntura. Apesar da aparente dificuldade, metodologicamente, a análise de conjuntura torna-se mais fácil quando seguimos alguns passos. Nesse sentido, ao iniciar a análise de conjuntura é preciso observar três fases.
Fonte: Rota de aprendizagem da aula 1. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Introdução à Análise de Conjuntura.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, análise as afirmações abaixo, que versam sobre as três fases da análise de conjuntura e, depois, assinale a alternativa que indica apenas as corretas:
I. As três fases da análise de conjuntura são: descrição do ambiente analisado, interpretação dos dados e síntese das inferências encontradas.
II. A fase de descrição do ambiente tem como funcionalidade a delimitação de quais são as características dos objetivos que compõem o cenário analisado.
III. A fase de interpretação de dados é realizada inteiramente pelo computador, uma vez que os dados são rodados em um sistema especificamente desenvolvido para a análise de conteúdo.
IV. A fase da síntese é o momento no qual as conclusões são elaboradas e as inferências esquematizadas e apresentadas da melhor forma.
Nota: 10.0
	
	A
	Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
	
	B
	Apenas as afirmativas IV estão corretas.
Você acertou!
A resposta correta é aquela que indica que apenas a afirmação V está correta. A afirmação I está incorreta porque, metodologicamente, a análise de conjuntura precisa passar por três fases: i) a de descrição dos atores e das variáveis; ii) a de interpretação e análise da situação; iii) e a de síntese das inferências encontradas. Por conseguinte, as afirmações II e III também estão incorretas uma vez que descrevem fases que não compõem a análise de conteúdo. A afirmação V é a única correta, uma vez que a síntese das inferências encontradas é a terceira fase e refere-se a uma parte elementar da análise conjuntura e onde teremos nossas conclusões, é onde as inferências serão esquematizadas e apresentadas da melhor forma, pois, sem isso, teríamos apenas divagações que de nada servem para o tomador de decisão.
 
Referência: Rota de aprendizagem da aula 1. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Introdução à Análise de Conjuntura.
	
	C
	Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.
	
	D
	Apenas as afirmativas III estão corretas.
	
	E
	Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
Questão 6/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto a seguir:
Como vimos no decorrer da disciplina, a taxa de câmbio é muito importante para pensarmos sobre o funcionamento da economia internacional. De modo resumido, podemos dizer que a taxa de câmbio está intimamente relacionada as expectativas das pessoas.
Fonte: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Taxa de Câmbio.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a definição para a taxa de câmbio: 
Nota: 10.0
	
	A
	Podemos definir a taxa de câmbio como a equilíbrio entre o valor da moeda nacional e o valor lastreado no euro.
	
	B
	Podemos definir a taxa de câmbio como os níveis de flutuação da produção industrial de uma país em dado período.
	
	C
	Podemos definir a taxa de câmbio como o preço de uma moeda em termos de outra, sendo a moeda também um ativo.
Você acertou!
A taxa de câmbio, numa definição simples e direta, é o preço de uma moeda em termos de outra, sendo a moeda também um ativo, a taxa de câmbio representa o valor de um ativo em relação a outro. A tendência é que cada país possua sua moeda na qual os preços dos bens e serviços são cotados – Argentina com o peso argentino, Índia com a rupia, Grã-Bretanha com a libra esterlina – e existe exceções, países que adotaram o dólar como moeda local, geralmente devido a problemas no balanço de pagamentos, e países integrantes da União Europeia que adotaram uma moeda única.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.