A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
Síndrome Coronariana Aguda

Pré-visualização | Página 9 de 9

condução intraventricular 
no ECG. 
P Pacientes estáveis → podem realizar uma prova de esforço submáximo antes da alta hospitalar, visando detectar isquemia 
residual e ectopia ventricular, bem como fornecer ao paciente orientações quanto à prática de exercício no período inicial de 
recuperação. 
P Em geral, a avaliação da função do VE também é recomendável → detecção de redução na fração de ejeção do VE pela 
ecocardiografia ou ventriculografia com radionuclídeo 
P Os pacientes nos quais a angina for induzida por níveis de esforço relativamente baixos, aqueles com grande defeito reversível 
na cintilografia de perfusão ou com depressão da fração de ejeção, aqueles com isquemia demonstrável e aqueles nos quais o 
exercício provoca arritmias ventriculares sintomáticas deverão ser considerados de alto risco para IAM recorrente ou morte por 
arritmia 
↳ Recomendam-se o cateterismo cardíaco com angiocoronariografia e/ou a avaliação eletrofisiológica invasiva. 
P A duração habitual da internação dos pacientes que tiveram IAMEST é de cerca de 3 a 5 dias. 
↳ O restante da fase de convalescença pode ser concluído em casa. 
P Durante a primeira e segunda semanas o paciente deve ser estimulado a aumentar a atividade caminhando pela casa e na 
vizinhança quando o tempo estiver bom. 
P A maioria dos pacientes retorna ao trabalho em 2 a 4 semanas 
P Responsáveis, pelo menos em parte, pela redução das taxas de morbidade e mortalidade 
P Tratamento prolongado com um agente antiplaquetário (geralmente o ácido acetilsalicílico) 
↳ Para os pacientes que não toleram o AAS → clopidogrel (75 mg/dia, VO). 
P IECAs/BRAs e, em pacientes adequados, os antagonistas da aldosterona devem ser usados por tempo indeterminado pelos 
pacientes com sinais clínicos de IC, ↓moderada da fração de ejeção global ou grande anormalidade regional da motilidade da 
parede 
↳ Visando evitar a remodelação ventricular tardia e os eventos isquêmicos recorrentes. 
P Bloqueadores β-adrenérgicos VO por pelo menos 2 anos 
P Varfarina reduz a mortalidade tardia e a incidência de reinfarto após o IAMEST. 
↳ A maioria dos médicos acrescenta varfarina àqueles com maior risco de embolia 
↳ Entretanto, também ocorrem aumento do risco de sangramento 
↳ Contudo, os pacientes que tiveram um stent implantado e possuem indicação para anticoagulação devem receber 
tratamento antiplaquetário duplo em combinação com a varfarina. 
↳ Esses pacientes também deverão receber um inibidor da bomba de prótons para minimizar o risco de hemorragia digestiva, 
bem como monitoramento regular de seus níveis de hemoglobina e pesquisa de sangue oculto nas fezes enquanto 
estiverem sob tratamento antitrombótico combinado