A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO I EDUCAÇÃO INFANTIL

Pré-visualização | Página 2 de 3

Investigar as práticas de leitura e como esta poderá contribuir na melhoria da habilidade de interpretação de textos e, consequentemente na formação de alunos leitores.
- Objetivos específicos: 
· Incorporar a atividade de leitura em voz alta dentro da programação diária;
· Propiciar o contato com os portadores ou suportes de textos (rótulos, cartazes, livros, revistas, jornais);
· Entrar em contato com o material gráfico impresso.
- Metodologia:
Em nossa proposta de atividade, criamos ainda situações didáticas com objetivo o qual cada criança brincando conhece-se a si próprio e aos outros em suas relações recíprocas, para aprender as normas sociais de comportamento e hábitos determinados pela cultura; para que assim pudessem conhecer os objetos em seu contexto, ou seja, o uso cultural dos objetos; para desenvolver a linguagem e a narrativa, para trabalhar com o imaginário; para conhecer os eventos e fenômenos que o ocorrem a sua volta.
Realizamos também uma didática de miscigenação envolvente e de forma unificada. Conteúdos, métodos e estratégias de ensino, processo de avaliação e enfim todos os objetivos para com o planejamento atenderem todas as situações que contribuíram efetivamente para o processo ensino-aprendizagem dos alunos. - 
- Recursos: 
· Livros de interesse para as crianças;
· Jornais;
· Revistas;
· Rótulos de embalagens;
· Cartolina.
- Avaliação: 
A avaliação será realizada durante todo o processo, pois dela dependem os passos seguintes e os ajustes, aproveitando as próprias situações de aprendizagem.
4.3 Referenciais Teóricos 
Muitos educadores acreditam que crianças que convivem com um meio letrado, sendo estimulada a ler, possuem maiores e melhores condições de desenvolver sua criticidade em seu entorno social.
Percebemos que existe um grande esforço por parte de alguns educadores em desenvolver estratégias que amenizem as dificuldades interpretativas dos alunos.
Nestes aspectos, BETTELHEIM diz da importância do prazer para a construção do sentido/ significado do que a criança lê para depois, e/ ou paralelamente, ela possa, interpretar, significar, estabelecer relações.
Para o autor, a capacidade de ler é de importância tão singular para a vida de uma criança na escola, que a experiência na aprendizagem da leitura mais do que frequentemente, sela seu destino, uma vez para sempre, em relação à sua vida acadêmica.
O ato de ler então, não representa apenas a decodificação, já que esta não está imediatamente ligada a uma experiência, fantasia ou necessidade do indivíduo. De acordo com os PCN’s (2001) a decodificação é apenas uma, das várias etapas de desenvolvimento da leitura. A compreensão das ideias percebidas, a interpretação e a avaliação são as outras etapas que segundo Bamberguerd (2003, p. 23) “fundem-se no ato da leitura”. Desta forma, trabalhar com a diversidade textual, segundo os PCN’s (2001), fazendo com que o indivíduo desenvolva significativamente as etapas de leitura é contribuir para a formação de leitores competentes.
A compreensão e sentido daquilo que o cerca inicia-se quando o bebê, nos primeiros contatos com o mundo. Os sons, os odores, o toque, o paladar, de acordo com Martins (1994) são os primeiros passos para aprender a ler. Ler, no entanto é uma atividade que implica não somente a decodificação de símbolos, ela envolve uma série de estratégias que permite o indivíduo compreenderem o que lê. 
 Ler é uma atividade de maior significado do que se pensa, já que imaginação, interesse, curiosidade, observação e estímulo são condições básicas para que as palavras sejam lidas com um propósito maior do que o decifrar códigos, unir letras para saber os significados que elas produzem ou os sons que emitem juntas.
 	
4.4 Planos de Aula da Intervenção 
Plano De Aula 1
- CONTEÚDO: Oralidade
- OBJETIVOS: 
-Desenvolver a comunicação oral por meio da exposição de ideias;
-Favorecer momentos de prazer em grupo.
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA 
Houve uma roda de conversa, estimulando todos a contar à professora e aos colegas o que mais gostam de fazer ou de comer. A maioria quis falar sobre isso de forma desorganizada. E foram sendo anotadas pela professora as opiniões. Foram feitas as seguintes perguntas: De que brinquedo o aluno mais gostava? Do que mais gostava de comer? A cor preferida, etc.
- RECURSOS METODOLÓGICOS:
-Papel;
-Canetas coloridas.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
As crianças conseguiram se expressar oralmente e interagirem com os colegas.
PLANO DE AULA 2
- CONTEÚDO: O fazer artístico e a construção de valores no desenvolvimento de atitudes solidárias e cooperativas.
- OBJETIVOS:
-Reconhecer a sequência numérica nas páginas do livro;
-Aprender a construir um livro. 
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA:
Na aula seguinte, foi sugerida a confecção de um produto a ser feito coletivamente: o livro das preferências. Foi explicado todo o processo da confecção do livro: que ele deveria ter várias páginas, e cada uma representando a preferência do aluno. E no fim da aula, a professora pediu que cada aluno compartilhasse com a turma os objetos mencionados.
- RECURSOS METODOLÓGICOS:
-Cartolina;
-Giz de cera.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
Observou-se que os alunos compreenderam a sequência dos números e o procedimento da confecção do livro, bem como partilhar seus brinquedos.
PLANO DE AULA 3
- CONTEÚDO: Leitura e escrita da palavra
- OBJETIVOS: 
-Ampliar os conhecimentos sobre os sistemas de escrita;
-Trocar experiências, discutindo a grafia das palavras.
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA:
A professora montou a lista em uma folha de sulfite com os tópicos a ser respondidos brinquedo, fruta, etc. Ela fez cópias e distribuiu as páginas. Leu em voz alta para não haver dúvida e propôs a elaboração oral da listagem antes do registro. Em seguida, organizaram-se duplas de trabalho para a produção escrita e as crianças usaram suas próprias concepções. 
- RECURSOS METODOLÓGICOS: 
-Folhas de papel sulfite;
-Canetas coloridas;
-Crachás.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
-Foi observado o avanço em relação à escrita na primeira lista.
PLANO DE AULA 4
- CONTEÚDO: A escrita
- OBJETIVOS:
-Identificar os erros na escrita;
-Aprender a escrita correta da palavra.
- DURAÇÃO: 4 horas 
- METODOLOGIA:
Na próxima aula, a professora dando continuidade à confecção começou a questionar porque o aluno optou por utilizar determinada letra e fazê-las utilizar o que já conheciam, comparando as sílabas usadas. Pediu para que lessem o próprio registro, a fim de identificar a ausência de uma letra ou a necessidade de alterar algumas delas.
- RECURSOS METODOLÓGICOS:
-Folhas de papel sulfite; 
-Canetas coloridas.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
Conseguiram identificar a ausência ou presença de letras nas palavras.
PLANO DE AULA 5
- CONTEÚDO: A leitura na sala de aula
- OBJETIVOS:
-Reconhecer a ordem da numeração nas páginas do livro; através do índice.
- DURAÇÃO: 4 horas 
- METODOLOGIA:
A professora levou para a sala de aula algumas obras infantis como as de contos, para que os alunos observassem a organização das páginas do livro, através dos números e o índice. Em seguida, pediu para que todos continuassem na elaboração.
- RECURSOS METODOLÓGICOS:
-Livros;
-Canetas;
-Folhas de papel sulfite.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
Houve o reconhecimento da ordem numérica e das partes que figuram o livro.
PLANO DE AULA 6
- CONTEÚDO: A escrita a serviço da leitura
- OBJETIVOS:
-Reconhecer a confecção de um livro;
-Avaliar na família, a aprendizagem do aluno.
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA:
Na última aula, a professora pediu que todos os alunos passassem a lista a limpo. Pediu que colocassem um título, o visual e as cores da capa e das páginas e no fim organizou um rodízio para que todos levassem o livro para casa e lessem com os familiares e com a turma.
- RECURSOS METODOLÓGICOS:
-Canetas coloridas;
-Livros.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO:
Ao final da aula podem-se conferir os avanços em relação aos procedimentos de escritor e

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.