A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
AP2 PPF

Pré-visualização | Página 2 de 3

dos preparos com pedra pomes. Reajustaremos os preparos dos elementos 14 e 
24 de metalocerâmicas para o preparo metalfree (término de ombro arredondado) 
apenas com a broca 4138, pois os preparos já estão satisfatórios. E o escurecimento das 
cervicais serão sanados na produção do coping estético que falaremos nos próximos 
passos. 
7º Passo: Confecção do Provisório através da Técnica direta com dente de estoque 
dos elementos 14 e 24 
Inicialmente é escolhido o dente de estoque para o provisório, que será feito na técnica 
direta. Prepara-se o dente de estoque e prova no preparo realizado: o dente de estoque 
será desgastado pela cervical e palatina. É necessário buscar nivelamento incisal e o 
alinhamento vestibular, para que o dente provisório fique de forma adequada na arcada. 
Adaptaremos a faceta com resina acrílica (materiais: pincel, pote dappen, o líquido e o 
pó da resina acrílica), mas antes vaselinaremos o preparo para que não grude a resina no 
dente serão feitos movimentos de vai e vem após construirmos a concha palatina e 
precisamos ficar observando a mordida do paciente (oclusão), para que o dente em 
construção fique em contato conveniente com o dente antagonista. Remove-se com a 
broca minicut todo excesso de resina acrílica. Faz o reembasamento do provisório com 
resina acrílica. Retira-se o excesso de resina e depois, prova o dente novamente, 
verificando a oclusal para fazer ajustes se necessário e a estética do dente simulando os 
defeitos dos dentes naturais do paciente. Faremos acabamento com discos de lixa e 
borrachas de polimento, após faremos a cimentação temporária com hidróxido de 
cálcio. 
2ª Sessão 
8º Passo: Remoção dos provisórios (23, 14 e 24) e profilaxia 
É feita a remoção das coroas provisórias com saca prótese e profilaxia do preparo com 
pedra pomes. 
9º Passo: Moldagem dos elementos (23,14 e 24) 
Será realizado inicialmente uma retração gengival com fio retrator de menor diâmetro e 
em seguida de maior diâmetro, o registro de mordida será feito com silicona de adição, 
irei manipular pasta pesada com seu catalisador na moldeira total para dentados superior 
(para agilizar o tempo em consultório e para não incomodar tanto o paciente, fazendo 
apenas uma moldagem para todos os elementos que estamos tratando) e irei moldar o 
paciente com a pasta pesada. Em seguida, a moldagem será feita por dupla impressão, 
manipularemos a pasta silicona de adição leve colocamos por cima da pasta pesada que 
já tomou presa e moldaremos o paciente novamente e teremos a moldagem definitiva. 
Encaminhamos a moldagem para o laboratório para o vazamento. 
10º Passo: Seleção da cor do coping comparando-a com a cor do substrato 
Realizaremos a seleção da cor do substrato do elemento 23 para a produção em 
laboratório do coping estético para metalfree, já os copings estéticos para metalfree para 
os elementos 14 e 24 pedimos uma cor diferente para que mascare as margens cervicais 
CENTRO UNIVERSITÁRIO RAFAELA ALVES CASTRO 
FAMETRO – UNIFAMETRO 
 
A P 2 P R Ó T E S E P A R C I A L F I X A 
escurecidas que apresenta. Encaminharemos ao laboratório a moldagem juntamente com 
a referência da cor dos substratos para produzirem os copings estéticos para metalfrree. 
Em seguida os provisórios foram recimentados. 
3ª Sessão 
Após chegada dos copings 
11º Passo: É feita a remoção das coroas provisórias e profilaxia do preparo com 
pedra pomes. 
12º Prova e ajuste dos copings estéticos 
Iremos adaptar os copings nos preparos, após desinfecção com álcool 70 e analisar o 
espaço da porcelana, testar oclusão com papel carbono, adaptação dos copings nos 
preparos, testagem de cores. 
13º Seleção de cor das coroas dos elementos (23, 14 e 24) 
A seleção da cor é feita com ajuda da escala Vita clássica, selecionamos a cor mais 
próxima a do elemento vizinho. Serão selecionadas todas as cores para encaminhamos 
pra o laboratório para a confecção das coroas definitivas metalfree. 
4ª Sessão 
14º Passo: Prova e ajuste das cerâmicas 
Realizar a prova das coroas definitivas que foram devidamente desinfectadas com 
álcool 70 antes de ser colocada em boca do paciente, iremos analisar a cor, ajuste 
oclusal com carbono se necessário, verificando as cúspides e movimentos bordejantes. 
A peça em boca deve ser avaliada tanto pelo dentista quanto pelo paciente. Se a peça 
estiver adequada e aprovada, será cimentada. 
15º Passo: Condicionamento com ácido fosfórico 
Realizaremos o condicionamento com ácido fosfórico a 37% por 30 segundos em 
esmalte e 15 segundos em dentina. Aplicação do primer-adesivo. Polimerização. 
16º Passo: Condicionamento com ácido fluorídrico 
Condicionamento com ácido fluorídrico a 10% por 20 segundos e silanização por 1 
minuto (será evaporado), para que ocorra ligação entre cimento resinoso e a matriz 
vítrea da cerâmica. 
17º Passo: Cimentação Definitiva 
Na cimentação definitiva utilizamos o isolamento relativo com auxílio de afastador 
labial e algodão. As coroas são cimentadas com cimento resinoso dual translúcido, 
sendo manipulado e colocado dentro da peça. Com a coroa em posição, pressionamos 
para que ela assente e adapte enquanto o excesso de material cimentante extravasa. 
CENTRO UNIVERSITÁRIO RAFAELA ALVES CASTRO 
FAMETRO – UNIFAMETRO 
 
A P 2 P R Ó T E S E P A R C I A L F I X A 
Retiramos o excesso e fotopolimerizamos todas as faces do dente, por 60 segundos 
(segue o tempo de acordo com o indicado pela marca). 
18º Passo: Recomendações e Controle Posterior 
- Não mastigar alimentos sólidos nas primeiras 24 horas; 
- Após 24 horas usar fio dental. 
- Fazer escovação diária normalmente, não ter medo da prótese soltar; 
- Marcar consultas de retorno, para fazer ajustes da prótese fixa, se necessário; 
- Marcar consultas a cada 6 meses para a manutenção da prótese; 
- Proservação monitoramento das coroas. 
 
Recursos Ilustrativos: 
 
 ÁCIDO FOSFÓRICO ÁCIDO FOSFÓRICO 
 
 
BORRACHA DE POLIMENTO ESPÁTULA PARA GESSO 
 
 
 
 GESSO 
 BROCA MAXICUT 
 
 BROCA MINICUT 
 
 
 
CENTRO UNIVERSITÁRIO RAFAELA ALVES CASTRO 
FAMETRO – UNIFAMETRO 
 
A P 2 P R Ó T E S E P A R C I A L F I X A 
 ESPÁTULA Nº 36 ESCOVA DE ROBSON 
 
 
DESOBTURAÇÃO ESCALA VITA 
 
 
 
 
 
 
 
 DENTE DE ESTOQUE SILICONA DE ADIÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 
 BROCA LARGO SACA PRÓTESE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CENTRO UNIVERSITÁRIO RAFAELA ALVES CASTRO 
FAMETRO – UNIFAMETRO 
 
A P 2 P R Ó T E S E P A R C I A L F I X A 
 VASELINA PEÇA RETA 
 
 
 
 
 
 
 SILANO RESINA ACRÍLICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 ABRIDOR DE BOCA HIDRÓXIDO