TRANSCRICAO DE CLINICA DE PEQUENOS II DO DIA 23-02-2011
16 pág.

TRANSCRICAO DE CLINICA DE PEQUENOS II DO DIA 23-02-2011

Disciplina:Clínica Médica de Mamíferos de Pequeno Porte15 materiais49 seguidores
Pré-visualização7 páginas
Tireoide na produção de T3 e do T4, funciona assim, aumenta o metabolismo, esse hormônio para de ser produzido por um mecanismo de Feedback, um mecanismo de diminuição da produção na maioria dos hormônios, por um Feedback negativo, ou seja, quando a hipófise e o hipotálamo, percebem que tem um nível adequado de hormônio tireoidiano circulante, eles diminuem a produção dos precursores. A Hipófise, o TSH e o Hipotálamo, o TRH, que é o hormônio que vai permitir que ela utilize o hormônio, que é o hormônio que vai permitir a liberação do TSH que vai estimular a tireóide. Qual é a molécula que faz esse feedback negativo? É o T4 livre, que é uma pequena parcela que tem o T4 livre, qualquer deficiência na produção desse T4, o T4 livre é o primeiro a sentir e começa a ter interferência nesse eixo.
Quais são as funções do Hormônio Tireoidiano? Ativação do Metabolismo do organismo inteiro, principalmente da produção protéica, produção de energia, produção de calor. Qual a função do organismo que precisa de proteína? Ele vai agir lá no Transcriptase reversa, do RNA, para ajudar na transcrição protéica, então age em tudo quanto é célula, em tudo quanto é sistema.
O que vem a ser o Hipotireoidismo? É a diminuição da produção do Hormônio Tireoidiano, de todas as frações: T3, T4, T4 livre. Essa diminuição da produção tem como consequencia diminuição do metabolismo de uma forma geral. Qual o sistema orgânico vai ser afetado diretamente por essa diminuição da produção? Todos. A única diferença é, isso que é importante, alguns sistemas manifestam os sinais clínicos primeiros, outros vão manifestar mais tardiamente. Como é que vocês acham que o organismo vai “pensar”, na ora de dividir o pouco hormônio tireoidiano que está sendo produzido? Ele vai preservar para os órgãos mais nobres e vai diminuir a chegada para os órgãos menos nobres, por isso que na maioria das vezes os sinais mais marcantes no hipotireoidismo são os sinais dermatológicos, mas não é uma doença dermatológica, junto com os sinais dermatológicos tem outros sinais, e pele não mata, e alem disso tudo, é o primeiro local em que o proprietário observa que esta tendo uma coisa errada. Agora o que realmente aparece primeiro no animal são os sinais de redução de metabolismo. Essa diminuição da produção do hormônio tireoidiano pode ser por um problema aqui, que a gente vai chamar de hipotireoidismo primário, ou hipotireoidismo tireoidiano, ou seja, a doença está na tireóide, mas também pode ser por um problema aqui ou um problema aqui, que é bem menos comum, o mais comum, são problemas diretamente aqui, no tecido tireoidiano, que é classificado como primário ou, aqui ate eu mudei porque segui o livro, mas pode colocar o nome como primário que é na glândula tireóide.
O Hipotireoidismo primário ou que acomete a glândula tireóide, a principal causa é uma doença chamada tireoidite linfocitica, que a gente vai encontrar com maior freqüência no cão, a literatura refere que 75%, 80% dos cães que apresentam hipotireoidismo eles apresentam por Tireoidite linfocitica. O que é Tireoidite Linfocitica? Ocorre um infiltrado inflamatório, linfocite, magrofagos e plasmócitos, destruindo totalmente o tecido tireoidiano. Então você tem um infiltrado inflamatório, constituído por linfocitos, macrofagos e plasmocitos, que invadem a glândula tireóide e destroem os tecidos, se não tem mais tecido, não tem produção. Isso não é de forma aguda, é de uma forma lenta e progressiva, isso pode levar de meses ate anos para acontecer a tireóide totalmente destruída e aqui que começa o problema do diagnostico, que a gente vai ver que é o mais complexo nessa doença. Os sinais clínicos, só vão começar a se manifestar quando 75% dessa glândula tireoide estiver destruída, aí que o animal vai começar a manifestar os sinais clínicos. Por qual sistema? Não sei. Cada animal, cada organismo, vai responder diferente. Então a gente nunca consegue detectar o inicio. O que leva a tireoidite linfocistica? Ainda não se sabe, se classifica como uma doença auto-imune. O que é uma doença auto-imune? É quando o organismo, começa a produzir auto-anticorpos, linfócito, plasmocito, tudo é anti-corpo, contra determinado tecido, próprio dele, no caso aqui, vai produzir anticorpo contra a glândula tireóide. Distúrbio da hipófise, aqui já seria o hipotireoidismo secundário, o tecido tireoidiano está normal, o que está tendo problema é lá na hipófise, então não está sendo produzido o TSH, tumores hipofisario geralmente podem fazem isso, isso é o menos comum no hipotireoidismo, o que é comum no hipotireoidismo por distúrbio hipofisario é isso aqui, é o aumento do cortisol, mas o cortisol tanto, principalmente exógeno quanto endógeno. Animais que são submetidos a corticoterapia prolongada, o cortisol interfere na produção do TSH, ele impede a ação doTRH na hipófise, e com isso, não tem a produção do TSH, não tem a produção de hormônio tireoidiano. Os animais com hiperadrenocorticismo eles também podem ter hipotireoidismo, e geralmente o que é diagnosticado primeiro é o hipotireoidismo e se esquece que tem o hiperadreno também, é o mais importante ainda, se você suspeita que o animal tem hipotireoidismo e esse animal está fazendo glicocorticóide, você tem que suspender por 30 dias esse glicocorticóide, para submeter esse animal a um teste de cortisol, senão você vai ter um falso positivo. Os glicocorticóide interferem nos receptores hipofisarios. Eles param a produção de TSH, porque eles não permitem que o TRH, não tem o hipotálamo que produz o TRH, que estimula os receptores na hipófise, que vai produzir o TSH, o corticóide ele age aqui, então ele impede a ação do TRH nesses receptores, você não tem produção do TSH, mais a tireóide está normal, e até a própria hipófise está normal, o que você tem é uma molécula, que está ocupando um local com um receptor de um hormônio porque está sendo produzida ou administrada em excesso. O TSH e o T4 livre vão estar baixos. E mais raro ainda, embora já foi visto, 2 ou 3 casos aqui na faculdade, é o Hipotireoidismo congênito, em medicina humana é conhecido como cretinismo, é por isso que as crianças quando nascem fazem o teste do pezinho, que vai ver o nível de hormônio tireoidiano, porque essas crianças, esses cães, eles nascem com deficiência total de hormônio tireoidiano, porque o cachorrinho quando nasce, no primeiro ano de vida ele tem 3 vezes mais a quantidade de hormônio tireoidiano que vai ter quando adulto, porque ele está crescendo, o metabolismo dele é muito mais acelerado. Então ele nasce com deficiência em algumas dessas partes desse eixo e ele não produz o hormônio tireoidiano, então ele tem toda uma alteração física, geralmente eles tem nanismo, é muito confundido com deficiência de GH, eles tem, uma característica muito importante, é o aumento da língua, que parece uma língua edematosa, ele tem um retardo, no ser humano fica uma criança retardada mesmo, isso na medicina humana não existem mais com o teste do pezinho, se tem já repõe o hormônio e já resolve. Nos casos dos cães não, quando você recebe os animais, são animais com 3, 4 meses que já rodaram e até você chegar a isso, geralmente eles morrem. O que chama mais atenção é o nanismo, tem mais alteração que não está mais lembrando. No hipotireoidismo congênito o animal nasce com deficiência de produção de hormônio.
Apresentação clinica, com relação a epidemiologia, de agora em diante o que vamos está falando é sobre conduta diagnostica, porque o mais difícil no hipotireoidismo é o diagnóstico o tratamento é super fácil, não temo os efeitos colaterais que vocês lembram da farmacologia, Do que se trata o hipotireoidismo lá na fármaco?, não falou, é para nós lembrarmos. A droga raramente causa efeito colateral, tanto é que é usada de forma errada em vários animais que não tem hipotireoidismo, então a única dificuldade no hipotireoidismo, diagnostico, porque os testes específicos, eles são muitos falhos, não existe nenhum teste especifico que de 100% de segurança, então antes que você solicitar testes específicos