clin peq 30.03.11
10 pág.

clin peq 30.03.11


DisciplinaClínica Médica de Mamíferos de Pequeno Porte14 materiais51 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Isso agente leva em consideração em gatos, porque ele é muito estressado
- EAS
	Glicosuria
	Densidade urinária acima de 1035
	Piúria, bacteriúria, hematúria
	Cetonúria
Glicemia 120 a 180 ng/dl SEM glicosúria NÃO é DM.
Infecção urinaria de repetição. Uma outra doença que faz isso é o hiperadrenocorticismo.
Cetonúria: temos que prestar atenção, porque a cetosuria é o sinal mais importante pra cetoacidose diabética. Mas já vai apresentar uma cruz 
O que vai ser importante pro diagnostico do diabetes: glicemia e jejum elevado e glicosúria (glicosúria sempre, exceção: gato, porque ele tem um limiar mais elevado para ...). 
Outras alterações laboratoriais
- Anemia NN (doença crônica)
- Leucograma de estresse (mesmo sem HAC)
- Bioquímica: aumento de ALT, colesterol, triglicerídeos, FA.
Na bioquímica podemos ter ALT aumentados, 
As endocrinopatias de uma forma geral aumentam ALT, colesterol, triglicerídeos, FA. 
Pq a FA aumenta no hiperadreno? É uma isoenzima.
Pq a FA aumenta na diabetes? Pela lipidose que o animal faz, ... pela colestase que ele faz.
Diagnóstico: sinais clínicos + hiperglicemia (maior de 250ng/dl) + glicosúria
Tratamento
- Tipos de insulina 
	NPH -> Duracao 12h / pico 4 a 6 h (100UI/ml)
	Canisulin = NPH (40UI/ml)
	Lantus -> duracao 12 a 24 horas / não tem pico (ideal para gatos)
	
	Protocolo insulinoterapia: NPH 0,25UI/kg q 12h
O que difere a insulina: o tempo que ela fica agindo, e o tempo que ela leva pra atingir o pico, se ela é lenta, rápida ou não. Outra diferença é a proteína, a origem dela, o ideal é ser espécie especifica, mas pra gente não tem (na veterinária) o que agente usa é a suína.
A diabetes não complicada no cão é a insulina NPH, que tem duração de 12 horas / pico de 4 a 6 horas após a aplicação (vem na concetracao de 100UI/ml)
Insulina usada mais recente é a Lantus ou Glargina, que é uma insulina que tem duração de 12 a 24 horas, e que não tem pico de ação, ela fica num platô. Vai ser ideal para os gatos. Por que: o gato come o dia inteiro. Na hora do manejo agente tem que dar o alimento e aplicar a insulina. Num gato, isso fica as vezes complicado, então essa forma de insulina é mais fácil. Mesmo ela tendo duração de 24 horas, é recomendado fazer de 12 em 12 horas (que funciona melhor).
Dose da insulinaterapia: NPH vai ser feita no Cão de 0,25UI/kg A 1UI/kg q12h
Tratamento -> Rotina do diabético
O diabetico pra vc ter um bom controle vc precisa ter uma rotina, horário certo pra tudo, disciplina do proprietário.
Tem que ter horário certo pra alimentar o animal e conseqüentemente pra aplicar a insulina, que tem que ser aplicada 2x por dia.
Como faz: alimenta o cão, o cão comeu e em seguida ele aplica a insulina. De 4 a 6 horas após, vc vai dosar a glicemia (pra saber se vc está conseguindo manter o animal normoglicêmico) (ideal é manter a glicemia do animal variando de: 150 a 200ng/dl cão // 100 a 200ng/dl gato)
Clinicamente como vc sabe que vc está conseguindo controlar a glicemia: sinais melhoram. A polidipsia, polifagia, etc. e toda vez que a glicose sobe, ele vai fazer imediatamente polidipsia e polifágico de novo. Isso o proprietário consegue observar.
No obeso o proprietário tem que fazer o animal perder peso.
Se vc dosou a glicemia e ela não baixou, não chegou perto de 200, vc vai aumentar a dose de insulina, de unidade em unidade ou de meia unidade em meia unidade.
Se está baixando demais, vc vai diminuir a quantidade de insulina.
Proprietário do cão tem que ter um glicosímetro. 
Tratamento 
 - Dieta: rica em fibras tratar a obesidade e melhorar o controle glicemia (cão)
	Gato: hiperprotéica (pq o gato tira a ... da proteína)
O manejo dietético também faz parte do tratamento. E para vc auxiliar no controle glicêmico o manejo dietético é imp.
Vc precisa de uma dieta rica em fibras (que dificulta a absorção da glicose intestinal) proteína de alto valor biológico e pouca gordura
Marcas: proplan, Royal canin, w/d
Exercício: perda de peso e reduzir a resistência insulínica. Regular!!!
Panhisterectomia!!!
Cão não fica obeso só comendo ração, mas deixando muita ração, não fazendo exercício, etc. 
O cão magro não vai receber essa dieta rica em fibra, senão ele não ganha peso. Quando ele ficar dentro do seu escore corporal normal ai vc pode manter com a outra ração.
Tão importante quanto a dieta é o exercício dos cães obesos. O exercício é pra perda de peso e o exercício ajuda a reduzir a resistência que ele pode gerar de insulína. É exercício regular. 
Come -> insulina -> exercício 
Toda fêmea diabética tem que ser castrada. Na época do cio essa fêmea que não foi castrada ela vai fazer pico (por conta da progesterona, GH, etc.), então vc vai ter que aumentar a insulina nessa época (pq ela está resistente a ....). Se não castrar vc vai ter sempre o animal descompensado.
Avaliação do tratamento
- manter glicemia 
	. 150 a 250 ng/dl cão e 150 a 300 ng/dl gato
- redução PU/PD
- ganho de peso
- frutosamina (picos glicemia) 7 a 8 dias.
Se a frutosamina vem aumentada, ele não está conseguindo. Pq tem proprietário que só dá a insulina no dia que vai levar o cão no veterinário.
T4 por diálise.
Quando não consegue controle de glicemia e melhora sinais clínicos?
- diestro
- doenças hiperglicemiantes: infecções, HAC, pancreatite
- efeito Somogy -> picos de glicemia causado por hipoglicemias (<65NG/DL) devido a doses elevadas de insulina. PU/PD/PF
	Fazer curva glicêmica 
Antes de mexer na insulina, situações que podem estar causando .... resistência a insulina.
Se ela tiver um cisto ovariano ela vai estar produzindo mais progesterona e causando uma resistência a insulina.
O diabetes que vem descompensado a primeira coisa que agente faz é a .... 
Inicialmente vc indicou uma diabetes, mas tem uma diabetes por ...
Tenho que descartar essas situações 
Outra situação que pode acontecer : manejo. O proprietário que não armazena a insulina adequadamente, não homogeniza de forma adequada (pq são ptns que acabam perdendo a sua ação), na hora de aplicar aplica errado. Então indica o proprietário fazer a aplicação na sua frente, pra vc poder observar como ele faz, e ensinar o que tiver errado.
Efeito somogy: são picos de insulina causados por momentos de hipoglicemia devido a doses elevadas de insulina. 
Com isso vc tem uma rápida queda no nível de glicose. O organismo vai produzir glucagon e hormônios hiperglicemiantes, 
Quando sobe essa glicose já não tem insulina pra reverter isso. Ai deu a hora de dosar a glicose. Se a glicose está ainda a 300, se acontece 3 a 4 vezes, o proprietário liga pro vet, que indica aumentar uma unidade. 
Isso pode acontecer em alguns indivíduos, vc vai ter que manejar de formas diferentes essa insulina. Pode ser que esse indivíduo diminua a dose, ou injeção mais lenta, etc.
Como vc vai saber o que está acontecendo e quando está acontecendo?
Vc vai submeter esse paciente a uma curva glicêmica, é pra observar a tolerância a glicose.
Pra que agente utiliza uma curva glicêmica? Não são em todos os animais que agente faz. Paciente controlado não precisa de curva glicêmica, quem precisa é o paciente não controlado.
Curva glicêmica
- PEGAR COM ALGUEEEEEEEEEM
Hipoglicemia 
Isso mata em 24 horas.
- complicação comum na insulinoterapia
- dose elevada, sobreposição dose, inapetência, exercício intenso
- letárgico, confuso, fraco, cabeça inclinada pra baixo, ataxico, podendo chegar a convulsão, coma (é irreversível)
- Glicose: xarope de dextrose, dextrose EV (ex. Caro, que é o xarope de dextrose, é metabolizado mais rápido do que o mel. Passa na gengiva do animal e corre pra clinica veterinária, agente administra glicose hipertônica no diabético) isso pode acontecer em animais resistentes à insulina.
Outra complicação causa da pela doença não diagnosticada no momento correto ou no paciente que não está sendo tratado adequadamente:
Cetoacidose diabética: emergência!
Produção de energia de outros substratos com formação copos cetônicos.
 - Sinais clínicos: letargia, anorexia, vômito, desidratação, taquipnéia, hálito cetônico, dor abdominal