A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Relatório Atividade Prática Semiologia II

Pré-visualização | Página 1 de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
SEMIOLOGIA II
DISCENTES: Bianca Borges, Bruna Ugulino, Letícia Lorena e Luana Guedes
RELATÓRIO SOBRE ATIVIDADES PRÁTICAS 
João Pessoa, 2020
1. Introdução 
Algumas alterações fisiológicas podem ser ocasionadas pelo o envelhecimento e o sedentarismo, como déficits de equilíbrio, mobilidade e flexibilidade. Outrossim, para pessoas que praticam esportes, avaliar agilidade, equilíbrio e flexibilidade é importante para o desempenho esportivo e seus resultados podem estar associados a lesões. 
Desse modo, a atividade física é provavelmente o melhor investimento na saúde das pessoas em que o resultado desses testes são positivos. Além de contribuir para a melhora da flexibilidade e da força, aumenta a perspectiva de vida, minimiza os efeitos degenerativos provocados pelo envelhecimento, permitindo uma melhor qualidade de vida ativa. A prática de exercícios de equilíbrio irá promover ajustes do centro de gravidade, aumentar a autoconfiança e proporcionar melhora nas capacidades funcionais, melhorando o desempenho nas tarefas do cotidiano que demandam equilíbrio, minimizando principalmente os riscos de quedas. 
Por fim, esse relatório tem o objetivo de detalhar como foram realizados os testes com cada paciente para avaliar o equilíbrio, a força, a flexibilidade e a cirtometria. Contudo, além de trazer os resultados obtidos de cada teste, esse relatório faz também uma comparação dessas alterações observadas em diferentes idades.
2. Metodologia
O relatório foi desenvolvido por meio da realização de testes divididos em testes de equilíbrio estático, equilíbrio dinâmico, de movimentos de sentar e levantar e por fim de flexibilidade. 
Para a realização dos testes de equilíbrio estático, os pacientes foram colocados em pé, com os pés juntos e com a utilização de um cronômetro foram contabilizados os segundos em que eles conseguiram permanecer em pé de olhos fechados e os segundos em que conseguiram permanecer com um apoio (direito e esquerdo). 
Para a realização dos testes de equilíbrio dinâmico, os pacientes foram posicionados com as costas apoiadas no encosto da cadeira. Em seguida, foi demarcado no chão (com fita ou algum objeto) uma distância de 3 metros. Os pacientes levantam-se da cadeira, deambulam até a marca de 3 metros, viram, retornam e sentam na cadeira novamente, enquanto o terapeuta marca no cronômetro o tempo. 
Para realizar os testes de sentar e levantar, os pacientes foram colocados sentados com os braços cruzados e após o comando do terapeuta, sentaram e levantaram durante um intervalo de 30 segundos. 
Por fim, para a realização dos testes de flexibilidade, os pacientes foram posicionados em pé e foram demarcados em suas costas, com caneta dermatográfica, os processos espinhosos de C7 e S1. Os pacientes realizaram então uma flexão anterior e os terapeutas mediram, usando fita métrica, os centímetros correspondentes a distância entre C7 e S1. 
3. Desenvolvimento 
Antes de realizar os testes, é preciso incluir alguns procedimentos no protocolo como alongamentos, preparação de equipamentos, escolha do local adequado, análise de alguns exames e outras medidas. Com isso, para que a execução dos testes seja eficiente, tranquila, segura e realizada da maneira correta, é preciso considerar as etapas pré-teste. Ademais, considera-se de suma importância haver uma padronização dessas etapas, garantindo maior confiabilidade não só nos resultados obtidos, como durante todo o processo.
Primeiramente, estabeleça uma preparação dos equipamentos, separando papel e caneta para registro dos resultados; certifique-se de que os materiais estejam disponíveis, protegidos e em bom estado de uso; opte por um local seguro, arejado e com espaço suficiente. Além disso, algumas medidas devem ser obtidas, são elas: termo de consentimento assinado pelo paciente eou responsável; registro das condições de teste, como data, clima, equipamento usado; registro das informações básicas do assunto, como nome, idade, altura, peso corporal e sexo; monitoramento dos sinais vitais do paciente. 
Em segundo plano, prepara-se o paciente, removendo joias, relógios, pulseiras ou brincos pendurados que possam ficar presos nos equipamentos; deve-se explicar os procedimentos do teste ao sujeito; é preciso demonstrar ao paciente o teste a ser executado antes que o mesmo realize e fazer sempre contato verbal com o mesmo; por fim, a realização de um aquecimento curto, rápido e simples com o paciente antes de iniciar os testes.
Ademais, o aquecimento, em geral, é realizado pela maioria das pessoas antes de qualquer atividade física, seja ela desportiva ou de exercícios físicos. A partir dessa técnica, é possível aumentar gradualmente a intensidade da atividade física, incrementando também a temperatura corporal. Cada alongamento deve ser mantido com uma duração de 20 a 30 segundos em cada membro.
O equilíbrio corporal pode ser definido como a capacidade do homem de manter-se ereto ou realizar movimentos de aceleração e rotação do corpo de maneira eficaz sem oscilações, desvios ou quedas (SCHMIDT et al., 2010), sendo esse dividido em estático e dinâmico. Para a avaliação do equilíbrio estático, foram utilizados os testes de Romberg com pés juntos e olhos fechados e Apoio Unipodal com olhos abertos, com pé direito e com o pé esquerdo. Já para a avaliação do equilíbrio dinâmico e agilidade, foi utilizado o teste “Timed up and go”.
Para uma pessoa saudável manter o equilíbrio, há a necessidade da atenção, memória, audição, propriocepção, força muscular, visão e controle postural. Contudo, pode-se afirmar que a força também está entre os fatores que mais se altera durante o processo de envelhecimento. Dessa forma, realizar atividades diárias como sentar-se, levantar-se e caminhar em pisos irregulares, tornam-se situações arriscadas com o passar dos anos.
A flexibilidade muscular está relacionada com a amplitude de movimento disponível por parte de uma articulação, a qual é dependente da extensibilidade dos músculos. Diante disso, podemos assim entender que à flexibilidade é “a habilidade para mover uma ou mais articulações através de uma amplitude de movimento livre de dor e sem restrições, dependente da extensibilidade dos músculos, que permite que estes cruzem uma articulação para relaxar, alongar e conter uma força de alongamento” (KISNER; COLBY,1998).
A cirtometria, também chamada de perimetria tóraco-abdominal, consiste em um conjunto de medidas das circunferências do tórax e abdômen durante os movimentos respiratórios e tem como objetivo quantificar a mobilidade tóraco-abdominal de maneira simples, acessível e com baixo custo, sendo necessária apenas uma fita métrica para a sua realização (PEDRINI, 2013).
4. Resultados 
Equilíbrio estático: 
Paciente 1:
Nesse teste o primeiro paciente não apresentou muita dificuldade em se equilibrar, seja com olho aberto ou fechado, ficando os 60 segundos equilibrado com as duas pernas, com a perna direita no fim dos 60 segundo deu uma leve desequilibrada, mas não fez com que ele encostasse o pé no chão.
Paciente 2: 
Esse teste mostrou que ela não consegue se equilibrar, tanto de olhos abertos quanto fechados, totalizando apenas 10s para a perna direita e 15 para a perna esquerda. Sendo assim, por ser idosa, há um maior risco de quedas. 
Paciente 3: 
Neste teste o paciente 3 demonstrou um bom equilíbrio, tanto de olhos fechados como de olhos abertos, totalizando 60 segundos para a perna direita e 42 segundos para a perna esquerda. 
Paciente 4:
Paciente não apresentou alterações no equilíbrio estático, sem lesões labirínticas. Apresentou equilíbrio estático com apoio unipodal em condições de olhos abertos.
Equilíbrio dinâmico:
Paciente 1:
O primeiro paciente teve um desempenho muito bom, fez em um total de 5 segundo o que se refere a um desempenho normal para adultos saudáveis e um baixo risco de queda.
Paciente 2: 
O resultado desse teste foi muito bom, pois ela teve um desempenho normal que está associado

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.