A maior rede de estudos do Brasil

QUAL A FISIOPATOLOGIA DA OSTEOPOROSE?

Medicina

UNIFAN


2 resposta(s)

User badge image

stefany Soares

Há mais de um mês

O osso é um tecido em constante formação e destruição ao longo da vida.

Esse fenômeno é conhecido como remodelação óssea e é realizado por meio da unidade de remodelação óssea, que consiste em um conjunto de células responsáveis ​​pela destruição de pequenas porções do osso, que posteriormente são substituídas por osso novo. A remodelação óssea tem duas funções principais: primeiro, ao substituir o tecido ósseo velho por jovem, aumenta a resistência do esqueleto às fraturas e, segundo, garante a disponibilidade de minerais como cálcio, fósforo ou magnésio, para ser transportado do osso para o fluido extracelular e vice-versa, de acordo com as necessidades do corpo. As células que participam da remodelação óssea são de tipos diferentes, mas duas delas são os principais protagonistas do processo: os osteoclastos, macrófagos especializados na destruição óssea, fenômeno denominado "reabsorção óssea" e os osteoblastos, células derivadas do tecido conjuntivo que são responsáveis ​​pela formação do osso. Existem outras células, como osteócitos, linfócitos, macrófagos e células endoteliais, que suportam o processo de remodelação.

Na osteoporose, ocorre disfunção das unidades de remodelação óssea, que por sua vez se deve principalmente a dois tipos de alterações. O primeiro é o estabelecimento de um "saldo negativo"; a segunda é um aumento no número de unidades de remodelação, resultando no que é referido como "aumento da renovação óssea".

O osso é um tecido em constante formação e destruição ao longo da vida.

Esse fenômeno é conhecido como remodelação óssea e é realizado por meio da unidade de remodelação óssea, que consiste em um conjunto de células responsáveis ​​pela destruição de pequenas porções do osso, que posteriormente são substituídas por osso novo. A remodelação óssea tem duas funções principais: primeiro, ao substituir o tecido ósseo velho por jovem, aumenta a resistência do esqueleto às fraturas e, segundo, garante a disponibilidade de minerais como cálcio, fósforo ou magnésio, para ser transportado do osso para o fluido extracelular e vice-versa, de acordo com as necessidades do corpo. As células que participam da remodelação óssea são de tipos diferentes, mas duas delas são os principais protagonistas do processo: os osteoclastos, macrófagos especializados na destruição óssea, fenômeno denominado "reabsorção óssea" e os osteoblastos, células derivadas do tecido conjuntivo que são responsáveis ​​pela formação do osso. Existem outras células, como osteócitos, linfócitos, macrófagos e células endoteliais, que suportam o processo de remodelação.

Na osteoporose, ocorre disfunção das unidades de remodelação óssea, que por sua vez se deve principalmente a dois tipos de alterações. O primeiro é o estabelecimento de um "saldo negativo"; a segunda é um aumento no número de unidades de remodelação, resultando no que é referido como "aumento da renovação óssea".

User badge image

Thais Verified user icon

Há mais de um mês

Olá, esse material aborda toda a fisiopatologia da osteoporose!

https://www.passeidireto.com/arquivo/84892662/modulo-envelhecimento-problema-2-osteoporose-fisiopatologia-diagnostico-tratamen

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes