A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Esquizofrenia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Esquizofrenia 
 
 Grave, sem cura, adulto jovem, sem preferência de sexo e classe social 
Clínica: 
 Sinais e sintomas pré-mórbidos: 
o Passividade, introversão, sem interesse romântico e social 
o Personalidades pré-mórbidas: 
 Esquizoide → frio, isolado, introspectivo 
 Esquizotípica → Excêntrico (ex.: conversa com gnomos) 
 Sintomas positivos (produção): 
o Alucinação → distorção sensoperceptiva (+ comum auditivo) 
o Delírio → distorção de pensamento (paranoide – ideia de perseguição) 
o Alteração na linguagem → neologismo (fala palavras que você não 
entende), ecolalia (repete o que fala); 
o Agitação, discurso desorganizado... 
 Sintomas negativos (deficitários): 
o Isolamento 
o Perda do prazer 
o Diminuição do afeto, avolia (não quer mais nada)... 
Diagnóstico (DSM 5): 
 2 ou + por >6 meses: 
o Delírios 
o Alucinações 
o Discurso organizado 
o Comportamento desorganizado 
o Sintomas negativos 
Tipos (CID-10): 
 Paranoide: 
o A mais comum 
o Delírios (persecutórios, grandeza...) + alucinações (vozes) 
 Hebefrênica: 
o Prognóstico ruim 
o Comportamento pueril (infantil) + sintomas negativos 
 Catatônica: 
o Predominam distúrbios motores (posturas bizarras, rigidez) 
 Indiferenciada: 
o Não preenche os critérios acima ou sintomas mistos 
Tratamento: 
 Reinserção social + psicoterapia 
 Antipsicóticos: 
o Típicos (1ª geração): 
 Ação: bloqueio não seletivo do receptor D2 da dopamina (anti-
dopaminérgicas) 
 Outros: bloqueio colinérgico (constipação, retenção 
urinaria), histamínico (sonolência) e alfa-1-adrenergico 
(hipotensão). 
 Potência: 
Pelo menos 1 obrigatório 
 Alta potência (menos sedativo) – Ex.: Haloperidol, 
flufenazina 
 Baixa potência (mais sedativo) – Ex.: clorpromazina 
(amplictil) 
 Efeitos colaterais: 
 Parkisonismo, acatisia (não consegue ficar parado), 
discinesia (movimento errado, fora de propósito - coreia), 
distonia (altera tonus) → bloqueio de dopamina 
 Galactorreia, amenorreia → bloqueio de dopamina 
aumenta prolactina 
 Boca seca, constipação intestinal, retenção urinária 
o Atípicos (2ª geração): 
 Ação: bloqueadores da serotonina – dopamina (D2) 
 Outros: bloqueio colinérgico, histamínico e alfa-1-
adrenergico em menor quantidade 
 Melhores para sintomas negativos 
 Menos efeitos colaterais motores 
 Menos hiperprolactinemia 
 Ex.: 
 Clozapina → agranulocitose, reduz limiar convulsivo, 
usado para casos refratários 
 Olanzapina → aumento de peso, dislipidemia, aumento da 
resistência a insulina 
 Quetiapina → ação hipnótica e antidepressiva 
 Risperidona → em alta dose, tem efeito típico (efeito 
motor) – melhora irritabilidade 
 Lurasidona, ziprasidona, aripiprazol

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.